Terça-feira, 15 de Outubro de 2019
Exportação

Venda de carne para a China sobe a régua da balança comercial de Mato Grosso
Cuiabá, 16 de Setembro de 2019 - O setor frigorífico de Mato Grosso espera um incremento de pelo menos 40% nas exportações a curto prazo, após a habilitação de sete unidades do estado para venda ao mercado chinês. A habilitação, anunciada nesta semana, abrange seis frigoríficos de carne bovina e um de carne suína e de frango. No abate bovino, são duas unidades da Marfrig (em Várzea Grande e Tangará da Serra), a Naturafrig (Barra do Bugres), a Vale Grande de Matupá, a Agra (Rondonópolis) e o Frigorífico Redentor, em Guarantã do Norte. No abate de suínos e frango, a unidade habilitada foi a JBS de Lucas do Rio Verde.

Em todo o estado, apenas uma planta era habilitada pela China para exportação: a JBS em Barra do Garças, cuja capacidade de abate diária é de 2.500 animais. Com a habilitação das outras seis unidades, a capacidade total de abate apto ao mercado chinês mais do que triplica, passando a 9.540 animais por dia. O volume corresponde a mais da metade do total abatido em Mato Grosso atualmente, que chega a 17 mil animais/dia.

No caso da carne suína e de frango, a capacidade da JBS de Lucas do Rio Verde é de 110 mil suínos e 7 milhões de aves por mês. De acordo com o diretor executivo do Sindicato das Indústrias de Frigoríficos do Estado de Mato Grosso e Rondônia (Sindifrigo), Jovenino da Cruz Borges, o comércio de carne suína com a China é muito promissor, uma vez que o país é grande consumidor do alimento e, recentemente, sofreu com a ocorrência da peste suína e não está importando dos Estados Unidos.

Nenhuma unidade do estado era habilitada até então nesses segmentos, embora 80% da carne suína produzida em Mato Grosso já fosse destinada ao mercado externo, especialmente a Rússia. Porém, Jovenino ressalta que o comércio com a Rússia é incerto, pois está sujeito a constantes alterações nas regras, ora sendo liberado, ora suspenso.

Ele informa que 23 frigoríficos mato-grossenses tentaram a habilitação. Os que ainda não conseguiram deverão fazer nova tentativa, após rever o preenchimento dos questionários e corrigir eventuais falhas nos documentos. “A China é extremamente rigorosa com relação à documentação. Qualquer pequeno erro no questionário faz com que o pedido seja negado”, explica.

Para o Sindifrigo, a abertura do mercado beneficia o setor como um todo, incluindo as unidades que não exportam, já que o aumento da aumenta estimula a valorização do produto. A opinião é respaldada pelo presidente da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), Gustavo de Oliveira, que vê a abertura como uma grande oportunidade para o setor industrial de Mato Grosso. “Em termos de valor agregado, faz muito mais sentido para a economia do estado a exportação de proteína animal do que a de soja. Portanto, é muito relevante esse estreitamento do nosso relacionamento com a China, uma tradicional compradora da soja mato-grossense e que agora poderá se transformar em grande cliente também da nossa carne”, avalia. Enquanto a tonelada de soja é comercializada a cerca de R$1200, a carne bovina vale mais de 12 vezes mais: cerca de R$15 mil por tonelada, em média.

De acordo com o Observatório da Indústria da Fiemt, apenas o segmento de gado bovino emprega 22.695 pessoas em Mato Grosso, com uma massa salarial anual de R$ 486 milhões. São 80 estabelecimentos no total, sendo 20 de grande porte, 13 médios, 10 pequenos e 37 microempresas.

Oportunidades

O anúncio da habilitação coincide com a decisão divulgada recentemente pelo grupo JBS de investir R$ 59 milhões da ampliação das plantas de Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, aumentando a capacidade das unidades e gerando cerca de mil novas vagas de trabalho na região. E também coincide com a inauguração da unidade Senai em Lucas do Rio Verde, nesta terça-feira, 10 de setembro.
“A nova unidade do Senai tem capacidade para atender a 460 alunos por turno e, juntamente com a unidade já existente em Nova Mutum, estará de portas abertas para qualificar todas essas pessoas que deverão ser absorvidas pela indústria frigorífica. E isso vale também para Várzea Grande, Tangará da Serra, Barra do Bugres, Matupá, Guarantã do Norte e Rondonópolis: onde a indústria estiver crescendo e precisar de pessoas qualificadas e consultorias em gestão, tecnologia e inovação, o Senai será parceiro”, afirma.
(FIEMT ) (Assessoria de Comunicação)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Terça-Feira, 15/10
Sistema de autocontrole do Mapa tem indústria de proteína animal entre suas prioridades (13:32)
Sanphar adquire laboratório mineiro de vacinas Ipeve (10:07)
Membros da ABPA são homenageados no OVUM 2019 (10:05)
Soja opera estável nesta 3ª em Chicago (08:09)
Suíno Vivo: principais praças do país registram altas (07:21)
SP registra valorização do boi gordo (07:11)
Carne Bovina: dados do MDIC reforçam possibilidade de exportações recordes em outubro (07:10)
VBP da agropecuária fica estável em 2019 (07:09)
Milho começa nova semana estável em Chicago (07:07)
Soja fecha com leves altas em Chicago nesta 2ª e mercado espera definições (07:06)
Tamanho da demanda chinesa vai definir rumo dos preços da soja em Chicago (07:00)
BRF tem 44 vagas de trainee com salário de R$ 6.500; inscrição vai até 3/11 (06:17)
Segunda-Feira, 14/10
Auster Nutrição Animal participa do Ciclo de Palestras e Atualização Avícola, em Sergipe (11:21)
Instituto Ovos Brasil e Fazenda da Toca participam do Congresso de Nutrição Comportamental (09:56)
Ovos: exportações recuam para menor patamar desde novembro (09:55)
Milho: preços se mantém em alta (09:54)
Soja: atividades de semeio avançam; vendedor está retraído (09:53)
Ovos: avicultura gaúcha se mobiliza para criação de selo nacional de qualidade (09:51)
Produzir aves sem antibióticos exige tempo de aprendizagem, diz executivo (09:11)
Pedido de painel contra UE na OMC volta à pauta (09:08)
Soja: mercado inicia semana com estabilidade em Chicago (08:05)
Milho se recupera de perdas para fechar a semana em alta (08:00)
Suíno Vivo: PR, SC e SP registram alta na sexta-feira (07:54)
Boi: mercado de novilhas aquecido (07:52)
Sexta-Feira, 11/10
Evonik tem novo presidente para a região América Central e do Sul (16:04)
YAMI - Youth Agribusiness Movement International encerra sua primeira edição e amplifica presença do jovem no agronegócio (16:02)
Primeiro substituto de ovos do Brasil é um dos destaques da Superminas Food Show 2019 (16:00)
SP: Preços Agropecuários acumulam alta de 0,43% em setembro (15:46)
Contratações de crédito rural nos três primeiros meses da Safra 2019/2020 somam R$ 59 bilhões (12:26)
Globo Roraima e Semana do Ovo: Ação em escola de Boa Vista (11:55)
Ciclo de Palestras e Atualização Avícola será realizado em Outubro (11:02)
Cobb-Vantress promove palestra e coquetel no OVUM 2019 (10:40)
Programa Ovos RS em Portugal: Receita de Bacalhau Gratinado (10:29)
Frango: queda no preço do frango eleva competitividade (10:23)
Milho abre a sexta com alta em Chicago, se reajustando após grandes perdas de ontem (10:20)
Hedge em dólar e China ajudarão a garantir investimentos da Aurora (09:22)
Políticos do Oeste de SC debatem licenciamentos ambientais (09:22)
Um ovo, dois ovos, milhões de ovos em Pernambuco (09:16)
Suíno Vivo: principais praças do país registram alta (09:05)
Mercado de carne bovina em alta (09:00)
Quinta-Feira, 10/10
Faltam 27 dias para o VI Workshop Sindiavipar (15:54)
Safeeds participa da Ovum em Lima (14:11)
Safra de grãos 2019/20 indica produção de 245 milhões de toneladas, divulga Conab (12:00)
Suínos: preços do animal vivo sobem, mas os da carne recuam (11:36)
Boi: embarque segue intenso (11:35)
Investimentos da Aviagen em novas unidades no Sul do Brasil fortalecem qualidade e segurança no fornecimento de aves (11:30)
Frigorífico de suínos da Aurora em Chapecó é duplicado e torna-se o maior do Brasil (11:26)
Exportação de milho continua em alta e soma US$ 1,1 bi em setembro (11:25)
Governo institui Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão e Digital (11:24)
Ovos RS apresenta, de Portugal, Pão de Rala (10:34)
Grandes empresas pressionam preços do milho (06:39)
Aracaju sedia ciclo de palestras sobre atividade avícola (06:37)
Quarta-Feira, 09/10
Risco de sobreoferta já entra no radar da avicultura no Brasil (14:35)
Frigoríficos de carne bovina vislumbram ‘superdemanda’ (14:31)
Aviagen expande operação no Sul do país (14:25)
Cobb-Vantress promove segunda edição de workshop sobre processamento e abate de aves e reúne mais de 70 clientes (11:40)
Semana do Ovo 2019 organizada pelo Instituto Ovos Brasil consolida mobilização do setor na promoção do ovo (11:37)
Instituto Ovos Brasil apoia o II Dia do Ovo na cidade de Bambuí-MG (11:22)
Executiva do Grupo Mantiqueira enfoca o futuro da comida (11:18)
Korin ganha Prêmio Novo Agro (11:15)
Ovos RS apresenta nova receita gravada em Portugal (09:55)
Milho: de olho na demanda de usinas, área plantada em MT deve subir 2% (07:25)
Milho dispara em Chicago com clima adverso nos Estados Unidos (07:24)
Atrasado, plantio de soja 19/20 do PR atinge 22% (07:24)
Abatedouro de frangos em Sorriso (MT) deve ficar pronto em 4 meses (07:22)
Projeto propõe isentar de IPI caminhonete adquirida por produtor rural (07:21)