Sábado, 25 de Janeiro de 2020
Mercado

Ovos: expectativa de melhor evolução do consumo nos próximos dias
Campinas, 09 de Janeiro de 2020 - O mercado de ovos segue mostrando dificuldades em dar o devido escoamento às disponibilidades existentes na base produtora. Com isso, os negócios com ovos brancos e vermelhos são realizados com preços favorecidos aos compradores de acordo com a necessidade dos produtores em dar vazão aos seus excedentes.

No segundo dia útil dessa semana o preço médio da caixa de ovos brancos ficou em R$58,00, significando redução de 20% em apenas 7 dias. Informações de mercado apontam que, ontem, quarta, houve novo retrocesso nos negócios realizados.

A expectativa a partir de hoje é que o trabalhador com seu poder de compra restabelecido possa contribuir para que o consumo tenha melhor evolução nos próximos dias.


(AviSite) (Redação)
Imprimir esta notícia...Enviar esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 25/01
Sexta-Feira, 24/01
No varejo das proteínas, as da avicultura registraram as menores altas em 2019 (08:51)
Ovos: evolução diária esteve próxima da média histórica no decorrer da semana (08:15)
Quinta-Feira, 23/01
MAPA proíbe três antimicrobianos em aditivos melhoradores de desempenho (10:01)
Ovos: preços seguem sem modificações no decorrer da semana (08:18)
Granja x Varejo: produtor de ovos encerra 2019 alcançando a melhor relação de preço (08:18)
Quarta-Feira, 22/01
Ovos: semana transcorre sem novidades (08:14)
Exportação de ovos comerciais (in natura) em 2019 (08:14)
Terça-Feira, 21/01
Ovos: histórico do último decêndio traz boas possibilidades (06:46)



Últimos Clippings
Biocamp lança uma novidade para o setor avícola na IPPE 2020
Agronegócio é responsável por 77% das exportações do PR
CNA revela interesse indiano pela tecnologia brasileira de produção de frango
O apetite da Tyson Foods pelo Brasil
EUA pedem à Índia até US$ 6 bilhões em compras de produtos agrícolas, inclusive frango

Nossos Parceiros
OrffaMaxFilm
MSDseifun
Agroceresvaccinar