Sábado, 11 de Julho de 2020
Saúde Pública

Ministério da Agricultura suspende exportação de frigorífico da JBS à China

É o segundo frigorífico brasileiro a ter a cobiçada licença retirada por causa de casos de covid-19 entre trabalhadores.
Brasília (DF) e São Paulo (SP), 29 de Junho de 2020 - O Ministério da Agricultura suspendeu a autorização para que a carne de frango produzida no abatedouro da JBS em Passo Fundo (RS) seja exportada à China. Trata-se do segundo frigorífico brasileiro a ter a cobiçada licença retirada por causa de casos de covid-19 entre trabalhadores. No início da semana, o abatedouro de bovinos do mato-grossense Agra também foi suspenso.

Conforme o Valor apurou, a expectativa no setor é que mais abatedouros tenham a exportação à China suspensa pelo ministério nos próximos dias. No caso da JBS de Passo Fundo, a decisão da Pasta já consta no Sistema de Informações Gerenciais do Serviço de Inspeção Federal (SIGSIF).

Em comum, os abatedouros suspensos têm a incidência de casos do covid-19 entre funcionários. Com as suspensões voluntárias, o Ministério da Agricultura tenta responder às medidas de maior controle adotadas pela China nas últimas semanas para evitar uma segunda onda de covid-19.

Embora não existam evidências de que os alimentos transmitam o vírus, Pequim pediu que os diferentes governos suspendam a exportação “de produtos alimentícios cujos estabelecimentos produtores tenham identificado funcionários infectados com a covid-19, em situação que crie risco de contaminação dos alimentos”, conforme mensagem enviada pelo embaixador do Brasil na China, Paulo Estivallet de Mesquita, e transmitida aos exportadores do Brasil pelo Itamaraty.

Procurada pelo Valor, a JBS não respondeu até a publicação desta reportagem. No momento, a companhia não pode produzir no abatedouro de Passo Fundo porque uma decisão desta semana do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região interditou a unidade até que o grupo comprove a adoção das medidas de proteção determinadas pelos auditores do trabalho.
(Valor Econômico) (Rafael Walendorff e Luiz Henrique Mendes )
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 11/07
Sexta-Feira, 10/07
Com alta de 24,5%, exportações do agronegócio batem recorde para meses de junho e ultrapassam US$ 10 bilhões (13:53)
FRANGO/CEPEA: apesar de queda nos embarques, preço interno da carne está firme (07:31)
Agronegócio responde por 72% das exportações catarinenses no primeiro semestre de 2020 (07:26)
Com recordes de valores de soja e milho, VBP de 2020 é estimado em R$ 716,6 bilhões (07:25)
Comercialização de soja 2019/20 e da safra nova em junho foi mais lenta (07:10)
Quinta-Feira, 09/07
SUÍNOS/CEPEA: preços do vivo sobem em quase todas as regiões; exportações estão aquecidas (09:47)
BOI/CEPEA: indicador volta a fechar acima de R$ 220 (09:46)
Dicas para inovar no agronegócio e vender mais (08:15)
C.Vale e Pluma Agroavícola colocam em funcionamento frigorífico da Plusval (08:14)
Brasil retoma posto de maior produtor de soja do planeta (07:53)
Quarta-Feira, 08/07
Produção de grãos deve atingir 251,4 milhões de toneladas segundo levantamento da Conab (11:32)
Indústria global de carne de aves se recupera gradualmente, mas 2º semestre pode trazer volatilidade (09:12)
Nui Markets vê bom potencial no Brasil (09:10)
Exportadores do Brasil propõem testar carne para acalmar China (09:10)
Exportação de grãos deve beirar recorde (09:09)
Terça-Feira, 07/07
Teste rápido é inútil para conter a covid-19 dentro de frigoríficos (09:25)
Falha em busca ativa justifica testes de anticorpos, diz MPT (09:23)
Preços mais firmes para o farelo de soja (08:47)
Podcast FACTA: novo episódio será sobre a utilização da tecnologia NIR para análises rápidas e eficientes na alimentação animal (08:02)