Terça-feira, 07 de Julho de 2020
Política Agrícola

CNA e Caixa Econômica discutem renegociação de dívidas e Crédito Rural

Vice-presidente da entidade, José Mário Schreiner, também defendeu seguro rural que ampare o produtor
Brasília, DF, 13 de Fevereiro de 2020 - O vice-presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), deputado José Mário Schreiner, reuniu-se na quarta (12) com o vice-presidente de Varejo da Caixa Econômica Federal, Jeyson Cordeiro, e o superintendente nacional de Agronegócios da instituição, Wellington Vaz de Oliveira, para discutir questões relativas ao crédito rural e ao endividamento.

Um dos pontos tratados foi a resolução 4.755/2019, do Conselho Monetário Nacional (CMN). O vice-presidente solicitou que o banco utilize as condições previstas na norma para renegociar dívidas de produtores rurais que estão com dificuldade de pagamento. O dirigente da Caixa disse que analisará a demanda da CNA e discutirá os detalhes com representantes da entidade.

A Resolução prevê uma linha de crédito nova de composição de dívidas para liquidação de débitos de operações de crédito rural contratadas até 28 de dezembro de 2017, com juros fixos de 8% ao ano. O limite por beneficiário é de até R$ 3 milhões, com prazo de reembolso de até 12 anos, com 3 anos de carência.

O produtor deve aderir à renegociação até 30 de abril deste ano para obter as condições previstas na Resolução 4.755/2019.
Schreiner também ressaltou que o produtor deve ter um crédito rural acessível e defendeu um modelo de seguro que ampare o agricultor.

“O fortalecimento do seguro rural colocará o produtor em outro patamar no acesso ao crédito rural e reduzirá a necessidade de alongamento de prazos dos financiamentos quando a atividade enfrenta dificuldades em função de adversidades climáticas”, salientou José Mário Schreiner.

Também participaram da reunião as assessoras técnicas da CNA, Fernanda Schwantes e Carolina Nakamura, o vice-presidente da Faeg e presidente da Aprosoja Brasil, Bartolomeu Braz, e o diretor executivo da Aprosoja Brasil, Fabrício Rosa.
(CNA) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Terça-Feira, 07/07
Teste rápido é inútil para conter a covid-19 dentro de frigoríficos (09:25)
Falha em busca ativa justifica testes de anticorpos, diz MPT (09:23)
Preços mais firmes para o farelo de soja (08:47)
Podcast FACTA: novo episódio será sobre a utilização da tecnologia NIR para análises rápidas e eficientes na alimentação animal (08:02)
Segunda-Feira, 06/07
Hisex apresenta novo gestor da linhagem de poedeiras (17:33)
China suspende exportações de mais duas unidades brasileiras (09:47)
Terceirização em frigoríficos da Alemanha na berlinda (09:45)
Ovos/CEPEA: cotações encerram junho em queda (09:43)
Milho/CEPEA: movimento de alta continua, e indicador se aproxima dos R$50/sc (09:41)
Soja sobe forte nesta 2ª feira (08:28)
JBS recebe aval para reabrir unidade de Passo Fundo após surto de Covid-19 (07:28)
Saúde pública JBS recebe aval para reabrir unidade de Passo Fundo após surto de Covid-19 (07:25)
Sexta-Feira, 03/07
China absorve 10% de toda carne bovina produzida no Brasil (08:46)
Frangos, pintainhos e até ovos: caminhoneiro conta como carrega carga viva (08:44)
Inspeções na China devem atrasar fluxo nos portos (08:43)
Quinta-Feira, 02/07
Suínos: cotações encerram junho em alta (09:35)
Boi: vantagem da carne sobre boi se reduz em junho (09:30)
Milho fecha 1º dia do mês subindo no mercado brasileiro (07:37)
Apesar de safra recorde de soja, país deve fechar ano com menor estoque da história (07:27)
Soja: Brasil fecha semestre com embarques de mais de 63 mi de t, 43% a mais na comparação anual (07:19)
Quarta-Feira, 01/07
Plano Safra 2020/2021 entra em vigor nesta 4ª feira (09:52)
Frigoríficos: Paim quer anular portarias com medidas de prevenção que ele considera ineficazes (09:45)
Surpresa no relatório de área plantada eleva preços de soja e milho em Chicago (08:00)