Sábado, 11 de Julho de 2020
Saúde Pública

EUA: exportadores declaram segurança, mas refugam garantia de "vírus-free"
Chicago, EUA, 29 de Junho de 2020 - Exportadores de alimentos e matérias-primas para ração dos EUA estão enviando mercadorias para a China com cartas garantindo a segurança de sua carga, em vez de apresentarem declarações oficiais solicitadas pelas autoridades chinesas que garantem remessas sem coronavírus, disse um grupo de exportação agrícola dos EUA na sexta-feira.


As declarações de compromisso, elaboradas pela Coalizão de Transporte Agrícola (AgTC), destinam-se apenas a garantir aos importadores que as remessas foram coletadas, processadas e manipuladas de acordo com os padrões e diretrizes de segurança do setor traçadas por especialistas médicos.

A medida foi tomada depois que a autoridade aduaneira da China pediu na semana passada aos exportadores de alimentos do país que assinassem declarações oficiais de que seus produtos não estão contaminados pelo novo coronavírus.

As demandas chinesas por garantias afetaram o setor de alimentos e agricultura e estão fazendo com que alguns transportadores renunciem ao comércio da China, informou na sexta-feira o grupo de produtores de produtos dos EUA.

"Você não coloca seu nome como garantia de que os produtos exportados não têm coronavírus. Ninguém pode fazer isso. O coronavírus não vive de alimentos ou plantas ", disse Peter Friedmann, diretor executivo da AgTC, que representa principalmente os exportadores de produtos agrícolas dos EUA em contêineres. Ele ressalta ainda que os exportadores não podem garantir que a carga permaneça livre do vírus depois que ele deixar suas instalações.

"Se um inspetor da alfândega chinês está com o vírus e ele lida com alguma coisa, alguém pode voltar mais tarde e dizer que a remessa tem coronavírus", disse ele.

As autoridades alfandegárias chinesas não confirmaram que as declarações de compromisso são substituições aceitáveis ​​de suas declarações oficiais, mas nenhum membro da AgTC relatou problemas relacionados à remessa até o momento.
(Reuters) (Karl Plume)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 11/07
Sexta-Feira, 10/07
Com alta de 24,5%, exportações do agronegócio batem recorde para meses de junho e ultrapassam US$ 10 bilhões (13:53)
FRANGO/CEPEA: apesar de queda nos embarques, preço interno da carne está firme (07:31)
Agronegócio responde por 72% das exportações catarinenses no primeiro semestre de 2020 (07:26)
Com recordes de valores de soja e milho, VBP de 2020 é estimado em R$ 716,6 bilhões (07:25)
Comercialização de soja 2019/20 e da safra nova em junho foi mais lenta (07:10)
Quinta-Feira, 09/07
SUÍNOS/CEPEA: preços do vivo sobem em quase todas as regiões; exportações estão aquecidas (09:47)
BOI/CEPEA: indicador volta a fechar acima de R$ 220 (09:46)
Dicas para inovar no agronegócio e vender mais (08:15)
C.Vale e Pluma Agroavícola colocam em funcionamento frigorífico da Plusval (08:14)
Brasil retoma posto de maior produtor de soja do planeta (07:53)
Quarta-Feira, 08/07
Produção de grãos deve atingir 251,4 milhões de toneladas segundo levantamento da Conab (11:32)
Indústria global de carne de aves se recupera gradualmente, mas 2º semestre pode trazer volatilidade (09:12)
Nui Markets vê bom potencial no Brasil (09:10)
Exportadores do Brasil propõem testar carne para acalmar China (09:10)
Exportação de grãos deve beirar recorde (09:09)
Terça-Feira, 07/07
Teste rápido é inútil para conter a covid-19 dentro de frigoríficos (09:25)
Falha em busca ativa justifica testes de anticorpos, diz MPT (09:23)
Preços mais firmes para o farelo de soja (08:47)
Podcast FACTA: novo episódio será sobre a utilização da tecnologia NIR para análises rápidas e eficientes na alimentação animal (08:02)