Mercado

Desempenho do ovo, na granja, na 2ª semana de 2020

A segunda semana do ano para a comercialização de ovos começou ruim e terminou em recuperação. Os preços que já vinham caindo desde a primeira semana - R$67,00 para R$53,00 - continuaram retrocedendo nos primeiros dias da semana passada. Os negócios já abriram a semana sofrendo nova baixa e sofreram mais outra em meados da semana. De toda forma, as quedas desde o início do ano contribuíram para que os compradores promovessem o produto junto aos consumidores e ajudassem a ajustar as disponibilidades nos demais elos da cadeia de negociação. Isso proporcionou negócios mais disputados no encerramento da semana e os produtores conseguiram o primeiro reajuste desse ano. Entretanto, o ajuste não impediu o forte declínio do preço médio semanal em quase 17%. Já na comparação com o baixo valor recebido no mesmo período do ano passado o índice ainda foi positivo em 55%. Por ora, o preço médio nesse início de janeiro atinge R$54,11 e aponta perda de 30,6% sobre o recebido em dezembro último. Em relação a janeiro do ano passado houve aumento de quase 30%, significando ganho anual de quase R$12,50 por caixa. De toda forma, esse índice positivo tem pouco significado considerando que o preço médio do ano passado acarretou grande prejuízo aos produtores. A semana atual (semana 03, 12 a 18 de janeiro) traz grandes possibilidades pois as indicações são de disponibilidades mais ajustadas na base produtora e um avicultor propenso a recuperar preços. Assim, o ambiente de negócios aponta, no mínimo, para manutenção da última cotação, R$53,00/caixa. A ressaltar que no ano passado os preços tiveram evolução.

(AviSite) (Redação)



Visite  www.ovosite.com.br  - O Portal do Ovo na Internet