Sexta-feira, 10 de Julho de 2020
Matérias-Primas

Soja em Chicago fica estável
Campinas, SP, 02 de Junho de 2020 - A segunda-feira (1) foi de muitas novas notícias para o mercado internacional de soja e mais ainda de especulação. E frente a informações desencontradas, as cotações terminaram o dia com estabilidade na Bolsa de Chicago, com o julho sendo cotado a US$ 8,40 e o agosto, US$ 8,43 por bushel, ambos com perdas de apenas 0,25 ponto.

O dia começou com as informações de que a China teria pedido a suas estatais que suspendessem compras de soja e carne suína dos EUA, porém, no final da tarde, recebeu a notícia de que a nação asiática teria comprado de três a quatro navios da oleaginosa norte-americana e os rumores confundiram o mercado.

"O mercado fechou estável tentando entender qual destes dois rumores seria o verdadeiro", disse o analista de mercado Luiz Fernando Gutierrez, da Safras & Mercado. Mais do que isso, é sabido ainda que a China precisa comprar dos EUA, mas mantém um importante foco no produto brasileiro.

Segundo Gutierrez, será determinante acompanhar as próximas notícias sobre as relações entre China e EUA, uma vez que o Brasil sozinho não conseguirá atender às necessidades chinesas e a nação asiática terá de se voltar ao mercado americano em dado momento.

MERCADO BRASILEIRO

A semana não começa com grandes volumes de negócios no mercado brasileiro, uma vez que os preços em reais por saca caíram consideravelmente nas últimas semanas, especialmente na última.

O destaque, porém, foram os prêmios. As principais posições de entrega subiram entre 5 e 10 cents de dólar, como já vinha sendo esperado pelo mercado desde que os rumores da suspensão surgiram no mercado.
(Notícias Agrícolas) (Aleksander Horta e Carla Mendes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sexta-Feira, 10/07
Com alta de 24,5%, exportações do agronegócio batem recorde para meses de junho e ultrapassam US$ 10 bilhões (13:53)
FRANGO/CEPEA: apesar de queda nos embarques, preço interno da carne está firme (07:31)
Agronegócio responde por 72% das exportações catarinenses no primeiro semestre de 2020 (07:26)
Com recordes de valores de soja e milho, VBP de 2020 é estimado em R$ 716,6 bilhões (07:25)
Comercialização de soja 2019/20 e da safra nova em junho foi mais lenta (07:10)
Quinta-Feira, 09/07
SUÍNOS/CEPEA: preços do vivo sobem em quase todas as regiões; exportações estão aquecidas (09:47)
BOI/CEPEA: indicador volta a fechar acima de R$ 220 (09:46)
Dicas para inovar no agronegócio e vender mais (08:15)
C.Vale e Pluma Agroavícola colocam em funcionamento frigorífico da Plusval (08:14)
Brasil retoma posto de maior produtor de soja do planeta (07:53)
Quarta-Feira, 08/07
Produção de grãos deve atingir 251,4 milhões de toneladas segundo levantamento da Conab (11:32)
Indústria global de carne de aves se recupera gradualmente, mas 2º semestre pode trazer volatilidade (09:12)
Nui Markets vê bom potencial no Brasil (09:10)
Exportadores do Brasil propõem testar carne para acalmar China (09:10)
Exportação de grãos deve beirar recorde (09:09)
Terça-Feira, 07/07
Teste rápido é inútil para conter a covid-19 dentro de frigoríficos (09:25)
Falha em busca ativa justifica testes de anticorpos, diz MPT (09:23)
Preços mais firmes para o farelo de soja (08:47)
Podcast FACTA: novo episódio será sobre a utilização da tecnologia NIR para análises rápidas e eficientes na alimentação animal (08:02)
Segunda-Feira, 06/07
Hisex apresenta novo gestor da linhagem de poedeiras (17:33)
China suspende exportações de mais duas unidades brasileiras (09:47)
Terceirização em frigoríficos da Alemanha na berlinda (09:45)
Ovos/CEPEA: cotações encerram junho em queda (09:43)
Milho/CEPEA: movimento de alta continua, e indicador se aproxima dos R$50/sc (09:41)
Soja sobe forte nesta 2ª feira (08:28)
JBS recebe aval para reabrir unidade de Passo Fundo após surto de Covid-19 (07:28)
Saúde pública JBS recebe aval para reabrir unidade de Passo Fundo após surto de Covid-19 (07:25)