Mercado

Ovo x Milho: poder de compra do avicultor foi altamente corroído em maio

Em maio o preço médio dos ovos brancos na granja (interior paulista, caixa com 30 dúzias) sofreu perda mensal de quase 8%. Em doze meses o índice negativo é de 26,5%. Do outro lado, o produtor de milho na comercialização do seu produto - saca de 60 kg, interior de São Paulo – obteve novas valorizações: no mês de 6,7%, em doze meses, de 52,7%. Assim, com as quedas mensal e anual na comercialização da caixa de ovos e os aumentos verificados na comercialização do milho, foi preciso ainda maior volume de ovos para adquirir o cereal no quinto mês de 2018, diminuindo ainda mais o poder de compra cada vez mais corroído do produtor de ovos. Para adquirir uma tonelada de milho em maio foram necessários 13,3 caixas de ovos, representando piora mensal de 13,8% no poder de compra do produtor de ovos. Em maio do ano passado foram necessários apenas 6,4 caixas para adquirir a tonelada da matéria-prima, equivalendo a perda anual de quase 52% no poder de compra. Pior ainda: em relação à necessidade histórica de maio dos últimos 8 anos, a perda do produtor chega a quase um quarto. Com os problemas ocasionados após a greve dos caminhoneiros no final de maio, os preços do ovo na granja tiveram forte evolução no primeiro decêndio de junho. Dessa forma, mesmo com pequena valorização no preço do cereal, vai haver melhora no poder de compra do produtor. Mas, ainda, será muitíssimo pior que o excelente poder de compra alcançado em junho do ano passado.

(AviSite) (Redação)



Visite  www.ovosite.com.br  - O Portal do Ovo na Internet