Domingo, 12 de Julho de 2020
Matérias-Primas

Milho segue em baixa na Bolsa de Chicago
Campinas, SP, 24 de Março de 2020 - A terça-feira (24) começa com leves perdas para os preços internacionais do milho futuro na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registravam quedas entre 1,25 e 1,75 pontos por volta das 08h44 (horário de Brasília).

O vencimento maio/20 era cotado à US$ 3,42 com queda de 1,50 pontos, o julho/20 valia US$ 3,48 com perda de 1,50 pontos, o setembro/20 era negociado por US$ 3,54 com baixa de 1,25 pontos e o dezembro/20 tinha valor de US$ 3,62 com desvalorização de 1,75 pontos.

Segundo informações do site internacional Farm Futures, a fraqueza continuada no setor de etanol nesta semana continuou a pesar nos preços do milho, com a venda técnica nos mercados de milho durante a noite.

“As ofertas em dinheiro pelo milho continuaram em queda em uma usina de etanol de Indiana ontem. A demanda no Mississippi diminuiu também em uma instalação no rio Davenport, Iowa. A demanda decrescente de etanol manteve afastadas as oportunidades de aumento de preço, uma vez que os agricultores demoraram a registrar novas vendas à vista”, pontua a analista Jacqueline Holland.

O presidente da Associação de Combustíveis Renováveis ​​(RFA) afirmou em uma entrevista à Reuters ontem que os produtores de etanol dos EUA estão no processo de colocar off-line 2 bilhões de galões de produção anual até sexta-feira.

A POET, produtora de etanol de Dakota do Sul, foi a mais recente vítima, suspendendo a compra de milho em 7 de suas 27 localidades do Centro-Oeste em vigor ontem. “A demanda reduzida por combustível, já que muitos países abrigam o local para conter a pandemia do COVID-19, continua afetando os setores de energia e biocombustíveis”, diz Holland.
(Notícias Agrícolas) (Guilherme Dorigatti)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Domingo, 12/07
Sexta-Feira, 10/07
Com alta de 24,5%, exportações do agronegócio batem recorde para meses de junho e ultrapassam US$ 10 bilhões (13:53)
FRANGO/CEPEA: apesar de queda nos embarques, preço interno da carne está firme (07:31)
Agronegócio responde por 72% das exportações catarinenses no primeiro semestre de 2020 (07:26)
Com recordes de valores de soja e milho, VBP de 2020 é estimado em R$ 716,6 bilhões (07:25)
Comercialização de soja 2019/20 e da safra nova em junho foi mais lenta (07:10)
Quinta-Feira, 09/07
SUÍNOS/CEPEA: preços do vivo sobem em quase todas as regiões; exportações estão aquecidas (09:47)
BOI/CEPEA: indicador volta a fechar acima de R$ 220 (09:46)
Dicas para inovar no agronegócio e vender mais (08:15)
C.Vale e Pluma Agroavícola colocam em funcionamento frigorífico da Plusval (08:14)
Brasil retoma posto de maior produtor de soja do planeta (07:53)
Quarta-Feira, 08/07
Produção de grãos deve atingir 251,4 milhões de toneladas segundo levantamento da Conab (11:32)
Indústria global de carne de aves se recupera gradualmente, mas 2º semestre pode trazer volatilidade (09:12)
Nui Markets vê bom potencial no Brasil (09:10)
Exportadores do Brasil propõem testar carne para acalmar China (09:10)
Exportação de grãos deve beirar recorde (09:09)
Terça-Feira, 07/07
Teste rápido é inútil para conter a covid-19 dentro de frigoríficos (09:25)
Falha em busca ativa justifica testes de anticorpos, diz MPT (09:23)
Preços mais firmes para o farelo de soja (08:47)
Podcast FACTA: novo episódio será sobre a utilização da tecnologia NIR para análises rápidas e eficientes na alimentação animal (08:02)