Revista do AviSite
Revista do OvoSite
Edições anteriores
Notícias
Informativo Diário
Informativo Semanal
AviGuia
AviSite
Trabalhos Técnicos
Legislação
Busca Avançada
Cadastre-se
Contato
Anuncie
Patrocinadores
Quarta-feira, 04/08/2021
Siga-nos:
Notícias Informativo Diário Informativo Semanal
NOTÍCIAS
Apetite chinês por patas de frango transforma-se em vantagem para produtor dos EUA




Tucker, Ga, 21/07/2021

Eles são mastigáveis, horríveis e, na melhor das hipóteses, bastante insípidos para os padrões ocidentais. Têm um nome que também não é particularmente atraente. Mas, de acordo com o USA Poultry & Egg Export Council (USAPEEC), as patas de frango, aquela parte da anatomia da ave tão ignorada ou difamada como alimento nos Estados Unidos, é um sucesso gastronômico na China.

É uma raridade semelhante às preferências de frango nos Estados Unidos, onde as asas são tão populares que são mais valorizadas do que o resto da ave.

O desejo chinês por patas de frango provou ser uma bonança para os produtores de frango dos Estados Unidos, que enviam enormes volumes de patas para lá desde que o mercado foi reaberto às exportações de aves dos Estados Unidos em novembro de 2019.

Embora estejam disponíveis apenas em alguns nichos de mercado nos Estados Unidos, são consumidos em todos os lugares da China, onde são eufemisticamente conhecidos como "garras de fênix" e podem ser encontrados em salas de banquetes formais, restaurantes populares, como estabelecimentos cantoneses especializados em "dim-sum" (pratos individuais de comida chinesa) e nas bancas de rua. Eles são tão procurados que geralmente são mais caros do que a carne de frango real.

Para os produtores de frango dos EUA, a demanda chinesa por patas trouxe significativo ganho financeiro. Sem ela, as empresas americanas não teriam alternativa a não ser vender patas para renderizadores por apenas alguns centavos a libra. Em vez disso, na China, eles alcançam preço médio de quase US$1,10 por libra (quase US$2,50/kg), fazendo uma diferença que vai diretamente para o resultado final das empresas exportadoras.

Mais de 201.000 toneladas métricas de patas foram exportadas para a China no ano passado, gerando uma receita de US$ 460 milhões. Se todas aquelas patas tivessem sido renderizadas, teriam gerado menos de um décimo disso.

A popularidade das patas gerou outro benefício para os produtores americanos, pois estimulou a demanda por outras partes do frango, principalmente carne de perna.

As exportações de pata para a China começaram lentamente em 2020 devido ao impacto da pandemia COVID-19, incluindo transporte e problemas portuários na China. Mas elas aumentaram rapidamente naquela primavera, e a demanda por patas dos EUA continuou em 2021, com os EUA se tornando o fornecedor dominante com uma participação de mercado – até agora, neste ano – de 44,8%. As patas americanas são particularmente atrativas ​​na China por causa do tamanho das galinhas americanas.

O volume de exportação de pata para a China excedeu o que era previsto e é mais do que o triplo do que era em 2014. No ano passado, a China permitiu a importação de frango dos EUA antes de impor uma proibição que foi removida em 2019. O valor das exportações de pata agora é de cerca seis vezes o que era em 2014.

Nos primeiros cinco meses deste ano, as exportações de pata totalizaram pouco mais de 105.000 toneladas métricas, com um valor total de quase US$254 milhões. Nos primeiros cinco meses de 2014, as exportações totalizaram cerca de 31.000 toneladas métricas com um valor de US$39 milhões.

Se as tendências atuais continuarem, os EUA estabelecerão outro recorde em 2021 para o valor das exportações de pata para a China.

"O principal motivo pelo qual nossa indústria queria recuperar o acesso à China depois de cinco anos era ser capaz de exportar patas", disse o presidente da USAPEEC, Jim Sumner. "Mas não esperávamos uma demanda tão grande por nosso produto. Está muito além de nossas expectativas ".

Sobre o USAPEEC

Fundado em 1984, o USA Poultry & Egg Export Council (USAPEEC) é uma organização comercial sem fins lucrativos, patrocinada pela indústria, dedicada a aumentar as exportações de produtos de aves e ovos dos EUA em todos os mercados externos. O USAPEEC possui uma rede de 16 escritórios de representação em todo o mundo e opera programas em 75 países.

O USA Poultry & Egg Export Council não faz discriminação em seus programas com base em raça, cor, nacionalidade, sexo, religião, idade, deficiência, convicções políticas e estado civil ou familiar.


Fonte: USAPEEC
Autor: Assessoria de Imprensa




COMENTÁRIOS



NOTÍCIAS RELACIONADAS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS












NOTÍCIAS MAIS LIDAS
5 dias
30 dias
NOSSOS PARCEIROS
REVISTA ONLINE

Clique acima para acessar o leitor digital ou abaixo para Download do PDF