Sexta-feira, 10 de Julho de 2020
Produção

Justiça alemã valida morte de milhões de pintos machos na indústria
São Paulo, SP, 14 de Junho de 2019 - A mais alta instância judiciária alemã considerou, nesta quinta-feira, que o setor avícola poderá continuar eliminando milhões de pintos machos até que seja possível aplicar métodos que permitam a diferenciação de sexo na produção de ovos em larga escala.

A Corte Administrativa Federal teve de decidir se era possível matar, em geral por trituração, os pintos machos em conformidade com o primeiro artigo da lei sobre a proteção dos animais, segundo a qual “ninguém tem o direito de infligir aos animais dores, sofrimentos ou danos sem motivos razoáveis”.

“A prática atual (de eliminar os pintos machos) se baseia em um motivo razoável até o surgimento, em um prazo próximo ‘a priori’, de métodos para determinar o sexo no ovo”, declarou a juíza Renate Philipp.

Assim como as duas instâncias precedentes, a Corte considerou que os interesses econômicos dos criadouros de galinhas poedeiras eram prioridade por enquanto, avaliando que os machos não eram úteis na indústria e caros demais para se reproduzirem. A cada ano, 45 milhões de pintos machos são sacrificados.

A origem do litígio revisto pela Corte remonta a 2013, quando o Ministério da Agricultura da região de Renânia do Norte-Westfália quis proibir a eliminação em massa dos pintos. Os criadouros atacaram a decisão, porém, e ganharam nas jurisdições do estado regional e, agora, em nível federal.

Essa prática foi muito polêmica na Alemanha. A ministra da Agricultura, Julia Klöckner, é uma de suas principais opositoras.
“Matar os animais depois de seu nascimento por causa de seu sexo não é possível”, disse a ministra ao jornal regional “Rheinische Post”, acrescentando que oito milhões de euros foram desbloqueados para buscar outras alternativas.

Vários métodos de diferenciação de sexo no ovo, que permitem destruir os machos antes da eclosão, estão sendo testados atualmente – sobretudo, na Alemanha e na Holanda -, mas estes métodos ainda não podem ser aplicados em escala industrial.
(Isto É Dinheiro) (Redação)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sexta-Feira, 10/07
Com alta de 24,5%, exportações do agronegócio batem recorde para meses de junho e ultrapassam US$ 10 bilhões (13:53)
FRANGO/CEPEA: apesar de queda nos embarques, preço interno da carne está firme (07:31)
Agronegócio responde por 72% das exportações catarinenses no primeiro semestre de 2020 (07:26)
Com recordes de valores de soja e milho, VBP de 2020 é estimado em R$ 716,6 bilhões (07:25)
Comercialização de soja 2019/20 e da safra nova em junho foi mais lenta (07:10)
Quinta-Feira, 09/07
SUÍNOS/CEPEA: preços do vivo sobem em quase todas as regiões; exportações estão aquecidas (09:47)
BOI/CEPEA: indicador volta a fechar acima de R$ 220 (09:46)
Dicas para inovar no agronegócio e vender mais (08:15)
C.Vale e Pluma Agroavícola colocam em funcionamento frigorífico da Plusval (08:14)
Brasil retoma posto de maior produtor de soja do planeta (07:53)
Quarta-Feira, 08/07
Produção de grãos deve atingir 251,4 milhões de toneladas segundo levantamento da Conab (11:32)
Indústria global de carne de aves se recupera gradualmente, mas 2º semestre pode trazer volatilidade (09:12)
Nui Markets vê bom potencial no Brasil (09:10)
Exportadores do Brasil propõem testar carne para acalmar China (09:10)
Exportação de grãos deve beirar recorde (09:09)
Terça-Feira, 07/07
Teste rápido é inútil para conter a covid-19 dentro de frigoríficos (09:25)
Falha em busca ativa justifica testes de anticorpos, diz MPT (09:23)
Preços mais firmes para o farelo de soja (08:47)
Podcast FACTA: novo episódio será sobre a utilização da tecnologia NIR para análises rápidas e eficientes na alimentação animal (08:02)
Segunda-Feira, 06/07
Hisex apresenta novo gestor da linhagem de poedeiras (17:33)
China suspende exportações de mais duas unidades brasileiras (09:47)
Terceirização em frigoríficos da Alemanha na berlinda (09:45)
Ovos/CEPEA: cotações encerram junho em queda (09:43)
Milho/CEPEA: movimento de alta continua, e indicador se aproxima dos R$50/sc (09:41)
Soja sobe forte nesta 2ª feira (08:28)
JBS recebe aval para reabrir unidade de Passo Fundo após surto de Covid-19 (07:28)
Saúde pública JBS recebe aval para reabrir unidade de Passo Fundo após surto de Covid-19 (07:25)