Quarta-feira, 15 de Julho de 2020
Matérias-Primas

Soja caminha de lado em Chicago nesta 5ª feira
Campinas, SP, 28 de Maio de 2020 - Nesta manhã de quinta-feira (28), o mercado da soja caminha de lado na Bolsa de Chicago, testando leves baixas. Por volta de 7h55 (horário de Brasília), as cotações cediam entre 2 e 2,50 pontos nos principais vencimentos, levando o julho a US$ 8,46 e o agosto a US$ 8,47 por bushel.

Os traders mantêm seu foco sobre a demanda chinesa no mercado norte-americano e, claro, nas relações entre os dois países, que voltaram a se desalinhar com a chegada da pandemia do novo coronavírus.

"Por mais que haja maior apetite ao risco por parte dos investidores, no caso específico da soja, continuamos com a opinião que só confirmações de novas compras de soja americana pela China são capazes de oferecer suporte em Chicago", diz Steve Cachia, consultor de mercado da Cerealpar.

No início da semana, o USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) anunciou uma venda de pouco mais de 200 mil toneladas da oleaginosa para os chineses, mas o mercado precisa mais do que isso para engatar altas mais consistentes.

O reporte semanal de vendas para exportação que seria divulgado hoje pelo USDA, lembrando, será divulgado amanhã, sexta-feira 29, em função do feriado desta segunda (25) nos EUA.
(Notícias Agrícolas) (Carla Mendes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 15/07
Terça-Feira, 14/07
Agências da ONU recomendam mudança na área de alimentos (10:16)
Crise? Que crise? Setor de alimentos está bombando na Bolsa (10:12)
Ajuste da oferta faz frango subir no país (08:38)
Governador do Tocantins reafirma compromisso com a iniciativa privada visando a geração de empregos (08:25)
Sistema de compartimentação abre portas para a avicultura catarinense em mercados exigentes (08:20)
Brasil importa mais que o triplo de soja nos primeiros 8 dias úteis de julho do que em todo mesmo mês de 2019 (07:39)
Apenas em 2 semanas de julho Brasil já exportou 132% a mais de milho do que todo o mês de junho (07:30)
Segunda-Feira, 13/07
Doença de Gumboro é tema do novo podcast FACTA (14:59)
Frigoríficos avícolas gaúchos investem no combate a pandemia (14:58)
OVOS/CEPEA: maior demanda e oferta limitada elevam preços (13:05)
Milho: indicador CEPEA volta a fechar acima de R$ 50/sc (13:02)
Soja: com baixo excedente, importação é a maior desde ju/16 (13:00)
PDSA desevolve cursos virtuais para garantir sanidade no RS (11:06)
Instituto Ovos Brasil e CEPEA criam ferramenta para consulta de preço de ovos (08:34)
Governo do Paraná e JBS discutem investimentos no Estado (08:00)
Uberlândia recebe anúncio de R$ 80 milhões em investimentos (07:59)
Secretaria de Saúde do Paraná acompanha atividades em frigoríficos (07:57)
Pandemia estimula consumo de frango no mercado interno e aquece exportações (07:57)
Sexta-Feira, 10/07
Com alta de 24,5%, exportações do agronegócio batem recorde para meses de junho e ultrapassam US$ 10 bilhões (13:53)
FRANGO/CEPEA: apesar de queda nos embarques, preço interno da carne está firme (07:31)
Agronegócio responde por 72% das exportações catarinenses no primeiro semestre de 2020 (07:26)
Com recordes de valores de soja e milho, VBP de 2020 é estimado em R$ 716,6 bilhões (07:25)
Comercialização de soja 2019/20 e da safra nova em junho foi mais lenta (07:10)
Quinta-Feira, 09/07
SUÍNOS/CEPEA: preços do vivo sobem em quase todas as regiões; exportações estão aquecidas (09:47)
BOI/CEPEA: indicador volta a fechar acima de R$ 220 (09:46)
Dicas para inovar no agronegócio e vender mais (08:15)
C.Vale e Pluma Agroavícola colocam em funcionamento frigorífico da Plusval (08:14)
Brasil retoma posto de maior produtor de soja do planeta (07:53)