Quarta-feira, 13 de Novembro de 2019
Empresas

Investimentos da Aviagen em novas unidades no Sul do Brasil fortalecem qualidade e segurança no fornecimento de aves

Empresa incorporou três unidades na região Sul e baús climatizados para o transporte seguro de aves.
Campinas, SP, 10 de Outubro de 2019 - O projeto brasileiro de expansão da Aviagen®, empresa de genética de aves que comercializa matrizes da marca Ross, segue em ritmo acelerado, com novos investimentos em estrutura e modernização, visando melhorar ainda mais a qualidade no abastecimento de material genético em toda América Latina.

Entre os investimentos da Aviagen no Brasil estão as três novas unidades incorporadas pelo sistema de produção da empresa: duas granjas de avós em Capinzal e Caçador (SC) e um incubatório para produção de matrizes em Carambeí (PR).

Aumentando a produção com foco em qualidade

Com o início das operações das novas unidades, a empresa ampliará em cerca de 5,5 milhões sua capacidade atual de produção de matrizes.

A Aviagen também adquiriu novos e modernos baús climatizados com alto controle de temperatura e umidade, que oferecem mais segurança e qualidade ao produto a ser transportado. “A alta tecnologia desses baús nos possibilita maior qualidade e bem-estar animal ao produto quando entregue aos nossos clientes, com controle de temperatura e umidade”, afirma a coordenadora de Qualidade, Giovana Nicoletti. “E já nos encontramos em processo de aquisição de outras unidades”, completa Edison Rios, gerente de Logística e Suprimentos.

Melhor biossegurança assegura suprimento

Outro foco da expansão é a biossegurança para manutenção de patógenos longe das aves e, por sua vez, garante o bem-estar das aves e o fornecimento aos clientes. Uma das características essenciais em biossegurança é o isolamento físico de outras aves e equipamentos.

Segundo o gerente geral de produção, Mário Sérgio Assayag, a expansão proporcionará maior agilidade nos atendimentos na região Sul. “As novas unidades estão próximas da maior produção avícola nacional e dos grandes clientes, o que facilita a distribuição do produto Ross e melhora a saúde e o bem-estar geral das aves”, destaca.

Otimismo para o futuro

O investimento constante nas unidades no Brasil é parte da estratégia da empresa para atender o aumento na demanda pelas aves Ross em toda América Latina.

Preparando-se para esse crescimento, a Aviagen investiu fortemente nos últimos dois anos para aumentar sua capacidade de produção de matrizes em todo o Brasil. E, para fortalecer ainda mais os serviços aos clientes e promover a segurança no fornecimento de material genético em toda a América Latina, a Aviagen também estabeleceu recentemente novas operações no Peru e na Colômbia.

Para Ivan Lauandos, presidente da Aviagen na América Latina, os investimentos reforçam o compromisso da empresa com o avanço da indústria na região. "As novas unidades são estratégicas em nossa meta de expansão e fortalecimento de nossa rede de distribuição, em uma região com alta demanda pela carne de frango", enfatiza. “A América Latina é uma região em constante crescimento e trabalhamos incansavelmente para melhorar nossos produtos, colaborando com os clientes e com todo o setor para alimentar o mundo com uma fonte de proteína de qualidade e acessível”.

Sobre a Aviagen

Desde 1923, a Aviagen® estabeleceu-se como líder mundial em genética de aves, desenvolvendo linhagens para a produção de frangos sob as marcas Arbor Acres®, Indian River® e Ross®. O Rowan Range® e os Machos Especiais® são categorias de produtos especiais que a empresa oferece, possibilitando a seus clientes atingirem as demandas em específicos nichos de mercado. A sede da empresa situa-se em Huntsville, Alabama (Estados Unidos) e a Aviagen detém operações próprias no Reino Unido, Europa, Turquia, América Latina, Índia, Austrália, Nova Zelândia e Estados Unidos, além de joint ventures na Ásia. A Aviagen tem mais de 4.600 colaboradores e uma rede de distribuição global em mais de 100 países.
(Aviagen) (Assessoria de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 13/11
Novo leilão da CONAB oferta 50 mil toneladas de milho a criadores (08:07)
USDA: colheita da soja e do milho ficam ligeiramente acima do esperado nos EUA (07:53)
Milho: preços sobem mais de 1% na B3 e mais de 3% no interior do Brasil nesta 3ª feira (07:51)
Soja precisa de notícias fortes sobre a demanda da China para se recuperar em Chicago e formar preços melhores no BR (07:49)
Terça-Feira, 12/11
Mais 13 frigoríficos brasileiros podem exportar carne para a China (15:54)
Abate de bovinos cresce 4% no 3º tri, diz IBGE; China impulsiona carnes do Brasil (14:32)
ABPA comemora novas habilitações de frigoríficos de aves e suínos (13:23)
Em 10 meses, exportações catarinenses de carne suína superam o faturamento de 2018 (13:21)
Milho: área plantada no verão deve crescer de 2% a 4% em 2019/20, prevê Abramilho (12:00)
Habilitação de frigoríficos é sinal de maior aproximação com árabes, diz executivo (08:03)
Arábia Saudita habilita oito novos frigoríficos brasileiros para exportação de carne bovina (06:05)
Emirados compram 175% mais carne bovina do Brasil (06:02)
Frango: alta apenas no atacado marca começo da semana com cotações mornas em demais setores (05:54)
Suínos: mercado fecha sem variação nesta segunda-feira (05:52)
Boi Gordo: poucos negócios nesta segunda feira (05:50)
Boi: mercado físico abre a semana com forte especulação altista (05:49)
Milho: Bolsa de Chicago encerra sessão com baixas nesta 2ª feira (05:46)
Soja: pessimismo sobre acordo China x EUA se intensifica e Chicago tem mais de 14 pts de baixa (05:43)
Soja: pessimismo sobre acordo China x EUA se intensifica e Chicago tem mais de 14 pts de baixa (05:43)
Segunda-Feira, 11/11
Encontre o time da APC no CBNA 2019 (11:45)
Exportações do agronegócio são recordes, mas faturamento externo cai (11:39)
Milho: demanda interna aumenta e impulsiona cotações (10:49)
Soja: grão se valoriza e indústria reduz processamento (10:47)
Vetanco Brasil reforça sua equipe técnica (10:29)
Soja começa semana operando em baixa na Bolsa de Chicago de olho na guerra comercial (10:18)
Ovos: exportações aumentam; no Brasil, pressão compradora limita altas (09:39)
Mercado de frango encerra a sexta-feira sem alterações expressivas (08:15)
Na B3, vencimento Dezembro/19 para o boi gordo encerra a 6ª feira a R$ 194,50/@ (08:05)
Receita das exportações de carne suína cresce 38,4% em outubro (08:00)
Milho sobe em Chicago na 6ªfeira após USDA reduzir safra, produtividade e exportações (07:36)
UFRA-PA abre processo para contratação de professores substitutos (02:46)
Sexta-Feira, 08/11
Suíno: altas de preços na granja e no atacado em São Paulo (13:40)
Milho segue desvalorizado em Chicago na espera por números do USDA (13:00)
Peru de Natal vai ficar mais caro na ceia de 2019 (12:30)
Andréa Silvestrim, Diretora do CBNA: “Com muita dedicação, estamos trazendo novos conceitos e tecnologias em nutrição para nosso próximo evento” (11:41)
BRF teve lucro líquido de R$ 293,9 milhões no 3º trimestre (11:32)
Faesc contra a tributação das exportações de produtos primários (10:40)
Milho: ofertas do cereal no mercado físico ficaram mais enxutas (10:20)
Soja: Chicago se mantém estável à espera dos novos números do USDA (10:16)
Biovet Vaxxinova realiza reunião de alinhamento estratégico (09:56)
Puxadas pelo milho, exportações do agro atingem US$ 8,4 bilhões em outubro (08:04)
Frango: atacado continua subindo (07:20)
Suínos: resultados inexpressivos marcam mercado nesta quinta-feira (07:14)
Boi: vencimentos Jan e Fev de 2020 fecham a sessão com quedas na B3 (07:13)
Cotação da arroba do boi sobe em 90% das praças pecuárias (07:13)
Milho se desvaloriza em Chicago nesta quinta-feira com números fracos para a exportação (07:12)
Soja brasileira está mais competitiva que a americana com um diferencial de até US$ 15/tonelada (07:10)
Produção de carne suína da China deve cair ao menos 20% em 2019, diz FAO (07:05)
Quinta-Feira, 07/11
China deve habilitar mais frigoríficos (21:38)
Frango: variações nos preços dos produtos marcaram outubro (14:44)
USDA: Vendas semanais de soja dos EUA ficam bem acima das expectativas (14:42)
Sindirações tem nova gestão para o período de 2019/2022 (11:38)
Hy-Line do Brasil recebe auditoria de missão chinesa para exportação de material genético (10:50)
Suínos: quantidade exportada é a 3ª maior e receita com embarques é recorde (09:15)
Boi: exportações recordes mantêm os preços internos em alta (09:12)
Missão chinesa chega a Rio Preto para avaliar polos de avicultura da região (08:22)
Seara adquire dona da mortadela Marba (08:20)
Ceva debate doenças respiratórias na produção de frangos de corte no Sindiavipar (08:08)
Preços da soja em Chicago já estão próximos do piso (08:04)
Soja trabalha com pequenas altas nesta 5ª e se ajusta antes do novo USDA (08:03)
Suínos: mercado segue aquecido nesta quarta-feira (07:59)
Boi Gordo: mercado segue firme e forte (07:57)
Milho: cotações futuras fecham a sessão de 4ª feira com ligeiras perdas em Chicago (07:50)