Terça-feira, 18 de Fevereiro de 2020
Matérias-Primas

Soja: Mercado brasileiro inicia semana com preços estáveis
Campinas, SP , 21 de Janeiro de 2020 - O mercado da soja começou a semana no Brasil com um ritmo um pouco mais lento dado o feriado do Dia de Martin Luther King nos EUA, o que manteve a Bolsa de Chicago fechada nesta segunda-feira (20). Tanto no interior, quanto nos portos, os preços não apresentaram variações expressivas.

As referências ainda se mantêm acima dos R$ 88,00 por saca para o produto disponível nos principais terminais de exportação, enquanto nas praças de comercialização os indicativos seguem variando entre R$ 76,00 e R$ 84,00.

A falta de referência internacional para os negócios manteve os produtores focados na alta do dólar - de mais de 0,50%. A moeda americana forte continua sendo um dos principais fatores de suporte aos preços da oleaginosa brasileira ao lado de uma demanda ainda forte no país e prêmios ao menos sustentados.

Além disso, o ritmo mais lento reflete também alguma "falta de interesse" do produtor em participar mais agressivamente do mercado neste momento. Há mais de 40% da safra 2019/20 já comercializada e o sojicultor agora espera conhecer melhor o potencial da sua safra, ao mesmo tempo em que analisa as próximas oportunidades que poderão se concretizar a frente.

"O mercado da soja nesta nova semana deverá continuar mostrando negócios pontuais, porque ainda tem muito grão para ser entregue de contratos antecipados e, assim, o pouco que chegará livre estará nas mãos de produtores mais capitalizados e que mostram pouco interesse em vender neste momento", diz o consultor de mercado Vlamir Brandalizze, da Brandalizze Consulting.

O executivo explica ainda que há um leve atraso na chegada da nova safra de cerca de duas semanas em relação ao ano anterior. "Assim, a colheita forte vai se dar em fevereiro e março, fazendo com que janeiro siga com fechamentos das mãos para boca".

Há ainda a expectativa de que o mercado internacional também possa vir a registrar melhores patamares de preços na Bolsa de Chicago na medida em que as compras chinesas comecem a ser efetivadas no mercado norte-americano.

A fase um do acordo comercial entre a China e os Estados Unidos foi firmada e oficializada na última semana, porém, sem trazer muitos detalhes para o comércio da soja entre os dois países. E enquanto ações efetivas não aparecem, a competitividade da soja brasileira segue mantida e ainda trazendo importantes margens de lucro ao produtor nacional.

Mais do que exportações fortes, o mercado brasileiro conta também com uma demanda interna forte. O setor do biodiesel deverá exigir ao menos mais 600 mil toneladas de óleo de soja - ou cerca de 4 milhões de toneladas do grão - e no setor de rações, o consumo também espera crescimento diante do bom momento do setor das proteínas animais.

"Esse deverá ser um ano de esmagamento recorde e com boa valorização dos subprodutos da soja - farelo e óleo - há mais um suporte para os preços do grão", explica Brandalizze.
(Notícias Agrícolas) (Carla Mendes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Terça-Feira, 18/02
Segunda-Feira, 17/02
VBP terá valor recorde em 2020 (11:06)
Milho: as cotações do milho subiram de maneira nítida em todo país (10:32)
Boi: a semana anterior foi de valorização dos preços de balcão (10:27)
Ovos: preços seguem em alta; diferença entre brancos e vermelhos é a maior em 10 meses (09:25)
Milho: cotações voltam a subir na maioria das regiões acompanhadas pelo Cepea (09:15)
Soja: aumento da oferta e dólar forte elevam liquidez no Brasil; preços sobem (09:00)
Suínos: preço do animal vivo mostra reação; produtor independente vê cotações subirem (08:06)
China anuncia retirada de proibição de importação de frango dos EUA (08:04)
Milho tem semana de preços firmes no mercado brasileiro (08:00)
Soja fecha semana com sustentação dos preços no Brasil (07:55)
Sexta-Feira, 14/02
Sasso e Gramado Avicultura estabelecem parceria (12:29)
Agroqualitá realiza curso sobre HACCP para fábricas de ração em Chapecó (12:01)
Programa Ovos RS apresenta resultados ao Serviço Oficial (11:59)
Frango: valorização das concorrentes eleva competitividade da carne de frango (11:48)
Suíno: estabilidade nos preços nesta quinta-feira (06:24)
Valor da Produção Agropecuária para 2020 é estimado em R$ 674,10 bilhões (06:22)
Produção de ovos sobe 4,3% no 4º tri de 2019 ante 4º tri de 2018, diz IBGE (06:21)
Depois de pagar R$ 205,00/@ em SP, frigoríficos alongam escalas e reduzem ritmo de compras (06:18)
Milho fecha com mais de 1% de alta nesta 5ª feira (06:17)
Soja sobe até 2,6% no interior do Brasil com demanda e dólar ainda forte frente ao real (06:15)
CNA vai mostrar que tabelamento obrigatório do frete prejudica o setor (06:06)
Quinta-Feira, 13/02
CNA e Caixa Econômica discutem renegociação de dívidas e Crédito Rural (15:30)
FAESC apoia campanha de proteção ao agronegócio catarinense (15:27)
SBSA 2020: em debate, a inovação e o futuro da avicultura (12:54)
Luiz Carlos Giongo assume a presidência do Nucleovet (12:50)
Suínos: exportações firmes elevam preço do suíno no Brasil (12:26)
Boi: apesar da queda de 36% em janeiro, embarques à china seguem elevados (12:25)
Abate de bovinos cai e o de suínos e frangos sobe no último trimestre (12:22)
Abate de bovinos cai 1,8% no 4º trimestre de 2019 ante o 4º tri de 2018, diz IBGE (12:11)
ABPA e Apex-Brasil levam 14 agroindústrias para a Gulfood 2020 (08:45)
Soja: otimismo diminui em Chicago nesta 5ª feira com anúncio de novas mortes pelo Corona; BR mantém foco no dólar (08:12)
Exportações do agronegócio totalizam US$ 5,8 bilhões em janeiro (08:07)
Suíno: preço da arroba permanece estável acima dos R$ 100 em SP (08:00)
Milho: 4ª feira termina com altas em Chicago e no Brasil (07:55)
Soja sobe forte no Brasil com dólar em recorde histórico e 4ª feira de altas em Chicago (07:50)
Quarta-Feira, 12/02
Adisseo apresenta pesquisa sobre micotoxinas em milho (14:49)
Mercado árabe é foco de ação de promoção da carne brasileira (12:24)
ABPA promove SIAVS durante IPPE 2020 (10:10)
Vai e vem da carne bovina no varejo (09:26)
BRDE reabre frigorífico em Umuarama (09:17)
Soja: mercado em Chicago mantém estabilidade nesta 4ª com foco nas relações China x EUA (09:10)
Estão abertas as inscrições online para o Congresso de Ovos 2020 (07:16)
PIB-Agro/CEPEA: Ramo pecuário cresce e mantém elevação do PIB (07:12)
Santa Catarina cria campanha de proteção ao agronegócio (07:07)
Suínos: dia de valorização nos preços (07:00)
MAPA prevê mais um recorde histórico para a safra de grãos: 251 milhões de toneladas (06:58)
Preços do milho brasileiro atingem maior patamar em 4 anos com demanda aquecida (06:57)
Soja no Brasil pode passar dos R$ 90 nos portos a partir do dia 15/02 (06:55)
USDA sobe safra de soja do Brasil para 125 mi de t e reduz estoques finais dos EUA; estoques de milho mantidos (06:50)