Segunda-feira, 19 de Agosto de 2019
Produção

Empresas veganas brigam para usar a palavra "carne" nas etiquetas
Nova York e Chicago, EUA, 04 de Julho de 2019 - Para os veganos que moram nos Estados Unidos, o churrasco do feriado de 4 de julho, do Dia da Independência, não vai deixar nada a desejar em relação às opções dos carnívoros: hambúrgueres, salsichas e cachorros-quentes à base de vegetais, maionese sem ovos e queijo sem leite. Para terminar, uma bola de sorvete sem creme.

Mas nem todo mundo está contente com essa variedade. Vários Estados, processadoras de carnes e empresas de laticínios conseguiram apoio de parlamentares americanos e têm pressionado pela criação de leis que restrinjam a maneira como esses produtos são etiquetados nos supermercados. O argumento é que os alimentos só podem ser chamados de “leite” se forem resultado de lactação e de “carne” se um animal tiver sido abatido. O movimento marca uma mudança, depois de décadas de pouca resistência do setor de laticínios em meio à recente explosão de “leite” à base de soja, amêndoas, aveia e uma série de outros ingredientes.

Mas as fabricantes de produtos à base de vegetais decidiram reagir. Na segunda-feira (1º de julho), a fabricante de “carne vegana” Upton’s Naturals e a Plant Based Foods Association, que representa empresas do setor, abriram um processo contra o governador do Mississippi e contra o comissário de agricultura e comércio em um tribunal federal, argumentando que as restrições às etiquetas violam o direito à liberdade de expressão da Primeira Emenda à Constituição dos EUA, impedindo-as de usar frases que os consumidores entendem, como "almôndegas sem carne" e "chouriço vegano".

A nova lei do Estado do Mississippi, aprovada em março e que entrou em vigor na segunda-feira, estipula que alimentos à base de vegetais não podem ser etiquetados como carne ou “produto alimentício de carne”. Não importa se o produto também declara no rótulo que é 100% vegano, à base de vegetais ou sem carne: se o produto usa a palavra “carne”, ou outra que o vincula ao produto animal que pretende substituir, entrará em conflito com a lei. A legislação, diz o processo, é resultado direto do lobby dos setores de carne.

“A arena apropriada para enfrentar a concorrência está no mercado, falando diretamente com os consumidores. Não é procurar seus amigos na legislatura estadual para dar seu lance", disse Michele Simon, diretor-executivo da Plant Based Foods Association, que representa a Upton e mais de 140 outras empresas. "Nossos associados estão competindo de forma justa no mercado."

Em resposta ao processo, o Departamento de Agricultura e Comércio do Mississippi disse que tem o "dever e obrigação de fazer cumprir a lei" e de garantir que o consumidor no Estado tenha "informações claras sobre os produtos com carne e sem carne que compram”.

“Um produto alimentício feito de proteína de inseto não deve ser enganosamente etiquetado como carne bovina. Alguém que queira comprar tofu não deve ser induzido a comprar proteína animal cultivada em laboratório”, disse Andy Gipson, comissário de agricultura e comércio, em comunicado. "Palavras significam alguma coisa."

O governador Phil Bryant, do Mississippi, não respondeu imediatamente aos pedidos de comentários.

(Bloomberg) (Redação)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 19/08
Sexta-Feira, 16/08
Frango: preço do milho cai e favorece poder de compra do avicultor (16:37)
Soja: a guerra, de novo (07:20)
ICC Brazil participa do SIAVS 2019 (06:58)
Suínos: maior volume estocado pressiona cotação da carne (06:36)
Boi: preço da arroba atravessa a 1ª quinzena praticamente estável (06:35)
Dividendo a minoritários pressiona caixa da Marfrig (06:31)
JBS amplia unidades já autorizadas a vender à China (06:28)
Setor produtivo e governo debatem medidas de prevenção à peste suína e clássica (06:22)
Boi: Mercado sustentado em São Paulo (06:21)
Milho: Após três dias com fortes baixas, Bolsa de Chicago registra leves ganhos nesta quinta (06:20)
Soja: com vendas de mais de 3 mi de t nas últimas duas semanas, preços seguem fortes (06:18)
Com aquisições e IPO nos EUA no radar, ações da JBS disparam (06:16)
Quinta-Feira, 15/08
Parceria entre ABPA e Apex-Brasil viabiliza ação de imagem internacional com jornalistas estrangeiros (12:54)
Sindiavipar comunica redução do investimento para participação do VI Workshop Sindiavipar (12:39)
Parceria Asgav/OVOS RS e Wallmart realizam 2ª etapa da promoção especial na área de comercialização de ovos (10:59)
Receita pode reconhecer integração vertical às cooperativas (10:40)
JBS lucrou R$ 2,2 bi no segundo trimestre (10:21)
Produção agroindustrial volta a perder força (08:16)
PIB do agro cresce em maio e acumula alta no ano, diz Cepea (07:58)
Agronegócio do Brasil soma US$ 9,2 bi em exportações em julho, queda de 3,4% (07:57)
Milho: baixas voltam e cotações de Chicago caem mais de 12% na semana (07:54)
Soja sobe mais de 1% nos portos do BR nesta 4ª feira e dia é de fortes negócios (07:53)
Possível abertura da Indonésia à carne bovina anima frigoríficos (07:48)
Preços do boi gordo subiram em Mato Grosso do Sul (07:47)
Ministra visitará países árabes em setembro (07:46)
Rigor total para manter as doenças longe dos planteis catarinenses (07:45)
Quarta-Feira, 14/08
Abate inspecionado de frangos caiu 1,5% em relação ao TRIM anterior (09:52)
IBGE: cresceu, em comparação ao mesmo trimestre de 2018, o abate de bovinos, suínos e frangos (09:52)
Volume de ovos cresceu 5,8% na comparação anual, aponta IBGE (09:51)
China frustra previsões do governo e de frigoríficos (09:00)
Presidente do Codex Alimentarius garante a segurança dos alimentos produzidos no Brasil (07:34)
Visita ao laboratório de análises de qualidade de ovos da Secretaria de Agricultura e Abastecimento paulista (07:33)
Valor da Produção Agropecuária deve atingir R$ 603,4 bilhões em 2019 (07:32)
Terça-Feira, 13/08
“Ovo” vegano será um dos temas na Conferência da Fi South America 2019 (13:15)
Avicultores conhecem os pontos críticos e fatores de sucesso no processo de medicação (11:30)
IOB conclui participação na Feira da Avicultura do Nordeste (11:18)
SP: preços agrícolas fecham o mês de julho com queda de 0,04% (11:10)
Brasil passa a controlar mais de 50% da exportação de soja (09:03)
Milho: USDA amplia produtividade dos EUA e cotações despencam em Chicago nesta 2ªfeira (08:16)
Soja: preços no Brasil driblam quedas de Chicago e sobem até 4% no interior nesta 2ª (08:13)
Santa Catarina responde por 58% das exportações brasileiras de carne suína (08:00)
Segunda-feira calma no mercado do boi gordo (07:50)
Senado debate consequências do fracking para extração de minérios (07:34)