Domingo, 15 de Dezembro de 2019
Matérias-Primas

Soja fecha a 2ª feira com mais de 10 pts de queda na CBOT
Campinas, SP, 16 de Julho de 2019 - Especulando sobre uma nova frente fria que poderia chegar ao Meio-Oeste americano nas próximas semanas, o mercado da soja na Bolsa de Chicago terminou o pregão desta segunda-feira (15) com baixas de mais de 10 pontos entre as principais posições. O agosto encerrou os negócios com US$ 9,01 por bushel, enquanto o novembro ficou em US$ 9,20.

Segundo explica o analista de mercado Eduardo Vanin, da Agrinvest Commodities, depois de uma onda de calor sobre os EUA - que também deve acontecer - essa nova frente fria será determinante para a manutenção da produtividade da soja, ou até mesmo uma para promover uma melhora caso seja confirmada. E o mercado já trabalha com as diversas possibilidades.

"Temos essa produtividade nos EUA ainda bastante indefinida", diz Vanin.

Para os próximos dias, a preocupação maior se dá diante das previsões que indicam em uma parte grande do centro e oeste do Meio-Oeste americano nada mais do que rápidas pancadas de chuvas nesta semana, a qual deverá marcar dias ainda mais quentes, com temperaturas acima da média, mostra o agrometeorologista sênior, Bryce Anderson, do DTN The Progressive Farmer.

As preocupações com a demanda pela soja norte-americana também mantêm as cotações pressionadas. Continua o conflito comercial entre China e Estados Unidos e até que se resolva, a procura por esse produto se mantém lenta e bastante desaquecida.

"Sabemos que a demanda nos EUA é bem menor do que o normal, para o próximo ano comercial o USDA já vem fazendo uns ajustes, principalmente da China. A demanda nos EUA vai depender de uma melhora dos prêmios americanos, ela está muito condicionada à sua competitividade para aqueles países que não são a China. Então, em teoria, os EUA teria que se manter muito barato para atrair toda esta demanda", diz Vanin.

E ainda como explica o analista, todas essas questões climáticas têm provocado um encarecimento não só da soja nos EUA, mas também do milho, com um movimento que acaba afastando parte dos compradores.

MERCADO BRASILEIRO

Depois de baixas consecutivas, o dólar fechou o pregão desta segunda-feira em alta e voltando à casa dos R$ 3,75. O movimento ajudou a limitar o impacto das baixas em Chicago e promover uma ligeira reação dos preços no mercado brasileiro.

No interior do país, a soja balcão em Sorriso, Mato Grosso, fechou com R$ 63,00 por saca e alta de 5% nesta segunda. Em mais praças de comercialização, os ganhos passaram de 0,50%.

Já nos portos, a reação não foi a mesma e as referências recuaram. Em Paranaguá, a soja disponível fechou o dia com R$ 79,00 por saca e queda de ,75%, enquanto para agosto, perda de 0,62% para R$ 80,00. Em Rio Grande, R$ 79,00 e R$ 79,50, com estabilidade nos dois casos.
(Notícias Agrícolas) (Carla Mendes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Domingo, 15/12
Sexta-Feira, 13/12
ICC Brazil apresenta resultados de pesquisa sobre a suplementação de parede celular de levedura no ATA 2019 (16:26)
Com o mercado enxuto, produtor está menos disposto em negociar o milho (12:51)
Boi Gordo: pressão de baixa da indústria foi grande durante esta semana (12:40)
Frango: proximidade das festas reduz demanda por carne de frango (10:50)
Milho abre a sexta-feira mantendo as valorizações em Chicago (10:40)
Acordo EUA-China reduz tarifas e tensão comercial (10:26)
Preços vão subir, e mais milho será importado (10:25)
Líder do MDB articula projeto para reduzir preço da carne (10:24)
STF decide que é crime deixar de recolher o ICMS declarado (10:22)
Alimentação Animal registra 3% de crescimento ao fim do terceiro trimestre (08:15)
Frango: mercado fraco nesta 5ª feira (08:07)
Exportações de suínos até novembro são recordes para o período (08:01)
Suínos: animal vivo segue valorizado (08:00)
Boi: reposição é a mais favorável ao recriador desde Fev/13 (07:52)
Preço da arroba do boi deve continuar elevado em 2020, vê CFO da Marfrig (07:51)
Pressão no mercado do boi gordo (07:50)
Soja em Chicago fecha com leve alta (07:42)
Milho se valoriza em Chicago (07:40)
Plusval abre inscrições para processo seletivo (07:33)
Quinta-Feira, 12/12
Coopavel: 32 perguntas e respostas sobre o 32º Show Rural (17:07)
Produção de ovos bateu novo recorde no 3º trimestre de 2019, aponta IBGE (11:16)
IBGE: abate de frangos cresceu 3,0% em relação ao trimestre anterior (11:15)
Avicultura: Verão 2020 com alimentação nutritiva e saudável (11:11)
‘Nova’ CPR promete injetar bilhões no campo (10:05)
Quarta-Feira, 11/12
Termina nesta semana, dia 13/12, prazo para entrega de trabalhos científicos para o Congresso de Ovos da Apa (14:30)
Boi Gordo: mercado físico mostra resistência em trabalhar em valores menores (13:08)
Milho segue caindo em Chicago, mas perspectiva é de retomada nos próximos dias (12:42)
Soja corrige preços nesta 4ª feira na Bolsa de Chicago (12:30)
ABPA lança site da campanha #BrLivredePSA (11:00)
China impulsiona embarques recorde de frigoríficos (09:37)
STF encerra disputa sobre cesta básica (09:35)
Kemin anuncia investimentos em Transformação Digital (08:49)
Protegendo a qualidade da carne de frango (08:44)
Avicultura 4.0 – Um novo horizonte no processo avícola (08:39)
Exportações do agronegócio são recordes, mas faturamento externo cai (08:34)
Desafios do Brasil na defesa sanitária animal (08:32)
Frango: cotações estagnadas nesta terça-feira (08:20)
Suínos: mercado aquecido nesta terça-feira (08:10)
Reino Unido registra caso de gripe aviária pela 1ª vez desde 2017 (08:10)
Boi gordo caiu 6,7% em São Paulo em dezembro (08:09)
Para evitar o tombo, o mercado boi do busca equilíbrio (08:06)
Exportações de carne bovina devem fechar 2019 com resultado recorde (08:05)
Milho encera 3ªfeira em campo misto na Bolsa de Chicago (08:04)
Soja fecha com leve alta nesta 3ª feira em Chicago (08:00)
Safra de grãos de 2020 será recorde e deverá chegar a 240,9 milhões de toneladas (07:50)
Terça-Feira, 10/12
Ovos RS: Ano VII apresenta balanço das atividades e prestação de contas 2019 (11:25)
Boi Gordo impulsiona IPPA/CEPEA em novembro (10:41)
Boi: Mercado físico esteve praticamente vazio de negócios em SP (09:55)
Safra 2020 deve bater recorde de 240,9 milhões de toneladas (09:54)
Milho: Chicago inicia a terça-feira com estabilidade após leve avanço na colheita (09:32)
Frango: mercado misto, mas com expectativa de atividade até o fim da quinzena (08:22)
Suínos: segunda-feira registra mercado aquecido, principalmente SP (08:19)
Soja: mercado fecha com boas altas em Chicago nesta 2ª e favorece preços nos portos do BR (07:57)
Soja em Chicago segue em alta com notícias de compras chinesas nos EUA e recuo do dólar (07:56)
Exportação de milho do Brasil já supera 40 mi t no acumulado do ano (07:55)
Cotações do milho fecham a sessão desta 2ª feira com leves baixas em Chicago (07:50)
Contratações de crédito rural da Safra 2019/2020 somam R$ 93,5 bilhões (07:45)