Sexta-feira, 22 de Março de 2019
Ciência e Tecnologia

Frango e ovo estão entre os ganhadores do IgNobel 2015
Campinas, 21 de Setembro de 2015 - Entregue na última quinta-feira (17), o Prêmio IgNobel 2015 (o das pesquisas improváveis) teve entre seus ganhadores o pesquisador chileno Rodrigo Vasquez, que desenvolveu trabalho científico demonstrando que, com a adição de uma cauda artificial, as galinhas sofrem alterações posturais e locomotoras compatíveis com a postura e a cinemática inferidas aos dinossauros. Tudo para reforçar a tese de que o atual gallus gallus domesticus descende, sim, dos dinossauros.

No desenvolvimento dessa tese, o pesquisador e colaboradores da Universidade do Chile criaram “uma cauda artificial, que foi ligada à zona traseira de um frango. A cauda foi feita de uma vara de madeira com 7 mm de diâmetro, inserida em uma base de massa de modelagem ajustada à forma da cinta pélvica de cada frango, o que tornou a vara uma projeção contínua das vértebras caudais e do pigóstilo.”

O texto acima está entre parênteses porque é assim, numa livre tradução, que se encontra no PLOS One, publicação científica com reputação internacional. Sob o título “Andando como os dinossauros: Galinhas com rabo artificial fornecem pistas sobre a locomoção dos terópodes não-aviários” os pesquisadores chilenos detalham toda a evolução de seu experimento e como chegaram à conclusão que dá título ao trabalho.

Não são muitos os pesquisadores que se dispõem a receber o Prêmio IgNobel, pois, naturalmente, são motivo de risada. Mas Rodrigo Vasquez fez-se presente à premiação e, além de explicar a razão de sua pesquisa, também observou que, “com o rabo artificial, os frangos andam um tanto desengonçados, porque seu centro de gravidade é alterado; além disso, - acrescentou - para compensar o excesso de peso da causa, precisam esticar o pescoço.”

Mas como tudo indica que os dinossauros também caminhavam assim, Vasquez revelou-se satisfeito com os resultados de seu trabalho, declarando-se emocionado por representar a ciência chilena na cerimônia de premiação. “Pode ser engraçado, mas é, realmente, um bom reconhecimento”.

Porém, além do frango, também o ovo esteve presente no Prêmio IgNobel 2015, desta vez representado por pesquisadores norte-americanos e australianos. Os aquinhoados foram do Campus Irvine da Universidade da Califórnia (UCI) e da Universidade do Oeste da Austrália (UWA) por desenvolverem um processo que, simplesmente, “descozinha” ovos parcialmente cozidos.

Claro, aqui a explicação do processo foi extremamente simplificada. Mas – justiça seja feita – o trabalho em pauta não merecia ser desqualificado pelos criadores da premiação. Pois o IgNobel de Química de 2015 compreende um longo processo de desenvolvimento de um sistema de conservação da clara do ovo, com sua posterior reversão ao estado original, sem a perda de seus aspectos qualitativos. Um achado – diz-se – que, independente da necessidade de aperfeiçoamento, interessa a inúmeros setores (na medicina humana, por exemplo), inclusive à avicultura.

Clique aqui para acessar sinopse do trabalho em que se obteve o “descozimento” de ovos previamente cozidos.

(AviSite) (Redação)
Imprimir esta notícia...Enviar esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sexta-Feira, 22/03
Ovos: evolução do preço na Quaresma segue bem abaixo do alcançado no último triênio (06:51)
Quinta-Feira, 21/03
Avicultura em São Paulo em um qüinqüênio: ovos, 15% a mais; carne de frango, 11% a menos (06:34)
Ovos: mercado calmo e sem pressão sobre as cotações (06:18)
Produtor de ovos recupera participação em relação ao varejo (06:16)
Quarta-Feira, 20/03
Alojamento de Pintainhas de postura comercial aumenta 9,4% em 2018 (07:00)
Em mercado calmo ovos vermelhos tiveram leve evolução no preço máximo (06:01)
Terça-Feira, 19/03
Ovos: mercado calmo e reposição normal (06:56)
Segunda-Feira, 18/03
80% dos ovos produzidos no Brasil são destinados ao consumo (07:01)
Preço médio semanal da caixa de ovos brancos (06:59)
Ovos: em mercado especulado produtores alcançam primeiro reajuste da Quaresma (06:58)



Últimos Clippings
Instituto Ovos Brasil faz parceria com academia para levar informações sobre os valores nutricionais do ovo
Conab avalia que aumento das exportações de soja podem afetar mercado interno
Pré-Conferência FACTA WPSA-Brasil 2019 terá Simpósio de Automação
Frango: preços sobem, influenciados pelo bom ritmo de embarques
Ovos: preços do branco e do vermelho têm movimentos distintos

Nossos Parceiros
MSDOrffa
MaxFilmseifun
Agroceres