Domingo, 23 de Fevereiro de 2020
Exportação

Blairo acompanha Temer na reunião do Brics na China

Ministro da Agricultura também participará de encontros com investidores
Brasília, DF, 31 de Agosto de 2017 - O ministro Blairo Maggi (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) acompanha o presidente Michel Temer na 9ª reunião de Cúpula do Brics, bloco formado pelo Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, que ocorrerá de domingo (3) a terça-feira (5) da próxima semana, na cidade de Xiamen, na província de Fujian, na costa sudeste da China. O tema deste ano é Parceria mais forte para um futuro mais brilhante.

De acordo com Maggi, o encontro servirá para aprofundar a cooperação econômica entre os países do bloco, eliminando obstáculos ao livre comércio no Brics. A China, por exemplo, é hoje o maior parceiro comercial do agronegócio brasileiro. O principal produto importado pelo mercado chinês é a soja em grão. De janeiro a julho deste ano, a China importou 39,4 milhões de toneladas de soja, com receita de US$ 14,86 bilhões.

“O Brasil deverá provocar o governo chinês na questão do comércio, que precisamos ampliar para abrirmos mais espaço para vender mais para eles ”, disse o ministro. A China só aceita produtos in natura. Por isso, não compra óleo ou farelo de soja, há taxação sobre esses produtos.

Maggi considera fundamental exportar com mais valor agregado. “O Brasil tem que industrializar mais e vender produtos com maior valor agregado para eles. Então, nesse sentido, tem como avançar. Teríamos que ter uma cota de produtos para vender dentro da China.”

Na avaliação de Maggi, também é possível ampliar a participação das carnes brasileiras no mercado chinês. Atualmente, assinala o ministro, o Brasil tem limitação de plantas frigoríficas para exportar à China. “Isso pode ser ampliado para que possamos fornecer mais alimentos para eles. É nessa direção que temos que avançar.”

Seminário

A cerimônia de abertura do Fórum de Negócios dos Brics será domingo (3), das 15h30 às 16h. Na segunda-feira (4), pela manhã, está prevista a reunião dos líderes dos Brics. Na parte da tarde, ocorrerá o Diálogo dos líderes com o Fórum de Negócios dos Brics. No último dia, terça (5), de 10h10 às 11h45, haverá o Dialogo de Mercados Emergentes e Países em desenvolvimento.

A delegação brasileira também terá reuniões com autoridades chinesas e participará do Seminário de Oportunidades de Investimentos no Brasil, sexta (1º) e sábado (2), no Hotel St. Regis, em Pequim.

Os ministros Blairo Maggi, Maurício Quintella (Transportes) e Fernando Coelho Filho (Minas e Energia) participarão do painel Oportunidades de Investimento em infraestrutura, transporte, energia e agronegócio, no sábado (2), de 9h30 às 10h45.

O seminário de investimentos apresentará o potencial de investimento, em infraestrutura e logística, para o escoamento da produção agrícola brasileira.

Além disto, serão realizadas rodadas de investimentos, em reuniões one-to-one com investidores e fundos, quando será apresentado o portfólio de oportunidades nos mais variados segmentos do agronegócio brasileiro. O portfólio conta com 30 projetos que representam US$ 1,3 bilhão.

No encontro em Pequim, os participantes poderão degustar cachaças, cafés especiais, confeitos e churrasco brasileiro.

Além de Maggi, a delegação do Mapa é formada pelo secretário de Relações Internacionais do Agronegócio, Odilson Ribeiro e Silva, e pelo diretor do Departamento de Promoção Internacional do Agronegócio, Evaldo da Silva Júnior. A missão viaja nesta quarta (30/8) e retorna na próxima quinta-feira (7).
(Mapa) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Domingo, 23/02
Sexta-Feira, 21/02
Unidade brasileira da Vetanco realiza Convenção de Vendas 2020 (15:07)
Cadeia de frango da China se abre em meio ao caos das medidas de vírus (13:58)
Frango: apesar da fraca demanda, custo de produção elevado faz com que avicultor aumente preço (13:40)
Cotações do milho no mercado físico tem perdido força (13:30)
Milho: cotações registram leves altas em Chicago (13:25)
Soja: à espera de novas compras da China, mercado em Chicago segue estável (13:22)
Programa Ovos RS promove curso de Boas Práticas de Fabricação para Fábricas de Ração (09:33)
Boi: preços de balcão em SP giram ao redor de R$200,00/@ (09:15)
Praticamente metade da safra do milho já está colhida no RS (08:38)
Surto de vírus não mudará compromissos da China de comprar produtos dos EUA (08:37)
CNA diz que MP do Agro dá mais alternativas de financiamento e simplifica acesso ao crédito (08:26)
Suíno: animal vivo segue valorizado nas principais praças (07:55)
Mercado do boi gordo está firme (07:53)
Oferta restrita dá sustentação ao mercado de carne bovina no atacado (07:52)
Milho fecha a 5ª feira desvalorizado em Chicago após encontro do USDA (07:51)
Soja mais barata no Brasil do que nos EUA pressiona Chicago mais uma vez (07:48)
Quinta-Feira, 20/02
Exportações de genética avícola decrescem em janeiro (11:03)
Suínos: poder de compra frente ao milho é o mais baixo desde Fev/19 (10:22)
Boi: abate cai no final de 2019 e confirma baixa oferta (10:21)
Milho: Vendedores tem mostrado interesse em negociar, enquanto o comprador se abastece para os próximos dias (09:20)
Boi: A queda das cotações no mercado atacadista influenciou as tentativas de compra (09:16)
Vetanco participa do Show Rural Coopavel 2020 (09:01)
Milho abre a 5ª feira com baixas em Chicago à espera de números do USDA (09:00)
Soja recua em Chicago nesta 5ª feira (08:00)
Suíno: cotações estáveis em São Paulo; animal vivo segue valorizado nas principais praças produtoras (07:16)
APA divulga programa definitivo do Congresso de Ovos 2020 (07:01)
CNA discute impactos da reforma tributária para o Agro (06:59)
Pouco boi provoca alta significativa no Norte do país (06:55)
Milho cai em Chicago nesta 4ª feira (06:51)
Poucos negócios novos com a soja brasileira (06:48)
Quarta-Feira, 19/02
Katayama Alimentos é a primeira indústria brasileira a produzir ovos em grande escala com o “Certificado Ovos Livres de Antibióticos” (14:38)
Avicultores conferem as tendências dos mercados de grãos e ovos no primeiro Qualificaves de 2020 (14:34)
Milho: aos poucos os vendedores tem ofertado mais volumes (10:36)
China garantirá mais fornecimento de aves em meio a epidemia (10:30)
ABPA vai propor criação de sistema de prevenção à gripe aviária no Cone Sul (10:01)
Tocantins registrou a maior alta para o boi gordo em fevereiro (09:32)
Milho abre a quarta-feira levemente em queda na Bolsa de Chicago (08:45)
Soja em Chicago segue caminhando de lado nesta 4ª feira, Brasil ainda tem preços firmes (08:30)
Embarque da China para Brasil cai 50% (08:07)
Suíno: cotações seguem subindo (07:14)
China alerta para impacto do coronavírus sobre suprimento de frango e ovos (07:12)
Turra projeta crescimento na produção de carne suína e de frangos (07:10)
Milho sobe em Chicago nesta terça-feira (07:05)
Isenção tarifária e a redução dos fretes marítimos abrem portas para demanda chinesa sobre a soja americana (07:00)
Terça-Feira, 18/02
ABPA apoia VI AVISULAT 2020 (14:46)
APA e CDA dão oportunidade de treinamento para a habilitação de emissão de GTA durante o Congresso de Ovos (12:38)
Milho abre a 3ª feira com altas em Chicago após feriado americano (09:25)
Brasil quer criar bloco continental para defesa sanitária (08:28)
Suíno: São Paulo começa a semana com aumento no preço da arroba suína (08:18)
Soja: mercado opera em alta na Bolsa de Chicago com volta do feriado dos EUA (08:15)
Sem movimentações em Chicago, milho sobe na B3 nesta 2ª feira (08:12)
Disponibilidade ainda limitada de soja no Brasil provoca altas comedidas nos fretes (08:00)
IPPA/CEPEA: índice inicia 2020 em queda (07:50)