Segunda-feira, 22 de Julho de 2019
Matérias-Primas

América do Sul supera Estados Unidos na exportação de milho

Brasil, Argentina e Paraguai deverão exportar 68 milhões nesta safra, acima dos 56 milhões dos EUA.
São Paulo, SP, 26 de Junho de 2019 - Os três principais produtores de milho da América do Sul —
Brasil, Argentina e Paraguai — deverão atingir produção de 155 milhões de toneladas de milho neste ano.

Esse volume tão grande dá aos países da região potencial para superar as exportações dos Estados Unidos. O próprio Usda (Departamento de Agricultura dos EUA) prevê esse cenário.

Nos números do órgão americano, as vendas externas do Brasil e de seus vizinhos deverão somar 68 milhões de toneladas, acima
dos 56 milhões dos EUA.

É muito cedo para estimativas referentes à safra 2019/20, mas a América do Sul também poderá superar os Estados Unidos, tradicional líder mundial nas exportações desse cereal.

Mais uma vez tomando como base os números do governo americano, os
três países sul-americanos deverão colocar 70 milhões de toneladas para fora de suas fronteiras em 2019/20.
Nesse mesmo período, os Estados Unidos, que têm sérios problemas na safra deste ano, exportarão apenas 55 milhões de toneladas.

Esse número poderá ainda ser revisto para baixo. O início da safra americana foi tão complicado que, pela primeira vez na história, o Usda reviu estimativas de área e de produção no início deste mês. Tradicionalmente essa revisão é feita apenas no final de junho.
Por ora, as estimativas de produção em 2019/20 recuam para 348 milhões de toneladas nos EUA. As previsões iniciais eram de 382 milhões.

O cenário ruim para as lavouras deste ano, que já apontam perda de
produtividade, faz com que muitos produtores americanos segurem o
produto da safra passada, reduzindo ainda mais o potencial das vendas externas de 56 milhões. Inicialmente, o Usda contava com comercialização de 63 milhões para este ano.

Os Estados Unidos já vinham perdendo participação no mercado externo para a Ucrânia, que teve uma grande safra —34 milhões de toneladas.

No segundo semestre, entram com força no mercado internacional
Brasil e Argentina, ambos com colheitas recordes neste ano: 101
milhões e 50 milhões de toneladas, respectivamente.

A demanda externa é grande e os dois países da América do Sul vão disputar mês a mês o segundo posto de maior exportador mundial. Mesmo com a queda nas vendas externas, os Estados Unidos se manterão na liderança mundial.

Essa disputa pelo mercado externo deve aquecer os preços do cereal e incentivar o plantio na próxima safra nos principias países produtores.
(Folha de São Paulo) (Mauro Zafalon)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 22/07
Granja Higashi é campeã em ovos brancos e vermelhos (09:13)
Nova diretoria da AVES é eleita para gestão 2019-2021 (08:53)
Bastos é disparado o principal produtor de ovos paulista: são 5 bilhões por ano (08:39)
Evonik e Vland ampliam parceria (08:28)
Frango: carne tem maior competitividade, mas ritmo de negócios está lento (08:13)
Ovos: com mercado calmo, preços seguem estáveis (08:12)
Boi Gordo: mercado de reposição ganhando ritmo (08:10)
Soja recua nesta 2ª feira na CBOT (08:00)
Em Chicago, mercado do milho encerrou o pregão de 6ª feira do lado positivo da tabela (07:49)
Sexta-Feira, 19/07
Caminhoneiros reagem à tabela de frete e planejam ato para segunda (10:36)
Milho: “Chove em Chicago” (08:59)
BRF começa a deixar turbulências para trás (08:57)
Quinta-Feira, 18/07
China vai inspecionar frigoríficos brasileiros por vídeo (14:16)
Demanda chinesa por carnes amplia exportações da UE (08:55)
Após divergências com a ministra, presidente da Embrapa é demitido (08:53)
Paraná deverá liderar produção de carnes, prevê especialista (07:44)
Itaú BBA aponta tendências de faturamento das carnes em 2019 (07:43)
Frango/BTG: fundamentos no curto prazo são bons; pico do ciclo pode estar próximo (00:42)
Quarta-Feira, 17/07
Zoetis destaca Magniplex na Festa do Ovo, em Bastos/SP (13:31)
Polinutri garante presença na tradicional Festa do Ovo de Bastos (11:39)
ANTT cede a caminhoneiros em tabela do frete (09:00)
Aviagen reúne representantes das principais empresas avícolas da América Latina para evento técnico nos EUA (08:16)
Custos de produção de suínos e de frangos de corte disparam em junho (08:11)
Mercado do boi gordo está perdendo força (08:07)
Mercado do milho finaliza a pregão nesta 3ª feira em campo negativo na CBOT (08:03)
Soja fecha com baixas de dois dígitos em Chicago (08:00)
Instituto Ovos Brasil patrocina 3ª edição da Corrida da Festa do Ovo (07:42)
Terça-Feira, 16/07
Yamasa participa da Festa do Ovo 2019, patrocina Concurso de Qualidade de Ovos de Bastos e Corrida da Festa do Ovo (12:04)
Boehringer Ingelheim Saúde Animal confirma presença na Festa do Ovo de Bastos 2019 e reforça seu compromisso com o segmento de postura (12:00)
Valor da Produção Agropecuária é estimado em R$ 602,8 bilhões em 2019 (11:30)
Milho: Mercado inicia sessão nesta 3ª feira com baixas em Chicago (09:34)
Plantio atrasado nos EUA estende impacto do clima sobre preço de grãos (09:22)
Mercosul acelera vigência de acordo com UE (09:19)
Levantamentos indicam que geada não comprometeu oferta de produtos (08:31)
PIB do agronegócio cresce 0,04% em abril (08:27)
Santa Catarina encerra o primeiro semestre com alta de 56% nas exportações de carnes (08:24)
Exportação de milho do Brasil no acumulado de julho já supera volume de junho (08:22)
Começo de semana parado no mercado do boi gordo (08:10)
Milho: mercado finaliza a sessão nesta 2ª feira com forte recuo na Bolsa de Chicago (08:08)
Soja fecha a 2ª feira com mais de 10 pts de queda na CBOT (08:00)