Quarta-feira, 26 de Fevereiro de 2020
Matérias-Primas

Commodities agrícolas registram alta mesmo em novo dia de aversão com o coronavírus
Campinas, SP, 26 de Fevereiro de 2020 - Enquanto o mercado financeiro global ainda reflete os temores crescentes com a epidemia do coronavírus, as commodities agrícolas recuperaram parte das baixas do pregão anterior nesta terça-feira (25), se sustentaram e terminaram o dia em campo positivo. Na outra ponta, o petróleo despencou mais 3% e as bolsas norte-americanas e europeias também recuaram.

Na Bolsa de Chicago, quem liderou os ganhos foi a soja, que termina o pregão subindo pouco mais de 5 pontos entre os principais contratos, com o março valendo US$ 8,79, o maio US$ 8,88 e o julho, US$ 8,99 por bushel. Na sequência, os preços do trigo registraram leves altas de pouco mais de 2 pontos e o milho, de 0,25 a 0,50 ponto nas posições mais negociadas.

O mercado de grãos buscou sustentar uma recuperação - bastante importante, apesar de tímida - depois da intensa liquidação de posições do pregão anterior, quando somente a soja perdeu mais de 15 pontos na CBOT, acompanhando as preocupações crescentes com o coronavírus. Com cada vez mais casos sendo confirmados fora da China, crescem as especulações de que o o surto que foi iniciado na nação asiática se torne uma pandemia.

Apesar da firmeza deste pregão, os analistas explicam que os mercados agrícolas ainda exibem alguma fragilidade, embora dividam as atenções com seus próprios fundamentos.

"Após o mercado internacional sucumbir na segunda-feira com a dispersão do Coronavírus por países europeus, hoje a especulação desacelerou a reação exagerada, recuperando parte das perdas de ontem (...) Os fundos na soja continuam posicionados no lado da venda, continuando sensíveis às reações de reversão com qualquer notícia otimista", disseram os diretores da ARC Mercosul.

Os analistas explicam ainda que o que mais alimenta as especulações em torno do coronavírus neste momento e que, consequentemente, pesa sobre os principais mercados mundo a fora, são as notícias referentes ao poder de infecção do vírus.

E diante disso, especialistas internacionais reforçam as atenções necessárias para as incertezas que ainda rondam o desenvolvimento do vírus e de sua disseminação para além da China.

"Atualmente, existe muita incerteza em torno do coronavírus, o que dificulta a previsão da direção do mercado", disse Phin Ziebell, economista do agronegócio do National Australia Bank à Reuters Internacional.
(Notícias Agrícolas) (Carla Mendes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 26/02
Empresa avícola paranaense monitora qualidade de água gerada em suas operações por meio de bioindicadores (07:37)
Commodities agrícolas registram alta mesmo em novo dia de aversão com o coronavírus (07:34)
Terça-Feira, 25/02
Segunda-Feira, 24/02
Estados Unidos reabrem mercado para carne in natura do Brasil (15:05)
Sexta-Feira, 21/02
Unidade brasileira da Vetanco realiza Convenção de Vendas 2020 (15:07)
Cadeia de frango da China se abre em meio ao caos das medidas de vírus (13:58)
Frango: apesar da fraca demanda, custo de produção elevado faz com que avicultor aumente preço (13:40)
Cotações do milho no mercado físico tem perdido força (13:30)
Milho: cotações registram leves altas em Chicago (13:25)
Soja: à espera de novas compras da China, mercado em Chicago segue estável (13:22)
Programa Ovos RS promove curso de Boas Práticas de Fabricação para Fábricas de Ração (09:33)
Boi: preços de balcão em SP giram ao redor de R$200,00/@ (09:15)
Praticamente metade da safra do milho já está colhida no RS (08:38)
Surto de vírus não mudará compromissos da China de comprar produtos dos EUA (08:37)
CNA diz que MP do Agro dá mais alternativas de financiamento e simplifica acesso ao crédito (08:26)
Suíno: animal vivo segue valorizado nas principais praças (07:55)
Mercado do boi gordo está firme (07:53)
Oferta restrita dá sustentação ao mercado de carne bovina no atacado (07:52)
Milho fecha a 5ª feira desvalorizado em Chicago após encontro do USDA (07:51)
Soja mais barata no Brasil do que nos EUA pressiona Chicago mais uma vez (07:48)
Quinta-Feira, 20/02
Exportações de genética avícola decrescem em janeiro (11:03)
Suínos: poder de compra frente ao milho é o mais baixo desde Fev/19 (10:22)
Boi: abate cai no final de 2019 e confirma baixa oferta (10:21)
Milho: Vendedores tem mostrado interesse em negociar, enquanto o comprador se abastece para os próximos dias (09:20)
Boi: A queda das cotações no mercado atacadista influenciou as tentativas de compra (09:16)
Vetanco participa do Show Rural Coopavel 2020 (09:01)
Milho abre a 5ª feira com baixas em Chicago à espera de números do USDA (09:00)
Soja recua em Chicago nesta 5ª feira (08:00)
Suíno: cotações estáveis em São Paulo; animal vivo segue valorizado nas principais praças produtoras (07:16)
APA divulga programa definitivo do Congresso de Ovos 2020 (07:01)
CNA discute impactos da reforma tributária para o Agro (06:59)
Pouco boi provoca alta significativa no Norte do país (06:55)
Milho cai em Chicago nesta 4ª feira (06:51)
Poucos negócios novos com a soja brasileira (06:48)