Domingo, 12 de Julho de 2020
Matérias-Primas

Soja: Brasil tem 5ª feira de preços em alta com ganhos no dólar
Campinas, SP, 05 de Junho de 2020 - Os preços da soja subiram no mercado brasileiro ontem, quinta-feira (4). O dia foi de avanço, afinal, do dólar e dos futuros da oleaginosa na Bolsa Chicago, além de terem sido registrados ganhos também entre os prêmios. Algumas praças do interior do país marcaram altas de até 6,59%, como foi o caso de São Gabriel do Oeste, em Mato Grosso do Sul, levando a referência aos R$ 97,00 por saca no disponível.

Nos portos, as altas foram superiores a 1%. Assim, a soja disponível fechou com R$ 104,00 em Paranaguá; R$ 103,75 em Rio Grande e R$ 108,00 em Santos. Para fevereiro de 2021, os indicativos de fechamento do dia foram de, respectivamente, R$ 101,00; R$ 100,00 e R$ 103,00 por saca.

Entre os prêmios, os ganhos também foram bastante consistentes. As primeiras posições de entrega como julho e agosto subiram, nesta ordem, 20% e 10,53%, para 90 cents e US$ 1,05 por bushel acima dos preços praticados na Bolsa de Chicago. Nos meses mais distantes, como agosto e setembro, os valores já passam a US$ 1,10.

A oferta limitada no país e uma demanda ainda bastante presente ajuda no avanço dos prêmios e, consequentemente, na consistência dos preços da soja do Brasil. O ritmo dos negócios, porém, já é mais lento e contido, diante dos elevados percentuais das vendas antecipadas, que superam os 80% na temporada atual.

BOLSA DE CHICAGO

Na Bolsa de Chicago, as cotações subiram mais de 1% nesta quinta-feira motivadas pela demanda. O USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) anunciou uma nova venda de soja nesta quinta-feira (4). Foram 120 mil toneladas, sendo 60 mil da safra velha e 60 mil da safra nova, e mais uma vez para 'destinos não revelados'.

Até esta quinta, o USDA já fez o anúncio de vendas de 438 mil toneladas de soja das temporadas 2019/20 e 2020/21 e contribuiu para o rally da oleaginosa na CBOT.

Frente a essas notícias, os traders seguem muito focados nos desdobramentos das relações entre China e Estados Unidos, das notícias e nos próximos passos que serão dados pelos dois países.

Ao lado de todas essas informações, o mercado da soja na Bolsa de Chicago ainda acompanha também a movimentação do dólar frente ao real. A moeda americana registrou leve alta nesta quinta, mas está bem mais baixa do que há algumas, tornado a soja dos EUA cada vez mais competitiva frente à brasileira.
(Notícias Agrícolas) (Carla Mendes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Domingo, 12/07
Sexta-Feira, 10/07
Com alta de 24,5%, exportações do agronegócio batem recorde para meses de junho e ultrapassam US$ 10 bilhões (13:53)
FRANGO/CEPEA: apesar de queda nos embarques, preço interno da carne está firme (07:31)
Agronegócio responde por 72% das exportações catarinenses no primeiro semestre de 2020 (07:26)
Com recordes de valores de soja e milho, VBP de 2020 é estimado em R$ 716,6 bilhões (07:25)
Comercialização de soja 2019/20 e da safra nova em junho foi mais lenta (07:10)
Quinta-Feira, 09/07
SUÍNOS/CEPEA: preços do vivo sobem em quase todas as regiões; exportações estão aquecidas (09:47)
BOI/CEPEA: indicador volta a fechar acima de R$ 220 (09:46)
Dicas para inovar no agronegócio e vender mais (08:15)
C.Vale e Pluma Agroavícola colocam em funcionamento frigorífico da Plusval (08:14)
Brasil retoma posto de maior produtor de soja do planeta (07:53)
Quarta-Feira, 08/07
Produção de grãos deve atingir 251,4 milhões de toneladas segundo levantamento da Conab (11:32)
Indústria global de carne de aves se recupera gradualmente, mas 2º semestre pode trazer volatilidade (09:12)
Nui Markets vê bom potencial no Brasil (09:10)
Exportadores do Brasil propõem testar carne para acalmar China (09:10)
Exportação de grãos deve beirar recorde (09:09)
Terça-Feira, 07/07
Teste rápido é inútil para conter a covid-19 dentro de frigoríficos (09:25)
Falha em busca ativa justifica testes de anticorpos, diz MPT (09:23)
Preços mais firmes para o farelo de soja (08:47)
Podcast FACTA: novo episódio será sobre a utilização da tecnologia NIR para análises rápidas e eficientes na alimentação animal (08:02)