Terça-feira, 14 de Julho de 2020
Empresas

Mineira Pif Paf compra Fricasa, empresa catarinense de carne suína

Negócio deverá ampliar em 15% o faturamento da companhia
São Paulo, 19 de Novembro de 2019 -

A mineira Pif Paf, que atua nos segmentos de carnes de frango e suína e de alimentos industrializados, assinou, na semana passada, contrato para adquirir a Fricasa Alimentos, que conta com uma unidade de processamento de suínos em Canoinhas, em Santa Catarina. O valor da transação, que está sujeita à aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), não foi revelado, mas o negócio deverá ampliar em 15% o faturamento da Pif Paf - estimado em R$ 2,4 bilhões este ano, ante R$ 1,9 bilhão em 2018.

“A aquisição está em linha com o plano estratégico de crescimento da empresa, orgânico e por meio de aquisições, tanto em frango quanto em suínos. Queremos crescer de forma equilibrada para sermos cada vez mais uma empresa de alimentos com atuação nacional”, afirmou Rodrigo Alves Coelho, CEO da Rio Branco Alimentos S.A., que é a denominação jurídica da Pif Paf, ao Valor. Nesse processo, disse o executivo, a intenção é criar uma plataforma importante de atividades na região Sul. No caso dos suínos, particularmente em Santa Catarina, Estado que responde por grande parte das exportações brasileiras.

Fundada em 1962, a Fricasa é totalmente dedicada à produção de alimentos de origem suína. Em seu portfólio, afirma, há mais de 110 produtos de diversas linhas, incluindo apresuntados, congelados, defumados, linguiças, mortadelas e salames. A empresa tem mais de 500 funcionários. Conforme a Pif Paf, uma vez concluída a aquisição, sua capacidade de abate de suínos, de 2,1 mil cabeças por dia, concentrada em uma unidade em Patrocínio (MG), aumentará em mais de 70%.

Daí o reflexo positivo sobre o faturamento. Atualmente, afirmou Coelho, frango e subprodutos representam 50% das vendas totais, enquanto suínos e o portfólio associado respondem por 35%. A parcela restante vem de outros produtos, como pratos prontos. Conforme o executivo, hoje as exportações são apenas 10% do negócio da Fricasa, mais ou menos o mesmo percentual do que representam para a Pif Paf, mas, nos dois casos, a tendência é de avanço.

Em entrevista ao Valor em setembro, o presidente do conselho de administração da Pif Paf, Luiz Carlos Costa, já havia sinalizado que, dada a melhora dos mercados nos quais atua, a empresa mineira pretendia retomar os planos de expandir seu parque fabril e avaliava aquisições.

A melhora do mercado já podia ser medida pelo aumento de preços e pela expectativa de início das exportações de carne de frango à China, já que a Pif Paf teve seu abatedouro de aves em Visconde do Rio Branco (MG) habilitado por Pequim em meio à epidemia de peste suína africana que assola o país asiático e tem ampliado sua demanda por proteínas de origem animal importadas.

Afora o abatedouro habilitado pela China, a Pif Paf conta com outra unidade do gênero em Palmeiras de Goiás (GO) e, em Minas, além da planta de suínos em Patrocínio, tem uma fábrica de embutidos em Viçosa e outra, de congelados, em Leopoldina. (Colaborou Luiz Henrique Mendes)

(Valor) (Fernando Lopes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Terça-Feira, 14/07
Segunda-Feira, 13/07
Doença de Gumboro é tema do novo podcast FACTA (14:59)
Frigoríficos avícolas gaúchos investem no combate a pandemia (14:58)
OVOS/CEPEA: maior demanda e oferta limitada elevam preços (13:05)
Milho: indicador CEPEA volta a fechar acima de R$ 50/sc (13:02)
Soja: com baixo excedente, importação é a maior desde ju/16 (13:00)
PDSA desevolve cursos virtuais para garantir sanidade no RS (11:06)
Instituto Ovos Brasil e CEPEA criam ferramenta para consulta de preço de ovos (08:34)
Governo do Paraná e JBS discutem investimentos no Estado (08:00)
Uberlândia recebe anúncio de R$ 80 milhões em investimentos (07:59)
Secretaria de Saúde do Paraná acompanha atividades em frigoríficos (07:57)
Pandemia estimula consumo de frango no mercado interno e aquece exportações (07:57)
Sexta-Feira, 10/07
Com alta de 24,5%, exportações do agronegócio batem recorde para meses de junho e ultrapassam US$ 10 bilhões (13:53)
FRANGO/CEPEA: apesar de queda nos embarques, preço interno da carne está firme (07:31)
Agronegócio responde por 72% das exportações catarinenses no primeiro semestre de 2020 (07:26)
Com recordes de valores de soja e milho, VBP de 2020 é estimado em R$ 716,6 bilhões (07:25)
Comercialização de soja 2019/20 e da safra nova em junho foi mais lenta (07:10)
Quinta-Feira, 09/07
SUÍNOS/CEPEA: preços do vivo sobem em quase todas as regiões; exportações estão aquecidas (09:47)
BOI/CEPEA: indicador volta a fechar acima de R$ 220 (09:46)
Dicas para inovar no agronegócio e vender mais (08:15)
C.Vale e Pluma Agroavícola colocam em funcionamento frigorífico da Plusval (08:14)
Brasil retoma posto de maior produtor de soja do planeta (07:53)
Quarta-Feira, 08/07
Produção de grãos deve atingir 251,4 milhões de toneladas segundo levantamento da Conab (11:32)
Indústria global de carne de aves se recupera gradualmente, mas 2º semestre pode trazer volatilidade (09:12)
Nui Markets vê bom potencial no Brasil (09:10)
Exportadores do Brasil propõem testar carne para acalmar China (09:10)
Exportação de grãos deve beirar recorde (09:09)