Domingo, 31 de Maio de 2020
Empresas

Evonik lança novo método rápido e confiável para avaliar a qualidade de matérias-primas
Campinas, SP, 20 de Março de 2019 - A Evonik lançou um novo serviço analítico de uso rápido e fácil para avaliar a qualidade nutricional de grãos secos de destilaria com solúveis (DDGS). Até o presente momento, a indústria não dispunha de testes confiáveis para avaliar a qualidade do DDGS de milho durante o processo de recebimento da matéria-prima. O novo AMINORED 2.0 da Evonik – único no mercado - foi desenvolvido para fechar essa lacuna.

A mais nova atualização do AMINORED 2.0 permite aos usuários avaliar de maneira rápida e confiável o valor nutricional do DDGS de milho usado na produção de rações, detectando os impactos do processamento. De modo crítico, ele distingue lotes superprocessados e revela o grau de superprocessamento; uma grande preocupação no DDGS de milho.

Sem o teste, os nutricionistas costumam aplicar altas margens de segurança ao DDGS de milho e usam baixos coeficientes de digestibilidade a fim de minimizar os riscos, uma vez que a qualidade varia de uma fábrica para a outra, e até mesmo dentro da mesma fábrica. Até 20 pontos percentuais de diferença foram relatados nos níveis de digestibilidade. Por exemplo, a digestibilidade da lisina (Lis) em suínos variava de 44% a 63%.

“Com fornecimentos globais em quantidade insuficiente e preços mais altos para as matérias-primas padrão para alimentação animal, há uma tendência a favor do aumento do uso de ingredientes alternativos. Uma melhor compreensão do DDGS e uma avaliação precisa de sua qualidade permite a formulação de rações mais precisas e, com o tempo, aumenta o rendimento na produção animal”, afirma Ingolf Reimann, responsável por Serviços Analíticos na linha de negócios de Nutrição Animal.

“O superprocessamento exerce impacto negativo sobre o valor nutricional do DDGS, uma vez que os aminoácidos são destruídos, e a sua digestibilidade é reduzida. Quando esses impactos não são levados em conta nas formulações, o desempenho dos animais e os níveis de lucratividade dos produtores serão prejudicados”, acrescenta.

O AMINORED 2.0 permite calibrações separadas para materiais moídos e não moídos. Isso inclui calibrações para material não moído quando são necessários resultados imediatos, por exemplo, para materiais recebidos na área de pesagem. Quando os produtores necessitam de uma análise mais precisa, por exemplo para a formulação de rações, eles podem escolher as calibrações do material de moagem.

As novas calibrações são modernas do ponto de vista da qualidade da amostra e variabilidade em base global. A precisão das calibrações foi comprovada por validações com amostras independentes. Os DDGS são coproduto rico em nutrientes da produção de etanol moído a seco, e são usados como ingrediente na nutrição animal para aumentar o teor de energia e proteína da ração.

Informações sobre a empresa

A Evonik é uma das empresas líderes mundiais em especialidades químicas. O foco em negócios atraentes do segmento de especialidades, a capacidade de inovação orientada aos clientes, além de uma cultura corporativa confiável e voltada a resultados compõem a essência de sua estratégia corporativa. Essas características formam a alavanca para um crescimento lucrativo e um aumento sustentado do valor da empresa. Com mais de 36.000 colaboradores, a Evonik atua em mais de 100 países no mundo inteiro, beneficiando-se especialmente de sua proximidade dos clientes e de suas posições de liderança de mercado. No ano fiscal de 2018, a empresa gerou vendas de 15 bilhões de euros e um lucro operacional (EBITDA ajustado) de 2,6 bilhões de Euros.

Sobre Nutrition & Care

O segmento Nutrition & Care, dirigido pela Evonik Nutrition & Care GmbH, contribui para o atendimento das necessidades humanas básicas, incluindo aplicações para bens de consumo de uso diário, nutrição animal e cuidados com a saúde. Com cerca de 8.200 colaboradores, esse segmento gerou vendas da ordem de 4,6 bilhões de euros em 2018.
(Evonik) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Domingo, 31/05
Sexta-Feira, 29/05
Semana teve poucas alterações nos preços físico do milho (09:59)
China deixará mercado de frango dos EUA durante recuperação (09:48)
Conselho do FCO aprova R$ 146,1 milhões em investimentos em MS (09:47)
Alojamento de pintos de corte caiu menos do que o esperado pela Apinco (09:46)
Soja: mercado ainda caminha de lado na Bolsa de Chicago nesta 6ª feira (08:02)
FRANGO/CEPEA: poder de compra frente ao farelo de soja é o mais baixo em dois anos (07:53)
Preço do boi gordo teve um ganho de 1,23% nesta semana no RS (07:44)
Suíno: cotação caiu 3,4% nas granjas paulistas em uma semana (07:41)
Preços para a suinocultura independente têm leve alta ou estabilidade nesta semana (07:40)
Suínos: mês se encaminha para o final com cotações mistas (07:37)
Milho cai no mercado físico com início da colheita, mas sobe na B3 (07:28)
Soja em Chicago pode mudar patamar de preços com influência do mercado climático nos EUA a partir de junho (07:21)
Produtores de soja tiveram 1º quadrimestre com resultado financeiro positivo (07:19)
Quinta-Feira, 28/05
Por um país mais cooperativo, por Francisco Turra (10:17)
Milho começa a 5ª feira subindo na B3 e em Chicago (09:35)
Frigoríficos temem perder mercado após interdições por Covid-19 (09:30)
BRF busca manter oferta ajustada às curvas da demanda (09:19)
Frango Americano projeta crescimento de 30% com apoio do Governo do Tocantins (09:18)
Pandemia já afeta produção de carne bovina (09:15)
Pela primeira vez, produção global de carne de frango deve ser maior que a de proteína suína (09:11)
Aviagen Brasil mostra espírito solidário com doações no interior de São Paulo (09:04)
Soja caminha de lado em Chicago nesta 5ª feira (08:32)
Suínos: vendas aumentam e elevam preços em maio (08:15)
Boi Gordo: mercado externo aquecido e menor oferta interna sustentam preços (08:13)
Indústrias estão oferecendo mais pela arroba do boi gordo (08:10)
Milho cai no mercado físico e na B3 seguindo baixa do dólar (08:03)
Soja brasileira está US$0,10/bushel mais cara que a americana (08:00)
Quarta-Feira, 27/05
Sindirações lança guia de boas práticas na indústria de alimentação animal para o enfrentamento da Covid-19 (15:23)
Milho: 4ª feira começa com resultados em campo misto na B3 (09:29)
PIB agropecuário crescerá até 2,5%,diz Ipea (09:13)
Mais proteína na cesta básica (09:12)
Soja em Chicago dá continuidade às últimas altas e segue em campo positivo nesta 4ª feira (08:50)
Agroindústrias de SC doam R$ 35 milhões para o combate à pandemia (08:24)
Ministra destaca trabalho do Mapa para garantir abastecimento durante a pandemia (08:21)
Suínos: cotações começam a ceder, principalmente para animal vivo (08:12)
Milho cai no mercado físico e na B3 nesta 3ª feira (08:10)
Boi: vencimentos futuros finalizam a 3ª feira com leves baixas na B3 (08:08)
Boi Gordo registra pouca oferta de boiadas e sem progresso nas escalas de abate (08:06)
Mercado climático pode fazer soja em Chicago buscar os US$ 9,00/bushel (08:00)
USDA: plantios de soja e milho avançam bem nos EUA e ficam dentro das expectativas (07:55)
Senado aprova prorrogação de vencimento de dívidas rurais (07:51)
Operações de embarque de grãos em berço de Paranaguá param após caso de Covid-19 (07:49)
Terça-Feira, 26/05
ACAV reitera compromisso firmado com o governo de SC em busca de soluções adequadas ao Estado (10:17)
Maioria dos funcionários da BRF volta ao trabalho em SC (08:49)
Empresários preveem que oferta de produtos agrícolas será mantida (08:48)
Preços do milho andam de lado no mercado brasileiro (08:37)
Soja sobe em Chicago nesta 3ª feira, retomando negócios pós feriado nos EUA em campo positivo (08:36)
CNA e FEBRABAN discutem medidas estruturantes para o Agro (08:31)
Suíno: cotações mistas e altas mais discretas nesta segunda-feira (08:26)
Exportação de suínos deve ser recorde em maio; no caso das aves, preços vêm caindo (08:24)
Mais de 93% dos trabalhadores da BRF em Concórdia/SC voltam ao trabalho (08:18)
Em SP, antecipação do feriado deixou mercado do boi calmo (08:09)
Contratos futuros do boi finalizam a sessão desta 2ª feira sem grandes movimentações na B3 (08:07)
Média diária exportada de carne bovina in natura teve um aumento de 34,54% frente ao ano passado (08:06)
Milho se movimenta pouco no mercado físico brasileiro (08:05)
Soja: semana começa com foco do produtor nos prêmios diante da pressão do dólar e de Chicago (08:00)
Exportação de soja do Brasil alcança 12,2 mi t no mês e já supera maio de 2019 (07:50)