Quarta-feira, 15 de Julho de 2020
Mercado

Boi: vencimentos futuros finalizam a 3ª feira com leves baixas na B3
Campinas, SP, 27 de Maio de 2020 - Nesta terça-feira (26), os principais vencimentos para o boi gordo registraram desvalorizações Bolsa Brasileira (B3). Apenas o contrato Maio/20 terminou o dia com uma alta de 0,76% e está cotado a R$ 205,15/@.

O junho/20 está precificado a R$ 202,00/@ e teve um recuo de 0,49%. Já o Outubro/20 encerrou o dia com uma queda de 0,22% e foi negociado a R$ 203,55/@ e o contrato Novembro/20 teve uma perda de 0,10% e está cotado a R$ 205,15/@.

No aplicativo da AgroBrazil, os participantes informaram negócios na região de Cafelândia/SP para o boi China de R$ 202,00/@, à prazo com dois dias para pagar e com data para o abate em 01 de junho. No município de Ourinhos/SP, a arroba da novilha foi negociada a R$ 195,00/@, à prazo com dois dias para pagar e com data para abater em 01 de junho.

Em entrevista ao Notícias Agrícolas, o Sócio da Radar Investimentos, Douglas Coelho, destacou que o percentual está em dois dígitos em quase todas as praças, menos o triângulo mineiro. Atualmente, temos um diferencial de base para Campo Grande/MS ao redor de 12,5% e Dourados está em torno de 13% e podemos perceber que a oferta de animais já está mais confortável”, relata.

Em seu relatório matinal, a Radar Investimentos apontou que ocorreu poucos negócios no mercado físico nas praças paulistas. “A indústria ficou fora das compras, enquanto as programações de abate tiveram pouca evolução neste início de semana. As ofertas de compra mais comum giram entre R$195,00 e R$200,00/@, à vista, livre, em São Paulo”, apontou.

Diante da incerteza quanto ao escoamento de carne no mercado interno, os frigoríficos operam com escalas de, em média, uma semana, se mantendo comedidos nas aquisições de boiada. A Informa Economics FNP ressaltou que o menor volume de compras não é suficiente para pressão baixista na arroba, já que a disponibilidade de animais no mercado é baixa e, para conseguir efetivar negócios, paga-se valores mais altos pela arroba.

Por outro lado, as plantas habilitadas para exportação premiam o gado que atende os requisitos internacionais, bois ou novilhas de até 4 dentes, em até R$15/@. “Apesar do tempo seco que vem sendo observado já há algumas semanas, a oferta de animais cresceu abaixo do esperado, o que reflete a diminuição no rebanho brasileiro”, informou a Informa.
(Notícias Agrícolas) (Andressa Simão)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 15/07
Terça-Feira, 14/07
Agências da ONU recomendam mudança na área de alimentos (10:16)
Crise? Que crise? Setor de alimentos está bombando na Bolsa (10:12)
Ajuste da oferta faz frango subir no país (08:38)
Governador do Tocantins reafirma compromisso com a iniciativa privada visando a geração de empregos (08:25)
Sistema de compartimentação abre portas para a avicultura catarinense em mercados exigentes (08:20)
Brasil importa mais que o triplo de soja nos primeiros 8 dias úteis de julho do que em todo mesmo mês de 2019 (07:39)
Apenas em 2 semanas de julho Brasil já exportou 132% a mais de milho do que todo o mês de junho (07:30)
Segunda-Feira, 13/07
Doença de Gumboro é tema do novo podcast FACTA (14:59)
Frigoríficos avícolas gaúchos investem no combate a pandemia (14:58)
OVOS/CEPEA: maior demanda e oferta limitada elevam preços (13:05)
Milho: indicador CEPEA volta a fechar acima de R$ 50/sc (13:02)
Soja: com baixo excedente, importação é a maior desde ju/16 (13:00)
PDSA desevolve cursos virtuais para garantir sanidade no RS (11:06)
Instituto Ovos Brasil e CEPEA criam ferramenta para consulta de preço de ovos (08:34)
Governo do Paraná e JBS discutem investimentos no Estado (08:00)
Uberlândia recebe anúncio de R$ 80 milhões em investimentos (07:59)
Secretaria de Saúde do Paraná acompanha atividades em frigoríficos (07:57)
Pandemia estimula consumo de frango no mercado interno e aquece exportações (07:57)
Sexta-Feira, 10/07
Com alta de 24,5%, exportações do agronegócio batem recorde para meses de junho e ultrapassam US$ 10 bilhões (13:53)
FRANGO/CEPEA: apesar de queda nos embarques, preço interno da carne está firme (07:31)
Agronegócio responde por 72% das exportações catarinenses no primeiro semestre de 2020 (07:26)
Com recordes de valores de soja e milho, VBP de 2020 é estimado em R$ 716,6 bilhões (07:25)
Comercialização de soja 2019/20 e da safra nova em junho foi mais lenta (07:10)
Quinta-Feira, 09/07
SUÍNOS/CEPEA: preços do vivo sobem em quase todas as regiões; exportações estão aquecidas (09:47)
BOI/CEPEA: indicador volta a fechar acima de R$ 220 (09:46)
Dicas para inovar no agronegócio e vender mais (08:15)
C.Vale e Pluma Agroavícola colocam em funcionamento frigorífico da Plusval (08:14)
Brasil retoma posto de maior produtor de soja do planeta (07:53)