Segunda-feira, 06 de Julho de 2020
Bem-estar Animal

Suíça emenda lei para proibir trituração de frangos vivos

Nota do AviSite: no presente clipping, extraído de jornal português, onde estiver escrito “frango(s)” leia-se “pinto(s) de um dia”
Lisboa, 24 de Outubro de 2019 - O Governo suíço aprovou esta quarta-feira uma emenda à lei nacional de proteção animal para proibir, a partir de 1 de janeiro de 2020, a trituração de frangos vivos, noticia o canal nacional RTS.

A emenda responde a uma iniciativa parlamentar para erradicar a prática habitual da indústria alimentar que sacrifica, anualmente, milhares de milhões de frangos no mundo.

Ainda que na Suíça seja um processo que entrou em desuso, alguns criadores de frango que mantinham a prática serão, a partir de 2020, inspecionados por serviços veterinários locais de modo a obrigar ao cumprimento da nova normativa, informou o canal de rádio e televisão suíça RTS.

O sacrifício de frangos machos é habitual, por exemplo, na indústria de produção de ovos que, tradicionalmente, matava a maior parte dos animais ao atirá-los para máquinas de trituração.
O método foi substituído por práticas de sacrifício menos dolorosas para os animais como a asfixia por dióxido de carbono que continuará a ser legal na Suíça.

Tem havido avanços científicos que permitem determinar, de um modo semelhante a uma ecografia, o gênero do frango antes que saiam dos ovos, tornando possível optar por não incubar os ovos que contenham frangos machos.

O Governo da Suíça está interessado em difundir à escala nacional este método, que está a ser investigado em universidades e empresas em todo o mundo.

Grupos ecologistas denunciam que entre quatro e seis mil milhões de frangos são mortos no mundo anualmente, não só por não puderem produzir ovos, mas também porque crescem mais lentamente que as fêmeas e os seus restos são usados, geralmente, na ração de outros animais.
(Jornal de Notícias) (Redação)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 06/07
Hisex apresenta novo gestor da linhagem de poedeiras (17:33)
China suspende exportações de mais duas unidades brasileiras (09:47)
Terceirização em frigoríficos da Alemanha na berlinda (09:45)
Ovos/CEPEA: cotações encerram junho em queda (09:43)
Milho/CEPEA: movimento de alta continua, e indicador se aproxima dos R$50/sc (09:41)
Soja sobe forte nesta 2ª feira (08:28)
JBS recebe aval para reabrir unidade de Passo Fundo após surto de Covid-19 (07:28)
Saúde pública JBS recebe aval para reabrir unidade de Passo Fundo após surto de Covid-19 (07:25)
Sexta-Feira, 03/07
China absorve 10% de toda carne bovina produzida no Brasil (08:46)
Frangos, pintainhos e até ovos: caminhoneiro conta como carrega carga viva (08:44)
Inspeções na China devem atrasar fluxo nos portos (08:43)
Quinta-Feira, 02/07
Suínos: cotações encerram junho em alta (09:35)
Boi: vantagem da carne sobre boi se reduz em junho (09:30)
Milho fecha 1º dia do mês subindo no mercado brasileiro (07:37)
Apesar de safra recorde de soja, país deve fechar ano com menor estoque da história (07:27)
Soja: Brasil fecha semestre com embarques de mais de 63 mi de t, 43% a mais na comparação anual (07:19)
Quarta-Feira, 01/07
Plano Safra 2020/2021 entra em vigor nesta 4ª feira (09:52)
Frigoríficos: Paim quer anular portarias com medidas de prevenção que ele considera ineficazes (09:45)
Surpresa no relatório de área plantada eleva preços de soja e milho em Chicago (08:00)
Terça-Feira, 30/06
Mato Grosso já colheu 31,56% da segunda safra de milho; preços caíram 17% no mês (09:18)
O uso de imunomoduladores e betaglucanos nas aves é tema do novo episódio do podcast da FACTA (09:01)
China suspende importações de carne de três frigoríficos brasileiros devido à Covid-19 (06:26)