Quinta-feira, 27 de Fevereiro de 2020
Empresas

Big Dutchman aposta na produção nacional de proteína animal e apresenta lançamentos no SIAVS 2017

Multinacional alemã participa do evento com suas soluções completas em automação para aumentar eficiência do setor de aves e suínos
São Paulo, SP, 30 de Agosto de 2017 - Focada em oferecer tecnologia e automação aos produtores de aves e suínos do Brasil a Big Dutchman, subsidiária da maior empresa de fabricação e comercialização de equipamentos para os setores, participará do SIAVS 2017 – Salão Internacional de Avicultura e Suinocultura, com suas soluções e inovações para granjas brasileiras.

O evento que será realizado entre 29 e 31 de agosto de 2017, no Anhembi Parque, em São Paulo (SP), será palco da apresentação das mais recentes tecnologias globais em automação, desenvolvidas pela empresa e que foram adaptadas para a realidade da produção de aves e suínos no Brasil.

“A Big Dutchman aposta no SIAVS como vitrine para o lançamento de suas soluções para o mercado e, participa do evento com seus novos produtos que auxiliaram no aumento da eficiência das granjas na produção nacional de proteína animal”, afirma o Diretor geral da Big Dutchman Brasil, John Freshel.

Dentre os destaques da empresa no evento está o controlador de climatização Vento, equipamento ideal para ser utilizado em granjas de suínos e aves (frango de corte, postura comercial e matrizes), especialmente para aquelas localizadas em áreas de clima quente. “O Vento é o controlador ideal para o produtor que está iniciando a automação de sua granja. Ele ajuda a melhorar a climatização do galpão e a melhorar a performance dos animais. Simples e prático o produto é fácil de instalar e também de ser colocado em funcionamento”, destaca John.

A empresa também destaca no evento o NATURA70, um equipamentos para postura que foi desenvolvido visando a redução dos esforços de gestão e ao mesmo tempo o aumento da eficiência produtiva. “Esse equipamento foi desenvolvido para aviários modernos que possuem sua atuação voltada a produção de ovos cage-free. Sua estrutura possibilita que os animais possam agir conforme seu comportamento natural”, ressalta o Business Unit Postura Comercial, Anderson Guedes.

Para suinocultura o destaque é o sistema de alimentação eletrônica CallMatic 2, desenvolvido para matrizes em gestação com alojamento em baias coletivas. Esse sistema integra as condições ideais do bem-estar animal com o método de alimentação adaptado as exigências individuais de cada matriz. “A alimentação controlada individualmente por computador permite que o fornecimento de alimentos seja feito com precisão para cada animal. O sistema garante ao produtor matrizes saudáveis e robustas, além de um melhor uso do galpão”, explica o Business Unit Suinocultura, Vilceu Oliveira.

“Nossas soluções, que serão apresentadas no SIAVS buscam, cada vez mais, trazer para os produtores brasileiros soluções completas que auxiliem no aumento da eficiência produtiva das granjas e a melhora constante da qualidade do produto oferecido ao mercado. A feira é uma grande oportunidade para apresentarmos nossas novidades não só para o mercado nacional, mas também para visitantes de toda a América Latina”, finaliza John.

Sobre a Big Dutchman

Com sede na cidade de Araraquara (SP), a Big Dutchman Brasil é, desde 2000, a representação em solo brasileiro da maior empresa de equipamentos para criação de aves e suínos do mundo. A Big Dutchman Brasil é uma importante empresa com atuação destacada no mercado nacional e no Mercosul, demonstrando que a herança septuagenária continua viva nas mãos competentes que renovam a história.

Atualmente, são 200 agentes em cerca de 80 países em todo o mundo, unidades de venda em 16 países nos cinco continentes e unidades fabris e centros de logística na Alemanha, Brasil, EUA, África do Sul, Rússia, Malásia e China. Só no Brasil são mais de 50 representantes de vendas que atuam nas regiões para aproximar a marca de seus clientes.

Mais informações: http://bigdutchman.com.br/
(Big Dutchmann) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quinta-Feira, 27/02
Quarta-Feira, 26/02
Ovos: cotações mensais atingem recorde nominal (13:37)
Milho: cotações continuam em alta em praticamente todas as regiões (13:32)
Soja: apesar do avanço da colheita, preços seguem firmes (13:30)
Brasil deve produzir 10,5 mi de t de carne bovina em 2020, diz USDA (11:02)
Milho abre a 4ª feira estável em Chicago (09:40)
Soja tem estabilidade e leve recuo em Chicago nesta 4ª feira (08:00)
Empresa avícola paranaense monitora qualidade de água gerada em suas operações por meio de bioindicadores (07:37)
Commodities agrícolas registram alta mesmo em novo dia de aversão com o coronavírus (07:34)
Terça-Feira, 25/02
Segunda-Feira, 24/02
Estados Unidos reabrem mercado para carne in natura do Brasil (15:05)
Sexta-Feira, 21/02
Unidade brasileira da Vetanco realiza Convenção de Vendas 2020 (15:07)
Cadeia de frango da China se abre em meio ao caos das medidas de vírus (13:58)
Frango: apesar da fraca demanda, custo de produção elevado faz com que avicultor aumente preço (13:40)
Cotações do milho no mercado físico tem perdido força (13:30)
Milho: cotações registram leves altas em Chicago (13:25)
Soja: à espera de novas compras da China, mercado em Chicago segue estável (13:22)
Programa Ovos RS promove curso de Boas Práticas de Fabricação para Fábricas de Ração (09:33)
Boi: preços de balcão em SP giram ao redor de R$200,00/@ (09:15)
Praticamente metade da safra do milho já está colhida no RS (08:38)
Surto de vírus não mudará compromissos da China de comprar produtos dos EUA (08:37)
CNA diz que MP do Agro dá mais alternativas de financiamento e simplifica acesso ao crédito (08:26)
Suíno: animal vivo segue valorizado nas principais praças (07:55)
Mercado do boi gordo está firme (07:53)
Oferta restrita dá sustentação ao mercado de carne bovina no atacado (07:52)
Milho fecha a 5ª feira desvalorizado em Chicago após encontro do USDA (07:51)
Soja mais barata no Brasil do que nos EUA pressiona Chicago mais uma vez (07:48)