Sábado, 20 de Outubro de 2018
Saúde Animal

OIE alerta para risco de agravamento da Influenza Aviária
Campinas, 28 de Fevereiro de 2018 - A Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) acaba de divulgar relatório sobre a situação mundial da Influenza Aviária em aves domésticas e alerta: os antecedentes sugerem que há sério risco de agravamento da doença.

Para a OIE ocorreram, até aqui, duas grandes ondas da doença. A primeira começou em 2004 e atingiu seu pico em 2006. A partir daí, paulatinamente, a atividade do vírus decresceu e o ciclo foi considerado encerrado em 2012.

A segunda onda considerada “panzoótica” começou em 2013, apresentando atividade máxima em 2015. Mas ainda não terminou, continua em 2018. E é considerada excepcional por, pelo menos, três razões: (1) pelo substancial número de países e regiões com registro de presença, em aves domésticas, do vírus de alta patogenicidade da Influenza Aviária; (2) pelo substancial número de casos (surtos) envolvendo granjas, criações de subsistência e, mesmo, pequenos criatórios domésticos; (3) pela grande diversidade de subtipos circulantes, ocorrência que torna o controle e a erradicação da doença extremamente complexos.

Abaixo, uma síntese do que ocorreu nos dois ciclos citados pela OIE. Clique aqui para acessar o relatório completo no qual a OIE analisa, entre outras questões, as diferenças e similaridades entre esses dois episódios, as características geográficas dos países e regiões afetadas, o impacto da presença do vírus na avicultura, bem como sua evolução e sua circulação na atualidade.

Nas mensagens finais de seu relatório, a OIE lembra que a ocorrência de casos no Hemisfério Norte está diretamente relacionada ao Inverno. O órgão não cita, mas as baixíssimas temperaturas que ora afetam praticamente toda a parte setentrional do Planeta representam, sem dúvida, o quarto fator de risco de agravamento mundial da Influenza Aviária.

(AviSite) (Redação)
Imprimir esta notícia...Enviar esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 20/10
Sexta-Feira, 19/10
Quinta-Feira, 18/10
OVOS: situação é crítica mas preços se mantiveram (06:24)
Quarta-Feira, 17/10
Ovos: vendas lentas e preços em queda (06:29)
Terça-Feira, 16/10
OVOS: mercado segue vulnerável pelos excessos existentes (05:56)



Últimos Clippings
Exportadores de aves e de suínos lançam campanha de imagem na União Europeia
FRANGO/CEPEA: menor produção sustenta valor do pintainho em 2018
OVOS/CEPEA: preços iniciam segunda quinzena em forte queda
Fraca demanda pela soja dos EUA derruba preço em Chicago
Por carnes, Brasil faz proposta a Hong Kong

Nossos Parceiros
MSDAgroceres