Quinta-feira, 02 de Abril de 2020
Política Agrícola

Reaquecimento da economia incentiva produtor a aumentar os investimentos

Produtores de aves e suínos se destacam na contratação de recursos
Brasília , 07 de Janeiro de 2020 - O aumento das contratações de recursos para investimentos por parte dos produtores está sendo puxado sobretudo pelo reaquecimento da economia do país como um todo. É o que diz Antônio da Luz, economista-chefe da Federação de Agricultura e Pecuária do Rio Grande do Sul (Farsul) e vice-presidente da Comissão de Política Agrícola da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). Para ele, foi o ambiente de maior confiança e a queda da taxa básica de juros que alavancaram o avanço de quase 20% dos desembolsos de crédito rural para investimentos nos seis primeiros meses desta safra 2019/20 (julho a dezembro)

“O produtor é um empresário. À medida que a economia começa a retomar o ritmo e o produtor tem segurança, os investimentos são retomados”, afirma. Nos seis primeiros meses da temporada, os desembolsos de crédito rural para investimentos chegaram a R$ 28,4 bilhões, distribuídos em mais de 613 mil contratos. A pecuária puxou o ritmo, com aumento de 30% nas contratações em relação ao resultado da primeira metade da temporada passada. Foram liberados R$ 12,4 bilhões para os segmento, ante R$ 9,5 bilhões de julho a dezembro do ano anterior.

Com juros que variam de 5,25% e 10,5% ao ano, a maior parte dos investimentos foi financiada a taxas controladas com recursos da poupança rural. Mudanças previstas na “MP do Agro” podem favorecer ainda mais o cenário, segundo Antônio da Luz, principalmente a possibilidade de mais bancos operarem recursos do Tesouro Nacional. “A medida trata todos os agentes financeiros da mesma forma, sem privilégios. A tendência é que o crédito controlado se fortaleça com mais concorrência”, afirma.

Na agricultura familiar, que tem juros menores - de 3% a 4,6% nas linhas do Pronaf -, o montante acessado para investimentos foi de R$ 8,1 bilhões nos seis primeiros meses de 2019/20. No Pronamp, com taxa de 7% ao ano, o valor chegou a R$ 1,4 bilhão, crescimento de quase 50%.

João Luiz Guadagnin, consultor sênior em crédito e desenvolvimento rural, diz que grande parte desses empréstimos serviram para pequenos e médios suinocultores e avicultores construírem e ampliarem granjas, mas que os contratos de longo prazo trazem incertezas ao segmento, principalmente no Sul do país. Ele vê com preocupação a animação de quem aposta na forte demanda por proteínas da China por causa da peste suína africana.

“Se a demanda de carnes em geral de fato arrefecer a partir de 2022, é possível que lá adiante tenhamos produtores com aviários vazios e sem condições de pagar os investimentos”. Guadagnin reforça a necessidade de que as indústrias assumam contratos mais longos para dar segurança aos criadores. O valor acessado para investimentos em granjas avícolas aumentou em mais de R$ 100 milhões.
(Valor Econômico) ( Rafael Walendorff)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quinta-Feira, 02/04
Quarta-Feira, 01/04
Suíno: preços seguem com queda acentuada quebra na demanda (16:41)
Frigoríficos reduzem ritmo de compras após alongarem escalas (16:16)
Exportações brasileiras de milho em março ficam menores do que mesmo mês de 2019, mas sobem em relação a fevereiro (16:09)
Para incentivar a população a não sair de casa, Grupo Mantiqueira expande operação de delivery com clube de assinantes do ovo (15:58)
Soja cai mais de 2% em Chicago, em dia de perdas generalizadas (14:42)
Setores de aves e suínos do ES colocam em prática as orientações de prevenção e se organizam para continuar o abastecimento de alimentos (14:39)
Milho: alta do dólar pressiona cotações na B3 e Chicago aprofunda perdas (13:12)
BRF anuncia doações de R$ 50 milhões (13:09)
Com falta de ovos nos EUA, venda de pintos aumentam (12:25)
Indicador da soja supera R$ 100/sc e o do milho, R$ 60, recordes nominais das séries do Cepea (11:29)
BRF contrata R$ 1,4 bi em linhas de crédito para reforçar liquidez (10:14)
Milho abre o mês ainda em queda na Bolsa de Chicago e na B3 (10:12)
SIF garante a manutenção do abastecimento de produtos de origem animal (09:15)
Governo estuda pacote de R$ 2 bi para o campo (09:14)
Frigoríficos dos EUA oferecem bônus contra absenteísmo (09:12)
Embrapa faz parceria com Korin e se aproxima do consumidor (09:11)
Soja: mercado começa abril com perdas de mais de 1% em Chicago (08:15)
Milho: poucas movimentações no Brasil e queda de 7% em março em Chicago (08:11)
Mapa institui comitê de crise para monitorar impactos do Coronavírus (08:10)
Suíno: principais praças produtoras do vivo têm desvalorização (08:06)
Boi gordo encerra março com preços firmes (08:00)
Habilitação de novos frigoríficos pela China está paralisada (07:28)
Terça-Feira, 31/03
PIB AGRO SP/CEPEA: Pecuária eleva PIB agro de SP em 1,5% em 2019 (13:47)
Cobb debateu mudanças de manejo para o frango moderno com jovens avicultores (13:39)
Milho segue caindo em Chicago, mas sobe 2% na B3 (12:27)
Início da crise puxa o preço dos alimentos, mas alta é passageira (09:50)
Milho abre a 3ª feira em Chicago na espera dos relatórios do USDA (09:19)
Mapa alerta para medidas de prevenção ao coronavírus no campo (08:18)
Brasil caminha para recorde na 2ª safra de milho (08:13)
Milho: preços sustentados no Brasil mesmo com recorde histórico (08:12)
Quarentena reduz drasticamente demanda por suínos nas principais praças produtoras (08:05)
Soja tem leves baixas nesta manhã de 3ª feira (08:00)
Retomada de preço no mercado do boi gordo (07:45)
Segunda-Feira, 30/03
Suíno: mercado continua com preços caindo nesta segunda-feira (16:27)
Presidente da ACSURS frisa cuidados com a saúde para que produção suinícola possa continuar (16:01)
Soja & Milho: negócios começam semana no BR com um pouco mais de calma (15:59)
Demanda externa por carne brasileira melhora com retorno da China às compras (15:58)
Milho amplia perdas em Chicago, mas sobe na B3 (12:14)
Aviagen e Bachoco se unem para realizar seminário no México (10:06)
Varejo acusa indústria de altas abusivas (09:32)
CNA divulga boletim sobre os impactos do Coronavírus (08:20)
Ministério da Infraestrutura atende demandas encaminhadas pela CNA (08:18)
Ovos: demanda de atacados e varejos aumenta (08:11)
Milho: vendedor retraído mantém preços em alta (08:05)
Soja começa 2ª feira com altas em Chicago (08:01)
Soja: demanda, altas externa e do dólar e logística restrita na Argentina elevam preços (08:00)
Soja tem semana de preços históricos e portos com capacidade esgotada no Brasil até maio (07:50)
Mercado do boi está em recuperação (07:45)
BRF mantém embarques ao exterior (07:26)
Tyson Foods doa US$ 13 mi a comunidades no entorno de suas unidades nos EUA (07:25)
Em Goiás, FCO Rural tem R$ 17 milhões para investimentos na produção de alimentos (07:25)
Impactos da pandemia ainda não são graves nas exportações do agronegócio, diz CNA (07:24)
Devido à estiagem, município gaúcho de Westfália decreta situação de emergência (07:23)
Sexta-Feira, 27/03
Suíno: quedas fortes no mercado em meio à redução de demanda (16:37)
Bolsas de suínos fecham sem negociação por falta de demanda em meio a Covid-19 (16:35)
CNA pede ao Governo medidas de apoio à comercialização de alimentos (16:33)
Suinocultura em SC: falta demanda e frigoríficos ficam com câmaras cheias e granjas sem conseguir vender animais (14:12)
Cenário de sustentação do milho não teve alívio (13:09)
Milho opera em baixa nesta 6ª feira na Bolsa de Chicago e na B3 (13:07)
Boi Gordo: alta dos preços de balcão durante esta semana em SP (13:05)
Mapa publica portaria com atividades e serviços essenciais para garantir funcionamento do setor agropecuário e abastecimento (13:04)
Pedro Parente continuará no comando do conselho na BRF (09:17)
Coronavírus: Conselho Internacional de Avicultura reforça compromisso com a saúde dos trabalhadores (09:16)
JBS faz provisão para descontos a clientes chineses (09:15)
Frango: liquidez envolvendo carne congelada aumenta no atacado (08:06)
Mercado da soja volta a subir em Chicago nesta 6ª feira (08:03)
Boi Gordo: Coronavírus mantém o mercado de reposição com baixa movimentação (08:00)
Milho: Chicago registra leves ganhos após bons números do USDA (07:59)
Ministra da Agricultura pede apoio de secretários estaduais para garantir abastecimento (07:57)
Cotação da arroba do boi gordo em recuperação (07:56)
Consumo no Brasil preocupa todas as cadeias produtivas do agro brasileiro (07:51)
Processadores de soja da China temem escassez de oferta por medidas contra coronavírus (07:50)
Transporte de soja segue forte apesar de desafios por vírus, diz Sotran Logística (07:49)
Safra 2019/20 de soja tem uma das maiores margens brutas dos últimos 10 anos (07:47)
FAESC apoia medidas da CNA para produtor superar crise (07:43)