Simpósio OvoSite: Comunicação com o consumidor é a chave para o crescimento do consumo

Unidade entre os produtores também é preciso

Novamente sucesso de público, a 3ª edição do Simpósio OvoSite, organizado pelo OvoSite (www.ovosite.com.br) e pela ABPA, que aconteceu dia 29 de agosto dentro das atividades do Salão Internacional de Avicultura (SIAVS) tornou-se o centro de análises para o setor de postura durante o evento.

Com o formato de uma mesa redonda, com duração de duas horas e trinta minutos, 4 palestrantes se revezaram para trazer informações para os participantes.

Veja abaixo mais informações sobre cada uma das palestras

Márcio Milan, Associação Brasileira de Supermercados (Abras)

 

“Precisamos sair da zona de conforto e conhecer o consumidor. A população passa 10 dias do mês no supermercado É onde as coisas acontecem. Visitei recentemente supermercados nos Estados Unidos e esse ano foquei nos ovos. Me chamou a atenção a comunicação que existe com o consumidor, que é a clareza sobre o que está sendo vendido”. Uma vantagem é que o ovo já está inserido no melhor local, que é o setor FLV, onde o consumidor mais vai quando volta ao mercado. O ovo está em uma área boa. Destaco também o crescimento do mini mercado e do atacarejo (local onde as pessoas vão pra fazer a compra do mês, cresceu de 31% para 44%.

Na minha opinião, o melhor local para exposição de ovos em São Paulo, levando em conta também a comunicação ideal com o consumidor,  é o Carrefour Pamplona (antigo Eldorado). Ali existem gôndolas de 3 a 4 metros para exposição de ovos”.

Maria Luiza Assunção Pimenta, Presidente da Somai Nordeste

“No passado o ovo era vendido a granel e era escolhido igual batata.

Para onde devemos caminhar? Para a extinção da venda do ovo a granel. Ele deve deixar de ser uma commodity e precisamos acabar com a grande variação de preço.

Sugiro também pensarmos na criação de um selo nacional de qualidade para o ovo e investir em embalagens mis bonitas. Em 2015, a margem de lucro dos ovos embalados e a granel da Somai estava equilibrada, sem muito ganho. Investindo no embalado, mesmo tirando o custo de produção (a própria embalagem, mão de obra, maquinário), temos obtido uma margem maior nesse produto porque tem o nosso nome”, explica.

Leandro Pinto, Presidente da Granja Mantiqueira

“Estamos vivendo um momento inesquecível, em que o ovo está sendo destacado como um alimento saudável. Podemos agora vender o ovo como uma jóia. Mas temos que aumentar o consumo per capita, o alojamento está em níveis altos. Precisamos fazer o povo comer ovo. A cada 1 ovo que aumentamos o consumo, isso significa 1 milhão de galinhas a mais”.

Javier Prida, CAPIA (Câmara Argentina de Produtores Avícolas)

“Venho para contar a experiência argentina, que em 12 anos duplicou o consumo de ovos. Em 2016, produzimos 43 milhões de aves e consumimos 12 milhões de unidades de ovos. Em 2015, consumimos entre 265 e 274 ovos per capita. A chave é ter determinação e pensar também na responsabilidade social”.

Responsive WordPress Theme Freetheme wordpress magazine responsive freetheme wordpress news responsive freeWORDPRESS PLUGIN PREMIUM FREEDownload theme freeDownload html5 theme free - HTML templates Free Top 100+ Premium WordPress Themes for 2017 Null24Free download vector for design