Quarta-feira, 17 de Outubro de 2018
Mercado

Ovos: mercado passa a condição de calmo
Campinas, 10 de Maio de 2018 - Ontem, quarta-feira daquela que deveria ser a melhor semana de negócios do mês, o mercado continuou abastecido em todos os elos da cadeia de negociação e os preços permaneceram estabilizados pelo oitavo dia consecutivo: a caixa de ovos brancos na faixa de R$58,00 a R$60,00 e os ovos vermelhos de R$58,00 a R$63,00.

Segundo a Jox Assessoria Agropecuária o mercado passou a condição de calmo e os preços parecem ter encontrado um ponto de estabilidade. Entretanto, o cenário atual não dá condições para que reajustes ocorram, sendo necessário maior ajustamento do produto nas granjas e no comércio.

Por ora, será preciso acompanhar a saída do produto nesse período que antecede o dia das mães e a necessária reposição da mercadoria.

Acompanhamento da evolução diária da caixa de ovos brancos no mercado paulista continua demonstrando grande diferença na comparação com o ano passado e a média histórica dos últimos 10 anos: o preço atual, além de sofrer queda no primeiro dia útil de negócios do mês, não dá mostra de reação. Bem diferente do verificado no ano passado e na média dos últimos 10 anos.



VEJA OS DESTAQUES DA EDIÇÃO DE MAIO DA REVISTA DO OVO

(AviSite) (Redação)
Imprimir esta notícia...Enviar esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 17/10
Terça-Feira, 16/10
OVOS: mercado segue vulnerável pelos excessos existentes (05:56)
Segunda-Feira, 15/10
Ovos: preços tem forte queda no encerramento da semana (06:51)
Preço médio semanal da caixa de ovos brancos (06:20)
Sexta-Feira, 12/10
Quinta-Feira, 11/10
Ovos: em setembro piora ainda mais a relação de preço entre granja e varejo (06:50)
Ovos: demanda é menor que a esperada pelo setor (06:49)



Últimos Clippings
Da ABPA aos candidatos
Brasil ganha mercado de soja na China, mas perde espaço para EUA na Europa
SOJA/CEPEA: dólar cai e pressiona valores internos da soja
MILHO/CEPEA: indicador recua quase 6% no acumulado do mês
Após relatório da PF, BRF defende tolerância zero e afasta 14 pessoas

Nossos Parceiros
MSDAgroceres