Quarta-feira, 05 de Agosto de 2020
Matérias-Primas

Grãos: cenário para preços se torna positivo para 2020
Campinas, SP, 04 de Dezembro de 2019 - Apesar da pressão negativa nos preços em função da guerra comercial, cenário em 2020 é favorável para soja, principalmente se estoques finais recuarem para menos de 10 milhões de toneladas.

Ao longo desta terça-feira (03), a soja trabalhou em campo positivo, chegando a 5 pontos de ganho, mas fechou o dia em estabilidade. Dessa forma, o mercado demonstra um ajuste técnico após oito quedas consecutivas da commodity. Ainda no radar dos investidores está a guerra comercial entre EUA e China, já que o presidente americano Donald Trump se mostra irredutível em conseguir um acordo que o agrade.

>> EUA mantém plano de elevar tarifas sobre produtos da China neste 15 de dezembro

Porém, para o analista Camilo Motter, da Granoeste Corretora de Cereais, não há muito espaço para que a soja caia ainda mais. Ele reforça que, com a quebra da safra americana e o bom ritmo de exportações do país, os estoques finais na safra 19/20 devem ficar em cerca de 10 milhões de toneladas.

Com o impasse, demanda chinesa tem se estacionado no Brasil, comprando a soja que ainda há disponível. Em novembro, o país exportou entra 4 e 5 milhões de toneladas e deve chegar a um acumulado de 74 / 75 milhões de soja exportadas ao longo do ano. No entanto, os preços reduziram entre 4% e 5% nos últimos dias por causa das quedas em Chicago e o recuo do câmbio, que fechou o dia em R$ 4,20.

Em algumas praças do interior do país, as perdas ultrapassaram os 2%. Em Ponta Grossa, no Paraná, perda de 2,30% para R$ 85,00 por saca, e em Sorriso, Mato Grosso, baixa de 2,74% para fechar com R$ 71,00. Nas demais regiões, os indicativos também caíram, enquanto nos portos as cotações se mantiveram estáveis.

Em Rio Grande, R$ 86,30 no disponível e R$ 86,50 para a safra nova; em Paranaguá, os valores ficaram em, respectivamente, R$ 87,00 e R$ 86,00 por saca.

(Notícias Agrícolas) (Aleksander Horta e Ericson Cunha)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 05/08
Certificados de estabelecimentos e produtos para alimentação animal passam a ser eletrônicos (08:22)
Agropecuária registra saldo positivo de 36,8 mil postos de trabalho em junho (08:19)
Milho sobe no físico nesta 3ªfeira, mas sente pressão de Chicago na B3 (08:07)
Soja: prêmios no Brasil sobem mais de 10% nesta 3ª feira (08:00)
Terça-Feira, 04/08
Podcast FACTA: novo episódio será sobre a microbiota intestinal (16:16)
Ovotrack lança novo site (10:22)
Armazenamento de ovos é tema do segundo episódio do podcast da Ceva para o setor avícola (08:35)
Milho: retração vendedora sustenta cotações no Brasil (08:05)
Soja 2020/21: ARC Mercosul estima aumento de 3,81% na área e 65% da safra já comercializada (08:00)
Segunda-Feira, 03/08
Aurora Alimentos é a marca que mais conquistou consumidores em 2020 (08:17)
OVOS/CEPEA: preços recuam pelo 3º mês consecutivo (08:15)
MILHO/CEPEA: preços voltam a subir, mesmo com avanço da colheita (08:14)
Milho segue se valorizando no Brasil (08:11)
Soja registra novos recordes de preço (08:00)
Coopeavi realiza primeira assembleia em ambiente virtual e renova Conselho Fiscal (07:48)
Sexta-Feira, 31/07
Preço do milho segue valorizado no mercado físico (08:06)
Soja tem altas pontuais no Brasil e acompanha leve avanço em Chicago (08:04)
Quinta-Feira, 30/07
ABPA apresenta cuidados tomados nos frigoríficos durante a Pandemia (15:16)
Doença de Gumboro: do surto a 100% de imunização (08:26)
Produção de soja no Brasil pode crescer 6% em 2020/21 (08:05)
Prêmios da soja têm novo dia de altas e sobem mais de 3% (08:00)