Segunda-feira, 22 de Julho de 2019
Matérias-Primas

Subprodutos fazem milho dos EUA mais competitivo
São Paulo, SP, 13 de Junho de 2019 - Os EUA continuarão a enfrentar forte concorrência da Argentina e do Brasil no comércio global de milho, mas a capacidade de processamento do grão para produção de etanol e seu subproduto DDG (grãos secos destilados) conferem ao país competitividade única nessa disputa. É o que destaca análise divulgada na terça-feira pelo Serviço Agrícola Estrangeiro do Departamento de Agricultura dos EUA (USDA). "Os EUA dominam o comércio mundial desses dois produtos", diz o texto.

Embora as perspectivas para os produtores americanos do grão não sejam das mais otimistas no momento, a comercialização dos derivados melhora o cenário. Segundo a análise, a renda dos agricultores também pode ser ampliada com a venda de milho para a fabricação de xarope de glicose e para rações. Conforme o USDA, apenas o processamento do grão para etanol e DDG gera entre US$ 4 bilhões e US$ 5 bilhões ao ano para os americanos, levando em conta vendas ao mercados europeu e à China - antes da imposição de tarifas por Pequim em meio às disputas com Washington.

E este ano deve ser mais promissor, já que em maio a União Europeia revogou uma lei antidumping sobre o etanol americano, que vigorava desde a safra 2011/12, que deverá abrir um novo mercado de US$ 700 milhões, diz o USDA. "Há oportunidades substanciais para a venda de DDG e etanol também fora da UE e da China". O órgão também informa que 80% do volume de milho que estima para uso nos EUA é destinado à produção de etanol, e que parte do biocombustível é exportado - na safra 2017/18, os embarques representaram cerca de 10% da produção.

Para o USDA, quanto mais os subprodutos forem aproveitados, menos os produtores sentirão os reflexos da maior dificuldade que os EUA estão enfrentando para exportar o grão. Em maio, "apenas" 8 milhões de toneladas foram exportadas, menor patamar para o mês desde o ciclo 2012/13. "Em resposta às fortes chuvas nos últimos meses na região produtora, os preços do milho americano subiram muito e as vendas foram mais lentas".

Além disso, há uma forte oferta na América do Sul, que tira mercado dos EUA. "Após quatro ciclos de crescimento, as exportações americanas de milho deverão cair em 2019/20", diz o texto. O USDA considera que os EUA exportarão 55 milhões de toneladas em 2019/20, 3 milhões a menos que no ciclo atual. Os embarques do Brasil, prevê o órgão, crescerão de 33 milhões para 35 milhões de toneladas, e os da Argentina de 30 milhões para 33,5 milhões.

(Valor) (Fernanda Pressinott )
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 22/07
Granja Higashi é campeã em ovos brancos e vermelhos (09:13)
Nova diretoria da AVES é eleita para gestão 2019-2021 (08:53)
Bastos é disparado o principal produtor de ovos paulista: são 5 bilhões por ano (08:39)
Evonik e Vland ampliam parceria (08:28)
Frango: carne tem maior competitividade, mas ritmo de negócios está lento (08:13)
Ovos: com mercado calmo, preços seguem estáveis (08:12)
Boi Gordo: mercado de reposição ganhando ritmo (08:10)
Soja recua nesta 2ª feira na CBOT (08:00)
Em Chicago, mercado do milho encerrou o pregão de 6ª feira do lado positivo da tabela (07:49)
Sexta-Feira, 19/07
Caminhoneiros reagem à tabela de frete e planejam ato para segunda (10:36)
Milho: “Chove em Chicago” (08:59)
BRF começa a deixar turbulências para trás (08:57)
Quinta-Feira, 18/07
China vai inspecionar frigoríficos brasileiros por vídeo (14:16)
Demanda chinesa por carnes amplia exportações da UE (08:55)
Após divergências com a ministra, presidente da Embrapa é demitido (08:53)
Paraná deverá liderar produção de carnes, prevê especialista (07:44)
Itaú BBA aponta tendências de faturamento das carnes em 2019 (07:43)
Frango/BTG: fundamentos no curto prazo são bons; pico do ciclo pode estar próximo (00:42)
Quarta-Feira, 17/07
Zoetis destaca Magniplex na Festa do Ovo, em Bastos/SP (13:31)
Polinutri garante presença na tradicional Festa do Ovo de Bastos (11:39)
ANTT cede a caminhoneiros em tabela do frete (09:00)
Aviagen reúne representantes das principais empresas avícolas da América Latina para evento técnico nos EUA (08:16)
Custos de produção de suínos e de frangos de corte disparam em junho (08:11)
Mercado do boi gordo está perdendo força (08:07)
Mercado do milho finaliza a pregão nesta 3ª feira em campo negativo na CBOT (08:03)
Soja fecha com baixas de dois dígitos em Chicago (08:00)
Instituto Ovos Brasil patrocina 3ª edição da Corrida da Festa do Ovo (07:42)
Terça-Feira, 16/07
Yamasa participa da Festa do Ovo 2019, patrocina Concurso de Qualidade de Ovos de Bastos e Corrida da Festa do Ovo (12:04)
Boehringer Ingelheim Saúde Animal confirma presença na Festa do Ovo de Bastos 2019 e reforça seu compromisso com o segmento de postura (12:00)
Valor da Produção Agropecuária é estimado em R$ 602,8 bilhões em 2019 (11:30)
Milho: Mercado inicia sessão nesta 3ª feira com baixas em Chicago (09:34)
Plantio atrasado nos EUA estende impacto do clima sobre preço de grãos (09:22)
Mercosul acelera vigência de acordo com UE (09:19)
Levantamentos indicam que geada não comprometeu oferta de produtos (08:31)
PIB do agronegócio cresce 0,04% em abril (08:27)
Santa Catarina encerra o primeiro semestre com alta de 56% nas exportações de carnes (08:24)
Exportação de milho do Brasil no acumulado de julho já supera volume de junho (08:22)
Começo de semana parado no mercado do boi gordo (08:10)
Milho: mercado finaliza a sessão nesta 2ª feira com forte recuo na Bolsa de Chicago (08:08)
Soja fecha a 2ª feira com mais de 10 pts de queda na CBOT (08:00)