Domingo, 29 de Março de 2020
Matérias-Primas

Disponibilidade ainda limitada de soja no Brasil provoca altas comedidas nos fretes
Campinas, SP, 18 de Fevereiro de 2020 - As principais regiões produtoras de grãos do Brasil já começam a sentir um aumento nos preços fretes, na medida em que a colheita da soja avança. O aumento, porém, ainda é comedido e os valores se mostram menores do que o no mesmo período do ano passado com o "pico da safra", de soja, principalmente, ainda não foi alcançado.

Como explicou o pesquisador da ESALQ-Log, Abner João, esse movimento de altas começou a ser registrado na última semana de janeiro, principalmente no Mato Groso, que é o estado onde a colheita da oleaginosa, tradicionalmente, se inicia. E embora as referências ainda se mostrem abaixo do mesmo intervalo do ano passado, "a tendência é de que haja um aumento semana a a semana", diz João.

Ainda segundo o pesquisador, o que ainda limita altas mais expressivas é essa menor disponibilidade de grãos que ainda é sentida no Brasil diante do atraso na colheita da temporada 2019/20 motivado pelas adversidades climáticas. "Em 2019, a colheita no começo do ano, e até mesmo no final de dezembro (de 2018), já foi forte, em 2020 tem sido bem diferente. Esperamos que o pico aconteça em março este ano e em 2019 foi em fevereiro".

Segundo relata o presidente do Sindicato Rural de Sorriso, em Mato Grosso, Tiago Stefanello, os preços na região ainda não apresentam grandes alterações e o fluxo dos fretes está normal para o período. Mais do que isso, confirma estes valores ainda menores do que os de 2019 em função de uma oferta limitada se comparada a do ano passado, nessa mesma época.

O gráfico a seguir, do Imea (Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária), mostra o comportamento da relação frete de Sorriso a Santos e dos preços da soja na mesma cidade:

"Mas no pico da safra, os preços do frete sempre sobem, é natural. Além disso, os produtores já estão com a safra bem vendida", explica Stefanello. De acordo com dados do portal do sindicato, o frete de Sorriso para Paranaguá tem preço médio de R$ 280,00 por toneladas, enquanto para Santos vai a R$ 300,00.

Por outro lado, no Oeste do Paraná, os valores subiram de forma substancial nos últimos 30 dias, como explica o economista e analista de mercado Camilo Motter, da Granoeste Corretora de Cereais. "Os fretes que estavam entre R$ 60,00 e R$ 70,00 do interior para o porto de Paranaguá hoje estão casa de R$ 120,00 a R$ 130,00. E esta elevação acaba limitando a formação dos preços (da soja) no interior", diz.

Ainda assim, afirma também que mesmo com essa mudança, os preços se mantêm firmes e sustentados, principalmente pelo dólar. "O grande fator de alta, neste momento, é câmbio", completa Motter. Depois dos ajustes do final da última semana, com a intervenção do Banco Central, a moeda americana voltou a subir neste início de semana e opera a R$ 4,32 na tarde desta segunda-feira (17), por volta de 15h (Brasília).

FRETES X AVANÇO DA COLHEITA

A atualização da ARC Mercosul sobre a colheita brasileira de soja até a última sexta-feira (14) mostrou que os trabalhos foram concluídos em 27,4% da área e que o índice superou a média histórica pela primeira vez nesta safra somente na última semana. O gráfico abaixo é de autoria da ARC e ilutsra os avanços, que na última semana foram de mais de 11 pontos percentuais.

Da mesma forma, a consultoria afirma ainda que o Brasil já tem 10,05 milhões de toneladas de soja comprometidos com as exportações, o que representa uma alta de 16% sobre o mesmo período de 2019, como também mostra o gráfico a seguir.

"O mercado da soja, nesta nova semana, deverá trazer novas negociações, porque a colheita avança e, assim, mais produto chegará aos armazéns, devendo estimular os fechamentos, o que é motivado ainda por indicativos do momento ainda favoráveis e insumos com boa relação de troca frente à soja. Isso pode ser argumento para que os negócios andem em bom ritmo", acredita Vlamir Brandalizze.

Para o consultor da Brandalizze Consulting, o Brasil já tem cerca de 55 milhões de toneladas da nova safra de soja vendidas, com potencial para exportações deste ano chegando a 75 milhões. A Abiove (Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais) estima as vendas externas do país em 73,5 milhões.
(Notícias Agrícolas) (Carla Mendes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Domingo, 29/03
Sexta-Feira, 27/03
Suíno: quedas fortes no mercado em meio à redução de demanda (16:37)
Bolsas de suínos fecham sem negociação por falta de demanda em meio a Covid-19 (16:35)
CNA pede ao Governo medidas de apoio à comercialização de alimentos (16:33)
Suinocultura em SC: falta demanda e frigoríficos ficam com câmaras cheias e granjas sem conseguir vender animais (14:12)
Cenário de sustentação do milho não teve alívio (13:09)
Milho opera em baixa nesta 6ª feira na Bolsa de Chicago e na B3 (13:07)
Boi Gordo: alta dos preços de balcão durante esta semana em SP (13:05)
Mapa publica portaria com atividades e serviços essenciais para garantir funcionamento do setor agropecuário e abastecimento (13:04)
Pedro Parente continuará no comando do conselho na BRF (09:17)
Coronavírus: Conselho Internacional de Avicultura reforça compromisso com a saúde dos trabalhadores (09:16)
JBS faz provisão para descontos a clientes chineses (09:15)
Frango: liquidez envolvendo carne congelada aumenta no atacado (08:06)
Mercado da soja volta a subir em Chicago nesta 6ª feira (08:03)
Boi Gordo: Coronavírus mantém o mercado de reposição com baixa movimentação (08:00)
Milho: Chicago registra leves ganhos após bons números do USDA (07:59)
Ministra da Agricultura pede apoio de secretários estaduais para garantir abastecimento (07:57)
Cotação da arroba do boi gordo em recuperação (07:56)
Consumo no Brasil preocupa todas as cadeias produtivas do agro brasileiro (07:51)
Processadores de soja da China temem escassez de oferta por medidas contra coronavírus (07:50)
Transporte de soja segue forte apesar de desafios por vírus, diz Sotran Logística (07:49)
Safra 2019/20 de soja tem uma das maiores margens brutas dos últimos 10 anos (07:47)
FAESC apoia medidas da CNA para produtor superar crise (07:43)
Quinta-Feira, 26/03
Suíno: preços continuam caindo nesta quinta-feira (16:40)
Restrições na Argentina podem favorecer farelo de soja do Brasil (16:35)
Demanda por carne de frango e suína segue sustentada (16:06)
USDA: vendas semanais de soja dos EUA ficam levemente acima das expectativas (16:05)
FACTA lança 3ª edição do livro "Doenças das Aves" (13:39)
Cotação do milho cai em Chicago antes do relatório do USDA (13:00)
Cotação do milho segue sustentada no mercado interno (10:56)
Produtores rurais atraem solidariedade para o Brasil, afirma presidente da ABPA (10:49)
China começa a ampliar suas importações de grãos (10:45)
FAO vê riscos de tensões na cadeia global de alimentos (10:43)
Quais os primeiros impactos do coronavírus sobre a pecuária de corte? (10:35)
JBS mantém empregos e investimentos no Brasil (10:32)
Boi Gordo: parte das indústrias necessita de animais terminados (10:00)
Suíno: ritmo de negócios diminui e preços recuam com força (09:30)
Milho abre a 5ª feira em baixa em meio ao avanço do Coronavírus (09:26)
SP: Secretaria de Agricultura e Abastecimento toma medidas de prevenção (09:24)
Boi: preços da carne seguem firmes no atacado (08:32)
CNA solicita medidas de apoio para produtor superar crise e manter produção (08:06)
Soja cai expressivamente em Chicago nesta 5ª feira (08:00)
Quarta-Feira, 25/03
China encoraja governos locais a estocar produtos de aves e aquicultura (16:35)
Conab contrata frete com cooperativas autônomas para remoção de milho (16:26)
Agroindústria de SC se mantém ativa (16:22)
Suíno: 4ª feira de desvalorizações nas cotações (16:17)
Impulsionado por ramo pecuário, PIB do agro mineiro cresce 5,12% em 2019 (16:09)
Exportação de carne bovina em março deve superar fevereiro em volume e preços (16:05)
Milho: Chicago mantem leves altas nas cotações (13:57)
Milho: volume negociado segue baixo nos últimos dias (10:31)
Dificuldade de compra de boiadas terminadas é vigente (10:29)
Mercado de Commodities testa resistência de COVID-19, diz INTL FCstone (09:35)
Presidente do CNA pede a municípios funcionamento das agroindústrias no país (09:22)
Milho abre a 4ª feira com alta em Chicago (09:17)
Preços do milho seguem firmes no mercado interno (09:08)
Soja volta a subir na Bolsa de Chicago nesta 4ª feira (07:45)
Milho: preços baixos atraem compras e cotações fecham a 3ª feira com altas em Chicago (07:44)
Abiove mantém estimativa de embarque de soja do país, mas monitora impactos de vírus (07:21)
Brasil já tem contratadas 23 milhões de toneladas de soja para exportar entre março e abril (07:19)
Terça-Feira, 24/03
Suíno: cotações começam a desacelerar e cair (16:27)
Instituto Ovos Brasil lança campanha para diversão em casa. (15:28)
Argentina tem o pior início de colheita da soja em anos (15:24)
Milho: Chicago opera em baixa para as cotações nesta terça-feira (14:46)
Com baixo volume de negócios, a média da arroba registrou uma queda de 8,73% no MT (11:35)
Milho: ritmo dos negócios no mercado físico paulista está lento (11:26)
Importações de carne suína da China de janeiro a fevereiro aumentam 158% (11:24)
Países sul-americanos definem normas para garantir tráfego de alimentos (09:39)
Estoques de carne no varejo e do atacado necessitam ser repostos (09:37)
Milho segue em baixa na Bolsa de Chicago (09:27)
Demanda de usinas por milho para etanol em MT mantém preço do grão (09:19)
Agroindústrias de SC são exceção em lei para restringir quadro funcional (09:00)
Farelo de soja está custando 11,4% mais que no ano passado (08:52)
Soja caminha de lado nesta 3ª feira em Chicago (08:00)
Comunicado Hendrix sobre a Covid-19 (07:49)