Revista do AviSite
Revista do OvoSite
Edições anteriores
Notícias
Informativo Diário
Informativo Semanal
AviGuia
AviSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Quinta-feira, 02/12/2021
Siga-nos:
Notícias Informativo Diário Informativo Semanal
NOTÍCIAS
A importância do consumo de ovos durante o verão


Ovo, uma fonte de proteína e muito mais

Campinas, SP, 25/11/2021
Categoria: Saúde Pública



A proteína é um macro nutriente formado por 21 aminoácidos. Destes, 7 são considerados aminoácidos essenciais, isto é, precisam ser obtidos através da alimentação. Dentre as inúmeras funções, a proteína é fundamental para manter a qualidade e quantidade de massa muscular ao longo da vida (1). Assim, é comum os esportistas e atletas consumirem proteínas pós treino com o objetivo de ganhar massa muscular.

Nos últimos anos a proteína tem sido consumida não somente na forma de alimento, mas também como suplemento alimentar. A clara do ovo, basicamente, fonte de proteína é um produto de escolha seja na forma de alimento como suplemento, chamada albumina.

Entretanto, a discussão do momento relaciona o ganho de massa muscular ao consumo de alimento integral, como o ovo inteiro que possui na composição proteínas e substancias como vitaminas, minerais e ácidos graxos.

Um estudo comparou o consumo de clara de ovo ou ovo inteiro após o exercício. O marcador em questão foi a leucina, um aminoácido relacionado ao ganho de massa muscular, que ficou aumentada logo após o treino com a ingestão de clara.

Entretanto, 5 horas pós treino, a leucina se manteve elevada com o consumo do ovo inteiro, isto é, clara e gema (2). A ingestão de alimentos integrais de uma fonte proteica e que possui vitaminas, minerais e gordura, como o ovo, podem melhorar a qualidade geral da alimentação e estimular a remodelação de proteínas musculares pós treino. (2)

Além do ganho de massa muscular, a proteína retarda o esvaziamento gástrico, e traz como consequência alteração na glicemia pós-prandial positiva ao organismo. Evidencias mostram que o aumento da glicemia pós prandial é responsável pelo aumento do stress oxidativo provocando uma redução no óxido nítrico, uma substancia vasodilatadora que atua na função vascular. A modificação dietética é uma estratégia para limitar a hiperglicemia pós prandial, limitando as respostas do estresse oxidativo que induzem a lesão vascular. ( 3 )

Um estudo utilizando glicose combinado com ovo inteiro, clara de ovo e gema de ovo e apenas glicose, oferecido como refeição a 20 homens pré-diabéticos apresentou como resultados: dilatação do fluxo da artéria braquial com o consumo de ovo inteiro e clara. A glicose pós-prandial teve um aumento atenuado com o consumo de ovo e clara (30 a 90 minutos) contra glicose e gema (30 a 120 minutos). Houve um aumento de CCK, um hormônio gastrointestinal que diminui o esvaziamento gástrico, com a ingestão de ovo inteiro e clara. De acordo com os autores, mais estudos são necessários para examinar os benefícios vasoprotetores dos ovos em refeições mistas complexas.

A proteína possui uma grande importância para as nossas células, entretanto, vitaminas, minerais fazem parte de reações bioquímicas em nosso organismo proporcionando bem-estar, pois, nutrientes como vitamina A, vitamina E, zinco, magnésio, selênio tem ação antioxidante e contribuem para a redução de processos inflamatórios. Compostos bioativos como a luteína e zeaxantina atuam na proteção dos olhos e no organismo como um todo. As vitaminas do complexo B favorecem a produção de energia na célula, pois atuam no metabolismo de carboidratos, proteínas e gorduras. Estes nutrientes e outros como vitamina D, Vitamina K, cálcio, ferro estão presentes no ovo, por isso atuam de forma sinérgica e contribuem para um melhor desempenho do organismo.

O ovo é um alimento de fácil preparo, saboroso e pode ser incluído em qualquer refeição e combinado com os mais diversos tipos de alimentos. Na prática, isto significa promoção de saúde.

Referências:

Atividade física no Diabetes tipo 1 e 2: Bases fisiopatológicas, importância e orientação. https://www.diabetes.org.br

Vliet S.V., Beals J., Martinez I., Skinner S., Burd N. Achieving Optimal Post-Exercise Muscle Protein Remodeling in Physically Active Adults through Whole Food Consumption- Nutrients 2018, 10, 224; doi:10.3390/nu10020224.

Vliet S.V., Shy E.L., Sawan A., Beals J., Moore D., et al. Consumption of whole eggs promotes greater stimulation of postexercise muscle protein synthesis than consumption of isonitrogenous amounts of egg whites in young men Am J Clin Nutr doi: https://doi.org/10.3945/ajcn.117.159855. Printed in USA. _ 2017.

McDonalds J., Chitchumroonchokchai C., LI J., Mah E., Labyk A., Reverri E., Ballard K., Volek J., Bruno R.S. Replacing carbohydrate during a glucose challenge with the egg white portion or whole eggs protects against postprandial impairments in vascular endothelial function in prediabetic men by limiting increases in glycaemia and lipid peroxidation - British Journal of Nutrition, page 1 of 12- 2018.

Artigo organizado pela Nutricionista do Instituto Ovos Brasil, Lúcia Endiukaite.


Fonte: Instituto Ovos Brasil
Autor: Redação




COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS



















NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF