Quinta-feira, 22 de Agosto de 2019
Política Agrícola

Após divergências com a ministra, presidente da Embrapa é demitido
Brasília, 18 de Julho de 2019 -

Em rota de colisão com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, o presidente da Embrapa, Sebastião Barbosa, foi demitido ontem, após nove meses à frente do cargo. Pesquisador de carreira aposentado, Barbosa assumiu o posto com o aval do então ministro Blairo Maggi, para um mandato de dois anos - prorrogável por igual período.

Em recente café da manhã com 130 parlamentares da bancada ruralista, o presidente Jair Bolsonaro já havia sinalizado uma troca no comando da estatal ao defender mudanças na gestão da empresa. Há duas semanas, a ministra da Agricultura também anunciou, em videoconferência com a cúpula da Embrapa, que pretendia substituir a gerência da empresa, incluindo os diretores, cujos mandatos vencem no próximo dia 27 de julho.

O sucessor de Barbosa, no entanto, ao que tudo indica, não deve ser necessariamente um servidor da Embrapa, tendência que vem se repetindo nas últimas décadas. Ontem, no fim da tarde, Tereza consultou os ex-ministros da Agricultura Roberto Rodrigues e Alysson Paolinelli a respeito dos novos rumos da estatal, apurou o Valor.

"Ainda não tem nome. Vamos entrar num processo de seleção. Já tem um presidente [interino], o Celso Moretti, que é da diretoria da Embrapa. Vamos fazer tudo com muita calma", afirmou ontem a ministra, após recepcionar os ministros de Agricultura dos BRICS, que estão em Brasília para reunião preparatória para a reunião da cúpula do bloco que ocorrerá em novembro no Brasil.

Fontes do setor manifestavam insatisfação com a gestão de Barbosa, que assumiu a Embrapa após vencer um disputado processo de seleção que contou com 16 candidatos. A própria ministra vinha confidenciando a interlocutores que desejava um presidente mais "dinâmico" e "alinhado" com o atual governo, disposto a tornar a empresa mais moderna, cortar gastos e reduzir unidades avaliadas como obsoletas e pouco produtivas.

A ministra da Agricultura apoia a reestruturação da Embrapa, o que inclui medidas já em curso, como um programa de demissão voluntária, que contou com a adesão de 1,3 mil servidores. A estatal possui 9,5 mil empregados e o governo tinha como meta a adesão de 3 mil funcionários ao programa.

Procurado pela reportagem, o ex-presidente da Embrapa considerou sua saída "abrupta" e fez duras críticas à ministra da Agricultura. Segundo ele, Tereza vem insistindo em cortes sistemáticos no orçamento de R$ 3,6 bilhões previsto para a Embrapa neste ano - até agora, já foram contingenciados 42% deste montante. O pesquisador avalia que os cortes podem comprometer a competitividade da empresa estatal de pesquisas.

Ao Valor, Barbosa argumentou que a empresa não recebe investimentos há mais de cinco anos e possui mais de 80% de suas verbas travadas para o custeio da folha de pagamentos, o que compromete a capacidade de atuação da estatal.

Dizendo ser alvo de um processo de "fritura" pelo governo Bolsonaro por discordar da atual linha de ação do Ministério da Agricultura, Barbosa citou alguns episódios de desentendimento com a ministra.

O caso mais emblemático envolveu o lançamento de uma variedade de feijão transgênico desenvolvido pela Embrapa, em 24 de abril, mesmo dia em que a estatal comemorou 46 anos. Barbosa conta que Tereza se opôs à novidade e que o ministério tentou barrar a nova cultivar. A nova leguminosa enfrentava a resistência da indústria, que temia a reação do consumidor ao produto geneticamente modificado. "Esse foi um momento em que a fratura ficou exposta", reconheceu uma fonte do ministério.

O ex-presidente da Embrapa também contestou a escolha, por Tereza, da consultoria Falconi para uma auditoria com o intuito de repensar o modelo jurídico da empresa pública, que é considerado engessado. "Não queremos transformá-la num 'departamentozinho' do Ministério da Agricultura e estava vendo que era isso o que queriam", disse Barbosa, ressaltando não ser contra uma reestruturação na Embrapa.

Procurada, a ministra da Agricultura evitou comentar as críticas do ex-presidente da Embrapa. Ela se limitou a dizer que sempre respeitou o trabalho do pesquisador. "Sempre tivemos relação cordial", disse ela.

(valor) (Cristiano Zaia)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quinta-Feira, 22/08
Brasil deve produzir 13 milhões de t de carne de frango em 2019, diz ABPA (07:33)
Frigoríficos esperam ao menos 3 anos de alta nas exportações (07:32)
Santa Catarina quer investir na produção de cereais de inverno para alimentação animal (07:30)
Após retomar atividades, BRF diz que dobrará abates de frango em unidades atingidas por crise (07:30)
Quarta-Feira, 21/08
ABPA projeta forte aumento da exportação de carne de frango e suína em 2019 (19:07)
‘Bonança perfeita’ anima indústria de aves e suínos (19:01)
Peste suína na China faz setor de carnes do Brasil viver bonança após tempestade (18:58)
Boi: Mercado reagiu em São Paulo (18:56)
Milho: Cotações fecham a 4ª feira com ganhos em Chicago na espera (18:55)
Soja: Portos têm referências de até R$ 88/saca com fortalecimento dos prêmios no BR (18:53)
Soja: Brasil teria apenas mais 2 mi de t para exportação e negócios seguem fluindo (18:52)
32ª Reunião Anual CBNA: Congresso sobre Nutrição e Bem-Estar Animal - Aves, Suínos e Bovinos encerra inscrições de trabalhos científicos dia 12 de setembro (14:02)
Perspectiva da Conab prevê aumento de 3,6% na produção dos quatro principais grãos do país até 2020 (11:37)
Sindiavipar e Mapa promoverão encontro com agroindústrias (09:24)
Vetanco Brasil recertificada na ISO 9001:2015 (09:21)
NOTA DE FALECIMENTO: morre José Augusto Pessamilio (09:09)
Julho tem queda nos custos de produção de suínos e de frangos de corte (09:02)
Milho: relatos de campo (08:36)
Soja: receios com lavouras (08:30)
Bayer anuncia venda da unidade de saúde animal para a Elanco por US$ 7,6 bilhões (08:22)
SIAVS 2019: Segundo dia do evento terá palestrante internacional e Painel dos CEOs (08:17)
Soja sobe levemente em Chicago nesta 4ª feira com foco dividido entre geopolítica e safra dos EUA (08:13)
Consumo enfraquecido mantém mercado do boi gordo morno (08:12)
Milho: mercado futuro encerra a sessão desta 3ª feira com quedas na Bolsa de Chicago (08:10)
Brasil vê aumento na nova safra de soja; quebra nos EUA traz oportunidades, diz Conab (08:05)
Soja: com dólar acima dos R$ 4 e Chicago estável, preços no BR tem novas altas (08:00)
Terça-Feira, 20/08
Vetanco registra presença na 60ª Festa do Ovo (12:32)
Setor de genética avícola lança marca internacional (10:35)
O Brasil que é exemplo para o mundo, por Francisco Turra (10:32)
Após conquista da carne, ovo sintético é novo horizonte (09:36)
FACTA promove curso de ambiência e bem-estar na avicultura e suinocultura em Dourados (MS) (09:34)
SIAVS ganha lançamento de vacina bivalente inativada contra salmonelas do Biovet Vaxxinova (08:37)
Falta 1 semana para o Prêmio Imprensa 2019 do IOB (08:29)
Seara lança linha completa de carne de frango orgânica (08:22)
Boi: mercado do boi com cotações estáveis (08:12)
Milho: clima e exportações americanas atuam para desvalorizar cotações em Chicago (08:10)
China eleva compra de soja em grão da Rússia (08:09)
Soja: mercado futuro encerra o pregão desta 2ª feira com fortes desvalorizações na Bolsa de Chicago (08:08)
Produtores rurais participam de palestra sobre inspeção de ovos e abatedouro de aves (08:00)
Produtores já podem ter acesso a novo programa de composição de dívidas rurais (07:58)
UNIDO e CIBiogás promovem treinamento sobre biogás (07:54)
EUA: incêndio em abatedouro derruba preço da carne bovina (07:53)
Segunda-Feira, 19/08
APINCO elege nova diretoria e comemora 40 anos de fundação (12:07)
De Heus apresenta soluções nutricionais sustentáveis no SIAVS (10:24)
Milho: queda externa pressiona cotações nos portos brasileiros (10:23)
Soja: com vendedores retraídos, preços sobem (10:21)
Milho: Semana começa com cotações desvalorizadas em Chicago (09:52)
AVES e ASES se reúnem com presidente do IDAF para tratar de assuntos voltados para os dois setores (08:49)
Milho: olho nas lavouras (08:26)
Soja: pés no chão (08:24)
Grãos e carnes movem avanço da Frísia (08:18)
Soja sobe mais de 16% em reais por saca desde maio no porto de Paranaguá (08:07)
Milho: cotações sobem 3% nesta sexta-feira, mas acumulam queda de mais de 9% na semana (08:04)
China disputa soja do Brasil com processadores locais; preços sobem 10% no mês (08:01)
Boi: Mercado futuro encerra a sessão nesta 6ª feira sem grandes movimentações na Bolsa Brasileira (07:45)
Sexta-Feira, 16/08
Frango: preço do milho cai e favorece poder de compra do avicultor (16:37)
Soja: a guerra, de novo (07:20)
ICC Brazil participa do SIAVS 2019 (06:58)
Suínos: maior volume estocado pressiona cotação da carne (06:36)
Boi: preço da arroba atravessa a 1ª quinzena praticamente estável (06:35)
Dividendo a minoritários pressiona caixa da Marfrig (06:31)
JBS amplia unidades já autorizadas a vender à China (06:28)
Setor produtivo e governo debatem medidas de prevenção à peste suína e clássica (06:22)
Boi: Mercado sustentado em São Paulo (06:21)
Milho: Após três dias com fortes baixas, Bolsa de Chicago registra leves ganhos nesta quinta (06:20)
Soja: com vendas de mais de 3 mi de t nas últimas duas semanas, preços seguem fortes (06:18)
Com aquisições e IPO nos EUA no radar, ações da JBS disparam (06:16)