Quarta-feira, 05 de Agosto de 2020
Mercado

Frango: novembro se configurou como o período de retomada de preços
Piracicaba, SP, 06 de Dezembro de 2019 - O mês de novembro se configurou como o período de retomada de preços para avicultura de corte. A alta competitividade da carne de frango frente às principais concorrentes suína e bovina foi o principal fator de elevação nos preços da proteína de origem avícola. Assim, o frango inteiro congelado atingiu o maior preço
médio nominal deste ano, comercializado, em média, a R$ 4,86/kg no atacado da Grande São Paulo, avanço de 12,2% frente a outubro.









A asa de frango, que vem acumulando valorizações desde outubro, atingiu o maior patamar nominal de preços de toda a série história do Cepea, iniciada em 2004. O produto congelado foi negociado a R$ 9,15/kg, em média, em novembro, alta de 19,5% em relação a outubro. Além do aquecimento da procura interna para churrascos e confraternizações, o aumento da demanda chinesa por este corte também influenciou as elevações.

Na contramão da carne, as cotações do frango vivo recuaram no mês, principalmente na região Sudeste. Segundo colaboradores do Cepea, a oferta elevada de animais pressionou as cotações. Na região da Grande São Paulo, o animal teve cotação média de R$ 3,21/kg em novembro, recuo de 1,7% frente ao mês anterior.

No front externo, segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), em novembro, a média diária de embarques de carne de frango in natura foi 15,46 mil toneladas, quantidade 14% acima da registrada em outubro. Dessa forma, exportações totalizaram 309,22 mil t, leve recuo de 0,9% frente ao mês anterior, devido ao menor número de dias úteis, que passou de 23 em outubro para 20 em novembro.
(CEPEA) (Redação)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 05/08
Certificados de estabelecimentos e produtos para alimentação animal passam a ser eletrônicos (08:22)
Agropecuária registra saldo positivo de 36,8 mil postos de trabalho em junho (08:19)
Milho sobe no físico nesta 3ªfeira, mas sente pressão de Chicago na B3 (08:07)
Soja: prêmios no Brasil sobem mais de 10% nesta 3ª feira (08:00)
Terça-Feira, 04/08
Podcast FACTA: novo episódio será sobre a microbiota intestinal (16:16)
Ovotrack lança novo site (10:22)
Armazenamento de ovos é tema do segundo episódio do podcast da Ceva para o setor avícola (08:35)
Milho: retração vendedora sustenta cotações no Brasil (08:05)
Soja 2020/21: ARC Mercosul estima aumento de 3,81% na área e 65% da safra já comercializada (08:00)
Segunda-Feira, 03/08
Aurora Alimentos é a marca que mais conquistou consumidores em 2020 (08:17)
OVOS/CEPEA: preços recuam pelo 3º mês consecutivo (08:15)
MILHO/CEPEA: preços voltam a subir, mesmo com avanço da colheita (08:14)
Milho segue se valorizando no Brasil (08:11)
Soja registra novos recordes de preço (08:00)
Coopeavi realiza primeira assembleia em ambiente virtual e renova Conselho Fiscal (07:48)
Sexta-Feira, 31/07
Preço do milho segue valorizado no mercado físico (08:06)
Soja tem altas pontuais no Brasil e acompanha leve avanço em Chicago (08:04)
Quinta-Feira, 30/07
ABPA apresenta cuidados tomados nos frigoríficos durante a Pandemia (15:16)
Doença de Gumboro: do surto a 100% de imunização (08:26)
Produção de soja no Brasil pode crescer 6% em 2020/21 (08:05)
Prêmios da soja têm novo dia de altas e sobem mais de 3% (08:00)