Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2020
Matérias-Primas

Milho fecha a 4ª feira com cotações em campo misto na Bolsa de Chicago

Mercado interno volta a registrar valorizações.
Campinas, SP, 23 de Janeiro de 2020 - A quarta-feira (22) chegou ao final com os preços internacionais do milho futuro operando em campo misto na Bolsa de Chicago (CBOT). As principais cotações registraram movimentações entre 0,75 pontos negativos e 1,25 pontos positivos ao longo do dia.

O vencimento março/20 foi cotado à US$ 3,88 com valorização de 1,25 pontos, o maio/20 valeu US$ 3,94 com alta de 0,75 pontos, o julho/20 foi negociado por US$ 3,99 com estabilidade e o setembro/20 teve valor de US$ 3,98 com queda de 0,75 pontos.

Esses índices representaram ganhos, com relação ao fechamento da última terça-feira, de 0,26% para o março/20 e de 0,25% para o maio/20, além de estabilidade para o julho/20 e para o setembro/20.

Segundo informações da Agência Reuters, o mercado segue de olho nos próximos passos da relação comercial entre China e Estados Unidos, e no aguardo de novidades, não define direção de alta ou de baixa.

“Os comerciantes nos mercados agrícolas continuaram aguardando sinais de aumento da demanda da China, depois que Pequim prometeu aumentar as importações de produtos agrícolas dos EUA em um acordo comercial inicial assinado pelos países na semana passada”, aponta Tom Polansek da Reuters Chicago.

“A demanda de exportação de milho foi decepcionante e o etanol e outros produtos industriais começaram a melhorar, mas enfrentam um caminho incerto pela frente. Grande parte da demanda aprimorada de etanol será vista quando, e se, a China começar a comprar. Já a busca por alimentos foi aprimorada, conforme observado no último relatório trimestral de estoques”, comenta o analista de mercado do Price Futures Group, Jack Scoville.

Mercado interno

No mercado físico brasileiro, a quarta-feira registrou cotações permanecendo sem movimentações, em sua maioria. Em levantamento realizado pela equipe do Notícias Agrícolas, não foram registradas desvalorizações.

Já as valorizações foram percebidas nas praças de Castro/PR (2,17% e preço de R$ 47,00), Panambi/RS (2,34% e preço de R$ 42,00), Não-Me-Toque/RS (2,47% e preço de R$ 41,50) e Brasília/DF (6,82% e preço de R$ 47,00).

Em seu reporte diário, a Radar Investimentos aponta que, aos poucos, o ritmo dos negócios no mercado físico do milho volta ao normal. “As apreensões em relação ao clima no Sul do país tiveram ligeiro alívio. Por outro lado, o dólar se manteve estressado”.

Já a Agrifatto Consultoria, divulgou que o mercado paulista de grãos segue sem alterações. “O volume comercializado de milho localmente é baixo e não incentiva alterações nas partes. Produtores, Silos e Intermediários especulam com pequenas cargas estocadas de safrinha, de olho no mercado externo, no clima e também no início de colheita da safra de verão”.
(Notícias Agrícolas) (Guilherme Dorigatti)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Terça-Feira, 18/02
Segunda-Feira, 17/02
VBP terá valor recorde em 2020 (11:06)
Milho: as cotações do milho subiram de maneira nítida em todo país (10:32)
Boi: a semana anterior foi de valorização dos preços de balcão (10:27)
Ovos: preços seguem em alta; diferença entre brancos e vermelhos é a maior em 10 meses (09:25)
Milho: cotações voltam a subir na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea (09:15)
Soja: aumento da oferta e dólar forte elevam liquidez no Brasil; preços sobem (09:00)
Suínos: preço do animal vivo mostra reação; produtor independente vê cotações subirem (08:06)
China anuncia retirada de proibição de importação de frango dos EUA (08:04)
Milho tem semana de preços firmes no mercado brasileiro (08:00)
Soja fecha semana com sustentação dos preços no Brasil (07:55)
Sexta-Feira, 14/02
Sasso e Gramado Avicultura estabelecem parceria (12:29)
Agroqualitá realiza curso sobre HACCP para fábricas de ração em Chapecó (12:01)
Programa Ovos RS apresenta resultados ao Serviço Oficial (11:59)
Frango: valorização das concorrentes eleva competitividade da carne de frango (11:48)
Suíno: estabilidade nos preços nesta quinta-feira (06:24)
Valor da Produção Agropecuária para 2020 é estimado em R$ 674,10 bilhões (06:22)
Produção de ovos sobe 4,3% no 4º tri de 2019 ante 4º tri de 2018, diz IBGE (06:21)
Depois de pagar R$ 205,00/@ em SP, frigoríficos alongam escalas e reduzem ritmo de compras (06:18)
Milho fecha com mais de 1% de alta nesta 5ª feira (06:17)
Soja sobe até 2,6% no interior do Brasil com demanda e dólar ainda forte frente ao real (06:15)
CNA vai mostrar que tabelamento obrigatório do frete prejudica o setor (06:06)
Quinta-Feira, 13/02
CNA e Caixa Econômica discutem renegociação de dívidas e Crédito Rural (15:30)
FAESC apoia campanha de proteção ao agronegócio catarinense (15:27)
SBSA 2020: em debate, a inovação e o futuro da avicultura (12:54)
Luiz Carlos Giongo assume a presidência do Nucleovet (12:50)
Suínos: exportações firmes elevam preço do suíno no Brasil (12:26)
Boi: apesar da queda de 36% em janeiro, embarques à china seguem elevados (12:25)
Abate de bovinos cai e o de suínos e frangos sobe no último trimestre (12:22)
Abate de bovinos cai 1,8% no 4º trimestre de 2019 ante o 4º tri de 2018, diz IBGE (12:11)
ABPA e Apex-Brasil levam 14 agroindústrias para a Gulfood 2020 (08:45)
Soja: otimismo diminui em Chicago nesta 5ª feira com anúncio de novas mortes pelo Corona; BR mantém foco no dólar (08:12)
Exportações do agronegócio totalizam US$ 5,8 bilhões em janeiro (08:07)
Suíno: preço da arroba permanece estável acima dos R$ 100 em SP (08:00)
Milho: 4ª feira termina com altas em Chicago e no Brasil (07:55)
Soja sobe forte no Brasil com dólar em recorde histórico e 4ª feira de altas em Chicago (07:50)
Quarta-Feira, 12/02
Adisseo apresenta pesquisa sobre micotoxinas em milho (14:49)
Mercado árabe é foco de ação de promoção da carne brasileira (12:24)
ABPA promove SIAVS durante IPPE 2020 (10:10)
Vai e vem da carne bovina no varejo (09:26)
BRDE reabre frigorífico em Umuarama (09:17)
Soja: mercado em Chicago mantém estabilidade nesta 4ª com foco nas relações China x EUA (09:10)
Estão abertas as inscrições online para o Congresso de Ovos 2020 (07:16)
PIB-Agro/CEPEA: Ramo pecuário cresce e mantém elevação do PIB (07:12)
Santa Catarina cria campanha de proteção ao agronegócio (07:07)
Suínos: dia de valorização nos preços (07:00)
MAPA prevê mais um recorde histórico para a safra de grãos: 251 milhões de toneladas (06:58)
Preços do milho brasileiro atingem maior patamar em 4 anos com demanda aquecida (06:57)
Soja no Brasil pode passar dos R$ 90 nos portos a partir do dia 15/02 (06:55)
USDA sobe safra de soja do Brasil para 125 mi de t e reduz estoques finais dos EUA; estoques de milho mantidos (06:50)