Sábado, 11 de Julho de 2020
Matérias-Primas

Soja sobe mais de 16% em reais por saca desde maio no porto de Paranaguá
Campinas, SP, 19 de Agosto de 2019 - Intensificação da guerra comercial trouxe a demanda chinesa a se concentrar ainda mais no mercado brasileiro e contribuiu para o cenário, principalmente quando se trata dos prêmios. Semana se encerra com valores na casa de US$ 1,50/bushel acima de Chicago.

Os preços da soja, em reais, subiram mais de 16% no porto de Paranaguá desde maio. Uma ligeira recuperação do contrato março/20 na Bolsa de Chicago - que opera acima dos US$ 9,00 por bushel - uma dispara do câmbio e um expressivo fortalecimento dos prêmios, especialmente nas últimas semanas.

A intensificação da guerra comercial entte China e Estados Unidos trouxe a demanda chinesa a se concentrar ainda mais no mercado brasileiro e contribuiu para o cenário, principalmente quando se trata dos prêmios. A semana se encerra com valores na casa de US$ 1,50 por bushel sobre os preços da Chicago ofertados pelo produto brasileiro, segundo explica o diretor da Cogo Inteligência em Agronegócio, Carlos Cogo.

A semana foi extremamente importante para o mercado da soja no Brasil e as vendas contabilizaram, somando os volumes da semana anterior, vendas de mais de 3 milhões de toneladas. Somente nesta semana, os chineses compraram mais de 20 navios da oleaginosa. E assim, a oferta para a conclusão de 2019, quando o assunto é exportação de soja, se mostra cada vez mais ajustada.

Ainda segundo Cogo, não só a demanda externa, mas a interna também se mostra muito forte e acirra ainda mais a disputa entre as processadoras nacionais e os importadores. Dessa forma, os preços criam boas oportunidades de venda para os produtores não só na exportação, mas também na indústria.

"Temos uma recuperação dos preços, dos prêmios e das perspectivas para o primeiro semestre do ano que vem já, o que permite com o que o sojicultor comece a nova safra com uma projeção melhor, com mais fôlego. Já são novas contas", diz Cogo.

Apesar disso, as vendas da safra nova não acontecem no mesmo ritmo intenso do que as da safra velha. "E isso é reflexo de uma combinação de fatores entre eles o prêmio futuro ainda baixo, a cotação futura ainda um pouco limitada e, principalmente, a volatilidade do câmbio. Ainda não se sabe o que vai acontecer com o dólar e isso preocupa muito, inclusive já atrasando não só a comercialização, mas também a compra dos insumos", explica.
(Notícias Agrícolas) (Carla Mendes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 11/07
Sexta-Feira, 10/07
Com alta de 24,5%, exportações do agronegócio batem recorde para meses de junho e ultrapassam US$ 10 bilhões (13:53)
FRANGO/CEPEA: apesar de queda nos embarques, preço interno da carne está firme (07:31)
Agronegócio responde por 72% das exportações catarinenses no primeiro semestre de 2020 (07:26)
Com recordes de valores de soja e milho, VBP de 2020 é estimado em R$ 716,6 bilhões (07:25)
Comercialização de soja 2019/20 e da safra nova em junho foi mais lenta (07:10)
Quinta-Feira, 09/07
SUÍNOS/CEPEA: preços do vivo sobem em quase todas as regiões; exportações estão aquecidas (09:47)
BOI/CEPEA: indicador volta a fechar acima de R$ 220 (09:46)
Dicas para inovar no agronegócio e vender mais (08:15)
C.Vale e Pluma Agroavícola colocam em funcionamento frigorífico da Plusval (08:14)
Brasil retoma posto de maior produtor de soja do planeta (07:53)
Quarta-Feira, 08/07
Produção de grãos deve atingir 251,4 milhões de toneladas segundo levantamento da Conab (11:32)
Indústria global de carne de aves se recupera gradualmente, mas 2º semestre pode trazer volatilidade (09:12)
Nui Markets vê bom potencial no Brasil (09:10)
Exportadores do Brasil propõem testar carne para acalmar China (09:10)
Exportação de grãos deve beirar recorde (09:09)
Terça-Feira, 07/07
Teste rápido é inútil para conter a covid-19 dentro de frigoríficos (09:25)
Falha em busca ativa justifica testes de anticorpos, diz MPT (09:23)
Preços mais firmes para o farelo de soja (08:47)
Podcast FACTA: novo episódio será sobre a utilização da tecnologia NIR para análises rápidas e eficientes na alimentação animal (08:02)