Domingo, 31 de Maio de 2020
Empresas

Polímero Superabsorvente da Evonik traz benefício à produção florestal
Campinas, SP, 31 de Maio de 2019 - Como uma das líderes mundiais em especialidades químicas, a Evonik está presente no setor do agronegócio com inúmeras soluções inovadoras para aumentar a produtividade no campo por meio do uso racional dos recursos naturais.

Entre estas soluções está a linha de produtos Creasorb, que contempla os Polímeros Superabsorventes utilizados na agricultura e outros segmentos. Um dos destaques é o STOCKOSORB® 660, desenvolvido especialmente para o uso na produção agrícola.

Este Polímero Superabsorvente (SAP) altamente reticulado é capaz de absorver e disponibilizar às plantas um grande volume de água de até 300 vezes o seu próprio peso. Em contato com a água, os cristais sintéticos (grânulos) “incham” rapidamente, formando o hidrogel através da absorção e retenção de água, nutrientes e ativos, que são liberados para a planta de forma gradual e eficiente durante o processo de secagem do solo.

Esta absorção de nutrientes ocorre através da troca de cátions que são liberados gradualmente para as plantas de acordo com o Processo Osmótico. “Desta forma, o STOCKOSORB® 660 pode ser aplicado em cultivos perenes, semi-perenes e anuais, como Silvicultura, Cafeicultura, Citricultura, Cultivo de Cana-de-Açúcar, Horticultura, Paisagismo, Gramados e Sojicultura, entre outros”, explica Henrique Oliveira, Executivo de Contas da linha Agro, da Evonik.

Vantagens para o solo e a planta

Para o solo, além de melhorar a capacidade de retenção de água, o STOCKOSORB® 660 atua na melhora das características físicas, promove a descompactação; reduz a taxa de erosão e a perda de nutrientes por lixiviação; aumenta a capacidade de troca catiônica (CTC); e é fonte de K2O.

Na planta, promove o aumento da taxa de sobrevivência das mudas; possibilita o plantio em condições extremas de solo e clima; aumenta a produtividade e qualidade da cultura; promove aumento da biomassa das raízes e uniformidade da cultura; prolonga “shelf-life” (sobrevida) de mudas e plantas; e confere maior vigor e sanidade à cultura.

Sustentabilidade

STOCKOSORB® 660 não é tóxico e é ambientalmente correto: biodegradável, não contamina plantas, solo ou lençóis freáticos. Possui degradação fúngica (Phanerochaete chrysosporium, Pleurotus ostreatus, etc.) e bacteriana. O produto será totalmente solubilizado e mineralizado, após um período de 6 a 8 anos.

Pesquisas demonstram que o SAP é completamente reintegrado no ciclo do carbono do solo, sem quaisquer efeitos negativos ou tóxicos no solo e/ou sobre os microrganismos. Isento de acrilamida, promove o uso racional de água e nutrientes e, consequentemente, o menor custo de plantio e irrigações.





Utilizado em solos e substratos o produto aumenta a eficiência do uso de água, nutrientes e ativos, possibilita o plantio em condições extremas e aumenta o rendimento e qualidade das culturas.

Informações sobre a empresa

A Evonik é uma das empresas líderes mundiais em especialidades químicas. O foco em negócios atraentes do segmento de especialidades, a capacidade de inovação orientada aos clientes, além de uma cultura corporativa confiável e voltada a resultados compõem a essência de sua estratégia corporativa. Essas características formam a alavanca para um crescimento lucrativo e um aumento sustentado do valor da empresa. Com mais de 36.000 colaboradores, a Evonik atua em mais de 100 países no mundo inteiro, beneficiando-se especialmente de sua proximidade dos clientes e de suas posições de liderança de mercado. No ano fiscal de 2018, a empresa gerou vendas de 15 bilhões de euros e um lucro operacional (EBITDA ajustado) de 2,6 bilhões de Euros.

Sobre Nutrition & Care

O segmento Nutrition & Care, dirigido pela Evonik Nutrition & Care GmbH, contribui para o atendimento das necessidades humanas básicas, incluindo aplicações para bens de consumo de uso diário, nutrição animal e cuidados com a saúde. Com cerca de 8.200 colaboradores, esse segmento gerou vendas da ordem de 4,6 bilhões de euros em 2018.
(Evonik) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Domingo, 31/05
Sexta-Feira, 29/05
Semana teve poucas alterações nos preços físico do milho (09:59)
China deixará mercado de frango dos EUA durante recuperação (09:48)
Conselho do FCO aprova R$ 146,1 milhões em investimentos em MS (09:47)
Alojamento de pintos de corte caiu menos do que o esperado pela Apinco (09:46)
Soja: mercado ainda caminha de lado na Bolsa de Chicago nesta 6ª feira (08:02)
FRANGO/CEPEA: poder de compra frente ao farelo de soja é o mais baixo em dois anos (07:53)
Preço do boi gordo teve um ganho de 1,23% nesta semana no RS (07:44)
Suíno: cotação caiu 3,4% nas granjas paulistas em uma semana (07:41)
Preços para a suinocultura independente têm leve alta ou estabilidade nesta semana (07:40)
Suínos: mês se encaminha para o final com cotações mistas (07:37)
Milho cai no mercado físico com início da colheita, mas sobe na B3 (07:28)
Soja em Chicago pode mudar patamar de preços com influência do mercado climático nos EUA a partir de junho (07:21)
Produtores de soja tiveram 1º quadrimestre com resultado financeiro positivo (07:19)
Quinta-Feira, 28/05
Por um país mais cooperativo, por Francisco Turra (10:17)
Milho começa a 5ª feira subindo na B3 e em Chicago (09:35)
Frigoríficos temem perder mercado após interdições por Covid-19 (09:30)
BRF busca manter oferta ajustada às curvas da demanda (09:19)
Frango Americano projeta crescimento de 30% com apoio do Governo do Tocantins (09:18)
Pandemia já afeta produção de carne bovina (09:15)
Pela primeira vez, produção global de carne de frango deve ser maior que a de proteína suína (09:11)
Aviagen Brasil mostra espírito solidário com doações no interior de São Paulo (09:04)
Soja caminha de lado em Chicago nesta 5ª feira (08:32)
Suínos: vendas aumentam e elevam preços em maio (08:15)
Boi Gordo: mercado externo aquecido e menor oferta interna sustentam preços (08:13)
Indústrias estão oferecendo mais pela arroba do boi gordo (08:10)
Milho cai no mercado físico e na B3 seguindo baixa do dólar (08:03)
Soja brasileira está US$0,10/bushel mais cara que a americana (08:00)
Quarta-Feira, 27/05
Sindirações lança guia de boas práticas na indústria de alimentação animal para o enfrentamento da Covid-19 (15:23)
Milho: 4ª feira começa com resultados em campo misto na B3 (09:29)
PIB agropecuário crescerá até 2,5%,diz Ipea (09:13)
Mais proteína na cesta básica (09:12)
Soja em Chicago dá continuidade às últimas altas e segue em campo positivo nesta 4ª feira (08:50)
Agroindústrias de SC doam R$ 35 milhões para o combate à pandemia (08:24)
Ministra destaca trabalho do Mapa para garantir abastecimento durante a pandemia (08:21)
Suínos: cotações começam a ceder, principalmente para animal vivo (08:12)
Milho cai no mercado físico e na B3 nesta 3ª feira (08:10)
Boi: vencimentos futuros finalizam a 3ª feira com leves baixas na B3 (08:08)
Boi Gordo registra pouca oferta de boiadas e sem progresso nas escalas de abate (08:06)
Mercado climático pode fazer soja em Chicago buscar os US$ 9,00/bushel (08:00)
USDA: plantios de soja e milho avançam bem nos EUA e ficam dentro das expectativas (07:55)
Senado aprova prorrogação de vencimento de dívidas rurais (07:51)
Operações de embarque de grãos em berço de Paranaguá param após caso de Covid-19 (07:49)
Terça-Feira, 26/05
ACAV reitera compromisso firmado com o governo de SC em busca de soluções adequadas ao Estado (10:17)
Maioria dos funcionários da BRF volta ao trabalho em SC (08:49)
Empresários preveem que oferta de produtos agrícolas será mantida (08:48)
Preços do milho andam de lado no mercado brasileiro (08:37)
Soja sobe em Chicago nesta 3ª feira, retomando negócios pós feriado nos EUA em campo positivo (08:36)
CNA e FEBRABAN discutem medidas estruturantes para o Agro (08:31)
Suíno: cotações mistas e altas mais discretas nesta segunda-feira (08:26)
Exportação de suínos deve ser recorde em maio; no caso das aves, preços vêm caindo (08:24)
Mais de 93% dos trabalhadores da BRF em Concórdia/SC voltam ao trabalho (08:18)
Em SP, antecipação do feriado deixou mercado do boi calmo (08:09)
Contratos futuros do boi finalizam a sessão desta 2ª feira sem grandes movimentações na B3 (08:07)
Média diária exportada de carne bovina in natura teve um aumento de 34,54% frente ao ano passado (08:06)
Milho se movimenta pouco no mercado físico brasileiro (08:05)
Soja: semana começa com foco do produtor nos prêmios diante da pressão do dólar e de Chicago (08:00)
Exportação de soja do Brasil alcança 12,2 mi t no mês e já supera maio de 2019 (07:50)