Terça-feira, 25 de Fevereiro de 2020
Mercado

Frango, ovo, milho e inflação em janeiro de 2020 e na vigência do real
Campinas, 10 de Fevereiro de 2020 - Sem dúvida, frango e ovo contribuíram para a baixa inflação de janeiro passado – pelo IGP-DI da Fundação Getúlio Vargas, 0,09%de incremento em relação ao mês anterior. O mesmo, porém, não pode ser dito em relação ao milho, que manteve seu caminho altista pelo quinto mês consecutivo.

Assim, frente a um incremento de mais de 6% do preço do milho, o frango vivo (considerado seu preço referencial, não o preço médio efetivamente praticado, inferior ao valor de referência) sofreu redução superior a meio por cento, enquanto sobre o ovo caiu uma queda considerada avassaladora, próxima de 20%.

Mas o efeito dessas duas baixas se torna bem mais visível ao analisar-se a evolução de preços dos dois produtos na vigência do real, isto é, desde meados de 1994. O frango vivo iniciou 2020 com um preço mais de 220 pontos inferior à inflação acumulada em quase 26 anos. Já o efeito sobre o ovo foi mais perverso, pois seu preço em janeiro ficou mais de 400 pontos aquém da inflação.

Por seu turno, o milho volta a aproximar-se da inflação. Como, aliás, ocorreu em 2016, ocasião em que o grão chegou a superar a inflação até então acumulada. Novamente, essa possibilidade não está muito distante, pois, em janeiro passado, o preço do milho chegou a um patamar que o colocou a pouco mais de 50 pontos percentuais de distância da inflação.

Assim, se há menos de seis meses frango vivo e milho tinham a mesma paridade de preços de 1994 (o que significava adquirir perto de 4,7 toneladas de milho com uma tonelada de frango vivo), nos últimos meses essa paridade desapareceu por completo. Em janeiro, uma tonelada de frango vivo possibilitou adquirir pouco mais de 3,5 toneladas de milho, cerca de um quarto a menos que o volume mais recente.

O ovo, infelizmente, jamais voltou a obter a paridade de preços registrada em 1994 (uma caixa de 30 dúzias = 2,5 sacas de milho). Mas, em janeiro passado, o poder de compra do ovo caiu, praticamente, à metade do registrado em 1994, pois o valor recebido por uma caixa de 30 dúzias correspondeu a não mais que 1,3 saca de milho.



(AviSite) (Redação)
|

Terça-Feira, 25/02
Segunda-Feira, 24/02
Sexta-Feira, 21/02
Ovos: evolução máxima no mês segue em 10% (06:21)
Quinta-Feira, 20/02
O varejo dos ovos e do frango resfriado em 2019 segundo o Procon-SP (06:16)
Consumo médio de ovos cresce 50% em relação aos anos 2000 (06:10)
Ovos: antecipações motivadas pelo feriado prolongado de carnaval e proximidade da quaresma podem fortalecer os negócios (06:09)
Quarta-Feira, 19/02
Ovos: aparente estabilidade pode ser rompida por possíveis antecipações devido ao feriado de carnaval (06:28)
Consumo de ovos pode crescer mais de 62% nos últimos 10 anos (06:23)



Últimos Clippings
Estados Unidos reabrem mercado para carne in natura do Brasil
Unidade brasileira da Vetanco realiza Convenção de Vendas 2020
Cadeia de frango da China se abre em meio ao caos das medidas de vírus
Cotações do milho no mercado físico tem perdido força
Milho: cotações registram leves altas em Chicago

Nossos Parceiros
AgroceresMaxFilm
Orffaseifun
vaccinarMSD