Quarta-feira, 15 de Julho de 2020
Exportação

China frustra previsões do governo e de frigoríficos
Brasília, 14 de Agosto de 2019 -

A China frustrou as expectativas do Ministério da Agricultura de que em breve mais frigoríficos brasileiros estariam habilitados a exportar seus produtos ao país asiático, o que passou a despertar incertezas no setor privado.

O secretário-executivo do ministério, Marcos Montes, chegou a afirmar ao Valor que Pequim poderia habilitar mais plantas do Brasil já na semana passada, antes mesmo de uma viagem da ministra Tereza Cristina que estava agendada para o dia 18. As autorizações não vieram, e o retorno da ministra à China - ela esteve no país em maio - posteriormente também foi adiado e não há uma nova data para a visita.

O adiamento ocorreu porque o ministro da Administração Geral da Aduana Chinesa (GACC), Ni Yuefeng, comunicou o Ministério da Agricultura que não poderia mais receber Tereza Cristina na data que havia sido acordada, por problemas em sua agenda. Diante do imprevisto, existe agora uma possibilidade de a ministra integrar a comitiva do presidente Jair Bolsonaro que embarcará para Pequim em setembro próximo, apurou o Valor.

No fim do mês de julho, técnicos chineses começaram a testar um modelo novo de inspeção em frigoríficos brasileiros realizado por meio de videoconferência, processo que dispensa a auditoria in loco. A avaliação inicial em Brasília foi que o processo estava sendo bem-sucedido, mas o Ministério da Agricultura ainda aguarda relatório de Pequim com os resultados da primeira rodada de inspeções que envolveu estabelecimentos de carnes de frango e suína.

A China também ainda não deu qualquer sinal de quando fará inspeções em frigoríficos de carne bovina - o que já deveria ter acontecido, na avaliação de técnicos do ministério. "Estranhamente, o assunto silenciou", disse uma fonte do governo que acompanha de perto o assunto.

Havia uma expectativa também entre executivos do segmento de carnes de que os chineses pudessem anunciar as habilitações ainda em agosto. No fim de julho, o presidente do Conselho de Administração da BRF, Pedro Parente, chegou a prever que mais três unidades da empresa seriam habilitadas "em semanas". Agora, ninguém arrisca quando isso vai acontecer.

(Valor ) (Cristiano Zaia)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 15/07
Terça-Feira, 14/07
Agências da ONU recomendam mudança na área de alimentos (10:16)
Crise? Que crise? Setor de alimentos está bombando na Bolsa (10:12)
Ajuste da oferta faz frango subir no país (08:38)
Governador do Tocantins reafirma compromisso com a iniciativa privada visando a geração de empregos (08:25)
Sistema de compartimentação abre portas para a avicultura catarinense em mercados exigentes (08:20)
Brasil importa mais que o triplo de soja nos primeiros 8 dias úteis de julho do que em todo mesmo mês de 2019 (07:39)
Apenas em 2 semanas de julho Brasil já exportou 132% a mais de milho do que todo o mês de junho (07:30)
Segunda-Feira, 13/07
Doença de Gumboro é tema do novo podcast FACTA (14:59)
Frigoríficos avícolas gaúchos investem no combate a pandemia (14:58)
OVOS/CEPEA: maior demanda e oferta limitada elevam preços (13:05)
Milho: indicador CEPEA volta a fechar acima de R$ 50/sc (13:02)
Soja: com baixo excedente, importação é a maior desde ju/16 (13:00)
PDSA desevolve cursos virtuais para garantir sanidade no RS (11:06)
Instituto Ovos Brasil e CEPEA criam ferramenta para consulta de preço de ovos (08:34)
Governo do Paraná e JBS discutem investimentos no Estado (08:00)
Uberlândia recebe anúncio de R$ 80 milhões em investimentos (07:59)
Secretaria de Saúde do Paraná acompanha atividades em frigoríficos (07:57)
Pandemia estimula consumo de frango no mercado interno e aquece exportações (07:57)
Sexta-Feira, 10/07
Com alta de 24,5%, exportações do agronegócio batem recorde para meses de junho e ultrapassam US$ 10 bilhões (13:53)
FRANGO/CEPEA: apesar de queda nos embarques, preço interno da carne está firme (07:31)
Agronegócio responde por 72% das exportações catarinenses no primeiro semestre de 2020 (07:26)
Com recordes de valores de soja e milho, VBP de 2020 é estimado em R$ 716,6 bilhões (07:25)
Comercialização de soja 2019/20 e da safra nova em junho foi mais lenta (07:10)
Quinta-Feira, 09/07
SUÍNOS/CEPEA: preços do vivo sobem em quase todas as regiões; exportações estão aquecidas (09:47)
BOI/CEPEA: indicador volta a fechar acima de R$ 220 (09:46)
Dicas para inovar no agronegócio e vender mais (08:15)
C.Vale e Pluma Agroavícola colocam em funcionamento frigorífico da Plusval (08:14)
Brasil retoma posto de maior produtor de soja do planeta (07:53)