Domingo, 16 de Fevereiro de 2020
Semana do Ovo

Boehringer Ingelheim Saúde Animal celebra Semana do Ovo com foco em bem-estar animal e alimentação saudável

A empresa oferece diversas soluções que previnem doenças em aves poedeiras e garantem produção mais efetiva e qualificada de ovos.
São Paulo, SP, 03 de Outubro de 2019 - A Boehringer Ingelheim Saúde Animal comemora a Semana do Ovo, que ocorre de 07 a 11 de outubro, e aproveita essa oportunidade para reforçar o seu compromisso com o segmento de postura, com foco no bem-estar das aves para a produção de um alimento saudável para o consumo humano. A Semana do Ovo surgiu do World Egg Day (Dia Mundial do Ovo), criado na conferência da International Egg Comission (IEC), que ocorreu em Viena, em 1996. Na ocasião, ficou decidido que ocorreria toda segunda sexta-feira de outubro. Em 2019, será celebrado no dia 11 de outubro.

O ovo é conhecido por seus inúmeros benefícios, além de ser acessível devido ao seu baixo custo e grande oferta. Entre os seus benefícios, é importante destacar a sua rica fonte em aminoácidos, proteínas, antioxidantes, vitaminas (A, B, D e E), cálcio, sódio, iodo, selênio, colina, entre outros ingredientes que geram benefícios à saúde das pessoas. “O ovo é um dos alimentos mais consumidos do mundo, justamente por ser de fácil acesso e possuir inúmeros nutrientes. Por isso, a Boehringer Ingelheim desenvolve soluções inovadoras e tecnológicas que contribuem para o desenvolvimento da atividade no Brasil”, afirma Abílio Alessandri, diretor da área de BI Fast da Boehringer Ingelheim Saúde Animal.

A saúde e o bem-estar dos animais são os pontos que norteiam as equipes de pesquisa e desenvolvimento da empresa, e a Semana do Ovo é uma ocasião importante para reflexão sobre a atuação no mercado nacional. “Em datas comemorativas como esta, temos a oportunidade de rever o que já fizemos e o que trouxemos de bom para o setor de aves de postura. Assim, conseguimos pensar em novas soluções ainda melhores que sejam aliadas dos avicultores no combate às principais doenças que ameaçam o crescimento da atividade”, conclui Abílio.
Entre as soluções da Boehringer Ingelheim para o setor, estão:

• Vaxxitek HVT + IBD®, a vacina aviária mais vendida no mundo, presente em 75 países, indicada para a prevenção das doenças de Gumboro e Marek;
• Yokei-5®, vacina para galinhas poedeiras que previne contra quatro doenças de grande importância: Bronquite Infecciosa, Doença de Newcastle, Síndrome de Queda de Postura (EDS-76) e Coriza Infecciosa das aves;
• Gallivac SE, vacina viva atenuada, liofilizada, e que gera proteção precoce e duradoura em poedeiras e matrizes para a prevenção da Salmonelose;
• Nemovac®, vacina viva atenuada usada em futuras matrizes e poedeiras, e frangos de corte. É indicada para a prevenção do metapneumovírus aviário, promovendo uma resposta imune humoral e celular adequada aos desafios de campo.

Boehringer Ingelheim

Melhorar a saúde e a qualidade de vida de pacientes é o objetivo da Boehringer Ingelheim, companhia farmacêutica voltada à pesquisa. O foco da empresa está nas doenças para as quais ainda não há opções de tratamento satisfatórias e no desenvolvimento de terapias inovadoras que trazem maior expectativa de vida aos pacientes.

Em saúde animal, a Boehringer Ingelheim investe em soluções avançadas para prevenção de doenças. Empresa familiar desde sua fundação, em 1885, a Boehringer é uma das 20 maiores companhias farmacêuticas do mundo. Seus 50.000 funcionários criam valor pela inovação diariamente para as três unidades de negócio: saúde humana, saúde animal e biofármacos. Em 2017, a companhia atingiu faturamento líquido de aproximadamente € 18.1 bilhões e do total, o investimento em P&D, que ultrapassa os € 3 bilhões, corresponde a 17% desse valor. A Boehringer Ingelheim, por ser uma empresa familiar, planeja por gerações e prioriza o sucesso a longo-prazo em vez de lucro no curto prazo.

A companhia ainda visa o crescimento orgânico de seus recursos com postura aberta a parcerias e alianças estratégicas em pesquisa. Em tudo o que faz, a Boehringer naturalmente é responsável com a humanidade e o meio ambiente.  Mais informações sobre a Boehringer Ingelheim podem ser encontradas em www.boehringer-ingelheim.com.br ou em nosso relatório anual (em inglês): http://annualreport.boehringer-ingelheim.com.
(Boehringer Ingelheim Saúde Animal) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Domingo, 16/02
Sexta-Feira, 14/02
Sasso e Gramado Avicultura estabelecem parceria (12:29)
Agroqualitá realiza curso sobre HACCP para fábricas de ração em Chapecó (12:01)
Programa Ovos RS apresenta resultados ao Serviço Oficial (11:59)
Frango: valorização das concorrentes eleva competitividade da carne de frango (11:48)
Suíno: estabilidade nos preços nesta quinta-feira (06:24)
Valor da Produção Agropecuária para 2020 é estimado em R$ 674,10 bilhões (06:22)
Produção de ovos sobe 4,3% no 4º tri de 2019 ante 4º tri de 2018, diz IBGE (06:21)
Depois de pagar R$ 205,00/@ em SP, frigoríficos alongam escalas e reduzem ritmo de compras (06:18)
Milho fecha com mais de 1% de alta nesta 5ª feira (06:17)
Soja sobe até 2,6% no interior do Brasil com demanda e dólar ainda forte frente ao real (06:15)
CNA vai mostrar que tabelamento obrigatório do frete prejudica o setor (06:06)
Quinta-Feira, 13/02
CNA e Caixa Econômica discutem renegociação de dívidas e Crédito Rural (15:30)
FAESC apoia campanha de proteção ao agronegócio catarinense (15:27)
SBSA 2020: em debate, a inovação e o futuro da avicultura (12:54)
Luiz Carlos Giongo assume a presidência do Nucleovet (12:50)
Suínos: exportações firmes elevam preço do suíno no Brasil (12:26)
Boi: apesar da queda de 36% em janeiro, embarques à china seguem elevados (12:25)
Abate de bovinos cai e o de suínos e frangos sobe no último trimestre (12:22)
Abate de bovinos cai 1,8% no 4º trimestre de 2019 ante o 4º tri de 2018, diz IBGE (12:11)
ABPA e Apex-Brasil levam 14 agroindústrias para a Gulfood 2020 (08:45)
Soja: otimismo diminui em Chicago nesta 5ª feira com anúncio de novas mortes pelo Corona; BR mantém foco no dólar (08:12)
Exportações do agronegócio totalizam US$ 5,8 bilhões em janeiro (08:07)
Suíno: preço da arroba permanece estável acima dos R$ 100 em SP (08:00)
Milho: 4ª feira termina com altas em Chicago e no Brasil (07:55)
Soja sobe forte no Brasil com dólar em recorde histórico e 4ª feira de altas em Chicago (07:50)
Quarta-Feira, 12/02
Adisseo apresenta pesquisa sobre micotoxinas em milho (14:49)
Mercado árabe é foco de ação de promoção da carne brasileira (12:24)
ABPA promove SIAVS durante IPPE 2020 (10:10)
Vai e vem da carne bovina no varejo (09:26)
BRDE reabre frigorífico em Umuarama (09:17)
Soja: mercado em Chicago mantém estabilidade nesta 4ª com foco nas relações China x EUA (09:10)
Estão abertas as inscrições online para o Congresso de Ovos 2020 (07:16)
PIB-Agro/CEPEA: Ramo pecuário cresce e mantém elevação do PIB (07:12)
Santa Catarina cria campanha de proteção ao agronegócio (07:07)
Suínos: dia de valorização nos preços (07:00)
MAPA prevê mais um recorde histórico para a safra de grãos: 251 milhões de toneladas (06:58)
Preços do milho brasileiro atingem maior patamar em 4 anos com demanda aquecida (06:57)
Soja no Brasil pode passar dos R$ 90 nos portos a partir do dia 15/02 (06:55)
USDA sobe safra de soja do Brasil para 125 mi de t e reduz estoques finais dos EUA; estoques de milho mantidos (06:50)
Terça-Feira, 11/02
Milho: ofertas do cereal ficaram mais restritas nos últimos dias no mercado paulista (14:43)
Boi: chuvas reforçam o poder de retenção do pecuarista (14:41)
Preço do ovo subiu 24,2% em uma semana nas granjas em São Paulo (12:28)
Soja caminha de lado na Bolsa de Chicago nesta 3ª feira (12:24)
PIB do agronegócio cresce 2,4% de janeiro a novembro de 2019 (12:22)
Conab apresenta novo recorde de grãos que chega a 251 milhões de toneladas (09:19)
Campanha na Europa defende a cobrança de nova taxa sobre carnes (08:59)
Ministério da Agricultura cria o ‘Núcleo China’ (08:52)
Desempenho do crédito rural na atual safra atinge R$ 116,7 bilhões em sete meses (08:38)
Suíno: semana começa com cotações positivas (07:08)
Alta demanda interna de ovos diminui exportações em janeiro (07:07)
Boi Gordo: cotação da arroba sobe em quinze praças pecuárias (07:04)
Milho: mercado tem altas pontuais no interior do Brasil de até 2,5% nesta 2ª feira (07:00)
Soja: preços no Brasil tem até R$ 1,50 a mais por saca com pequenas altas da CBOT e do dólar (06:58)
USDA pode reduzir estoques finais dos EUA e aumentar safra de soja do Brasil (06:55)