Sábado, 21 de Setembro de 2019
Matérias-Primas

Brasil vê aumento na nova safra de soja; quebra nos EUA traz oportunidades, diz Conab
Brasília, DF, 21 de Agosto de 2019 - A safra de soja 2019/20 do Brasil poderá atingir cerca de 122 milhões de toneladas, o que seria um crescimento de 6% ante a temporada anterior, com os produtores investindo para tentar tirar proveito de uma quebra de safra nos Estados Unidos, disse nesta terça-feira um diretor da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

A projeção preliminar, baseada em uma recuperação de produtividades após a safra 2018/19 ter sido prejudicada pelo tempo seco em alguns Estados, considera ainda indicativos de preços e custos --a Conab divulga números baseados em pesquisa de campo mais à frente no ano.

A estimativa foi apresentada durante evento realizado pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), que usou dados preliminares da Conab para a principal cultura do agronegócio do país para estimar um aumento de 2% no PIB Agropecuário brasileiro em 2020.

"É um setor que consegue dar voltas. Querendo ou não, essa quebra da safra norte-americana traz algumas oportunidades que estávamos preocupados no início do ano. Caso não houvesse, estaríamos em uma situação bem diferente hoje, então isso deu um bom fôlego", afirmou o diretor de Política Agrícola e Informações da Conab, Guilherme Bastos, durante o evento.

Por impacto de problemas climáticos no plantio, a produção de soja dos EUA está estimada em cerca de 100 milhões de toneladas, redução de mais de 20 milhões de toneladas ante a temporada anterior, segundo dados do Departamento de Agricultura norte-americano (USDA, na sigla em inglês).

Por outro lado, o Brasil lida com uma menor demanda da China, maior importador global de soja, cujo rebanho de porcos tem sido reduzido pela peste suína africana.

Isso tem resultado em uma demanda não tão forte quanto em 2018, quando chineses recorreram ao produto brasileiro diante da guerra comercial com os norte-americanos.

"Em termos de perspectiva do setor, a soja daqui para frente, será que vai interromper o crescimento da soja? Acredito que não", acrescentou Bastos.

Ele citou ainda uma série de ações estruturantes, incluindo questões logísticas no Brasil, que terão impacto nos próximos anos.

"Temos muito o que crescer, e não é por outro motivo que os americanos estão vindo para o Brasil, explorando o etanol de milho lá no Mato Grosso..."

Outro fator que contribuirá para o aumento da nova safra é o estoque baixo do grão no país, após fortes exportações em 2018 e um ritmo razoável em 2019, apesar da menor demanda da China.

Ele disse que a demanda da indústria de biodiesel, com uma mistura maior no diesel, também deve ser considerada na decisão dos produtores.

PIB AGROPECUÁRIO

O Produto Interno Bruto do setor agropecuário do Brasil deverá crescer 0,5% em 2019 e 2% em 2020, previu nesta terça-feira o Ipea, que apontou o resultado das lavouras de soja como um limitador para o avanço do PIB do setor, após quebra de safra neste ano.

A avaliação do Ipea é de que o PIB agropecuário tenha caído 1,3% no segundo trimestre, também por influência da menor safra de café, além da soja --esta última é o principal produto do agronegócio brasileiro.

O PIB agrícola, que considera apenas o resultado das lavouras, sem a pecuária, deve crescer apenas 0,2% em 2019, enquanto aumentará 2,8% em 2020, previu o Ipea, que considera ainda aumentos de 6% para as safras de arroz e algodão na nova temporada.

Já o PIB da pecuária deverá ter aumento de 2,3% em 2019 e 2,2% em 2020, com impulso do setor de bovinos, citou o instituto.
(Reuters) (Redação)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 21/09
Sexta-Feira, 20/09
Grupo Mantiqueira aposta em iniciativas para aproximar clientes (13:59)
Carne suína: EUA embarcam 5,9 mil t para a China na semana (10:04)
Campos dos Goytacazes (RJ) estimula a produção de ovos de galinhas caipiras (10:03)
China libera mais plantas argentinas para exportações de carne (10:02)
Uberaba (MG) estimula criadores a aderirem ao Selo de Frango Caipira (10:01)
Frango: com baixa procura, cotações da carne recuam (09:43)
Evonik marcou presença no ISEP 2019 (09:35)
BRF capta US$ 750 milhões em títulos no exterior (08:30)
Crédito rural a juros livres ganha cada vez mais competitividade (08:13)
Boi: mercado sobe em Mato Grosso do Sul (08:08)
Cotações do milho registraram poucas movimentações nesta quinta-feira em Chicago (08:02)
Soja: disponível sobe mais de 1% nos portos do BR nesta 5ª com altas do dólar e Chicago (08:00)
Quinta-Feira, 19/09
Ministra busca investimentos nos Emirados Árabes para melhorar logística para agro no Brasil (13:40)
Suínos: produção se intensifica no segundo trimestre (10:11)
Boi: indicador sobe e atinge recorde nominal na série do CEPEA (10:10)
Novus reconhece empresas sustentáveis no Jantar do Galo em Minas Gerais (09:53)
Ministra pede reabilitação de frigoríficos de frango (08:45)
Entenda como a reforma tributária pode afetar o produtor rural (08:44)
Aurora divulga nota de esclarecimento sobre instalações industriais de Xaxim (SC) (08:43)
PIB do agronegócio cresce 0,53% no primeiro semestre (08:26)
Frango Vivo: cotações ficam estáveis nesta quarta-feira (08:24)
Suíno Vivo: Minas Gerais tem alta de 4,29% (08:22)
Alta no preço do boi gordo em São Paulo (08:11)
Soja ainda mantém cautela em Chicago e nesta 5ª espera números de exportações dos EUA (08:07)
Milho: Bolsa de Chicago fecha quarta-feira em alta (08:00)
Quarta-Feira, 18/09
32ª Reunião CBNA: Inscrição de trabalhos científicos até 26 de setembro (12:51)
Milho: Mercado futuro opera com ligeiras perdas na manhã desta 4ª feira na CBOT (10:18)
Soja trabalha estável em Chicago nesta 4ª feira e espera notícias para definir direção (10:17)
Plantio de milho 2019/20 do Paraná atinge 24% da área, diz Deral; soja segue zerada (10:04)
ASGAV e SIPS entregam report de participação no SIAVS 2019 (09:56)
Venda de carne de frango tem queda em Santa Catarina (09:38)
Primeiro evento da Aviagen na Colômbia sinaliza expansão e sucesso na América Latina (08:47)
Trabalhos científicos serão recebidos pela APA para o Congresso de Ovos até o dia 13/12/2019 (08:29)
Arábia Saudita abre mercado para frutas e derivados de ovos do Brasil (08:24)
Frango Vivo: cotações registram estabilidade (08:17)
Suíno Vivo: Minas Gerais tem alta de 3,56% (08:16)
Preço do boi gordo sobe no Norte de Minas Gerais (08:13)
Milho: Bolsa de Chicago cai até 1,60% nesta terça-feira (08:05)
Negócios com a soja travam no Brasil (08:00)
Terça-Feira, 17/09
Valor Bruto da Produção Agropecuária deve atingir R$ 601,9 bi em 2019, segundo maior em 30 anos (13:31)
Ovo: fonte de selênio (13:00)
Equipe econômica volta a debater Refis de R$ 11 bi no Funrural (09:30)
Aviagen destaca o compromisso com o mercado avícola latino-americano no SIAVS 2019 (08:58)
Rebanho suíno da China diminuiu 38% em agosto (08:38)
Biomin, Sanphar e Romer Labs participam, juntas, do XXVI Congresso Latino-Americano de Avicultura, em Lima (Peru) (08:16)
Frango Vivo: Santa Catarina tem alta de 5,96% nesta segunda (08:10)
Suíno Vivo: MG, SC e SP registram alta (08:09)
Coreia do Sul detecta primeiro surto de peste suína africana, diz ministério (08:08)
Mercado do boi inicia segunda quinzena com preços firmes (08:07)
Milho sobe 1,63% na Bolsa de Chicago (08:00)
Soja: Mercado fecha estável em Chicago, mas sobe mais de 1% no interior do Brasil (07:45)
Na Arábia Saudita, Tereza Cristina debate cooperação técnica e tem encontro com setor avícola (06:54)
Santa Catarina alcança faturamento de US$ 2 bilhões com exportação de carnes em 2019 (06:53)
Arábia Saudita busca forragem para ração do Brasil (06:52)