Quarta-feira, 19 de Junho de 2019
Matérias-Primas

Soja: semana de bons negócios no Brasil
Campinas, SP, 20 de Maio de 2019 - Os preços da soja fecharam o pregão da última sexta-feira (17), na Bolsa de Chicago, com mais de 20 pontos de queda. As cotações foram pressionadas por um movimento de realização de lucros e pelas informações de que a China está descartando novas negociações com os EUA no curto prazo diante do que chamou de "imposições" do presidente Donald Trump.

Assim, o vencimento terminou o dia com US$ 8,21 por bushel, com queda de 18 pontos. Em relação à última sexta-feira, porém, a posição tem uma alta de 1,48% Já o agosto, que terminou com US$ 8,28 e perdendo 18,25 pontos, subiu em relação ao dia 10, 1,60%.

Com as baixas em Chicago, os prêmios subiram no Brasil e superaram os 100 pontos, como relatou o diretor do Grupo Labhoro, Ginaldo Sousa, em entrevista ao Notícias Agrícolas nesta sexta. Algumas posições chegaram a bater os 110 pontos acima dos valores da CBOT diante, não só do recuo no quadro internacional, mas também da forte demanda pela soja do Brasil.

E não só pelos prêmios, mas os preços da soja no mercado brasileiro foram favorecidos também pelo dólar. A moeda americana voltou a disparar e terminou a sexta-feira nos R$ 4,10, com alta de 1,62%. Na máxima do dia, a divisa bateu nos R$ 4,11 e o fechamento é o mais alto desde 19 de setembro.

O dólar subiu, na semana, 4% frente ao incerto e aquecido cenário político nacional, bem como pela elevada aversão ao risco no internacional, intensificada, principalmente, pelas questões da guerra comercial entre China e Estados Unidos. O sentimento do mercado financeiro global é de que um acordo entre as duas maiores economias esteja cada vez mais distante.

Assim, nos melhores momentos do dia - e da semana -, os preços da soja nos portos brasileiros variaram entre R$ 80,00 e R$ 81,50 por saca e motivaram bons negócios. Ainda como explicou Sousa, os três pés de formação dos preços da soja no mercado brasileiro se mostraram positivos nos últimos dias - já que Chicago caiu, nesta sexta-feira, depois de três dias consecutivos de altas fortes - e criaram um "momento ímpar" para o produtor brasileiro.

Somente na última terça-feira (14), quando os preços dispararam na Bolsa de Chicago e fecharam com ganhos de quase 30 pontos - o Brasil negociou aproximadamente dois milhões de toneladas de soja entre portos e interior.

Para o presidente da AgResource (ARC), Dan Basse, os chineses poderiam esperar os resultados das eleições presidenciais em 2020 para voltar a negociar efetivamente com os EUA, o que amplia ainda mais as oportunidades para a soja brasileira.

"Isso quer dizer que o Brasil pode ser o maior exportador para a China até o começo de 2021", diz. "O importante será saber aproveitar as oportunidades que o mercado vai trazer a partir de agora", finalizou.
(Notícias Agrícolas) (Carla Mendes)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quarta-Feira, 19/06
Terça-Feira, 18/06
Brasil exportará recorde de 38 mi t de milho no ano, com vendas até aos EUA, diz Agroconsult (11:02)
GTFoods comemora 27 anos (09:01)
Recorde na exportação de milho (08:59)
Plano Safra confirma crédito mais caro (08:56)
Maior produtora de carne dos EUA lança hambúrguer que usa ervilha (07:29)
Saem de Paranaguá, no litoral paranaense, 38% das exportações brasileiras da carne de frango (07:28)
Segunda-Feira, 17/06
2a Conbrasul Ovos destaca transformação global da produção de ovos e desafios do setor na manha desta segunda 17 (13:15)
Valor da Produção Agropecuária de 2019 é de R$ 600,93 bilhões (13:12)
Controle de cascudinhos é tema de palestra no Espírito Santo (11:39)
Preço firme do milho, apesar de safra recorde, testa setor de carnes do Brasil (11:07)
AVES participa de debate sobre a incorporação da Laticínios Veneza a Coopeavi (08:41)
MSD Saúde Animal apoia 2ª Edição do Conbrasul (08:39)
Jinc abre inscrições para a 13ª edição em Concórdia-SC (08:35)
Aviagen América Latina e Pluma Agroavícola Reforçam Compromisso para o Crescimento de Seus Negócios (08:30)
Acordo sanitário com a China deve ser revisado (08:28)
Ministério prevê retomada da venda de carne aos EUA (08:15)
Brasil acionará OMC para contestar barreira da Indonésia a carne de frango (08:13)
Cotações do milho registram maior patamar dos últimos 5 anos na Bolsa de Chicago (08:12)
Soja: Com boas e persistentes chuvas previstas nos EUA, mercado fecha 6ª em alta na CBOT (08:05)
Mais real e apenas com o 'boi China' melhor, mercado do boi renova esperança para esta semana (08:04)
Brasil recorre à OMC contra barreira da Indonésia ao frango brasileiro (07:47)
Sexta-Feira, 14/06
Redução do uso de Antibióticos é tema de palestra promovida pela Vetanco (12:53)
Prevenção contra a PSA (11:11)
É hora de reorganizar os negócios, diz CEO da BRF (06:35)
Frigoríficos já podem retomar exportação de carne bovina à China (06:33)
Consumo de carne suína em baixa na China (06:31)
Mercado do boi 'acordou' mais tarde, reagiu e já mostrou negócios pré crise da vaca louca (06:27)
Mercado do boi gordo está ganhando firmeza (06:25)
Brasil volta a exportar carne bovina para China (06:21)
Governo gaúcho reativa Câmaras Setoriais e Temáticas (06:18)
Conselho do Agro debate reforma tributária (06:17)
Abatedouro de aves é inaugurado no Parque Agroindustrial de Gurupi (GO) (06:15)
Justiça alemã valida morte de milhões de pintos machos na indústria (06:14)
Autoridades brasileiras e argentinas pedem corredor do milho e internacionalização de aeroporto (06:13)
Consumir carne de frango ao invés da bovina já diminui impactos ambientais (06:12)
Em 2040, 60% da carne consumida no mundo não será de origem animal (06:09)
Saldo da balança do agronegócio foi de US$ 8,6 bilhões em maio (06:07)
Mercado do milho fecha a sessão desta 5ª com com forte avanço em Chicago (06:06)
Soja: produtor brasileiro tem momento de melhores patamares em Chicago e prêmios altos (06:03)
Quinta-Feira, 13/06
SP: Preços Agropecuários recuam 1,76% no fechamento do mês de maio (15:05)
Suínos: liquidez aquecida nos mercados interno e externo eleva preços (14:41)
Brasil volta a exportar carne bovina para China (12:11)
Setor de equipamentos participa em peso do SIAVS 2019 (12:09)
IBGE: abate de frangos, no 1º trimestre, recua 2,0% em relação ao mesmo período de 2018 (11:27)
Ovos de galinha: produção cresce 6,0% e tem melhor 1º tri desde 1997, diz IBGE (11:26)
Korin investe em fábrica para ração de frangos (08:23)
Subprodutos fazem milho dos EUA mais competitivo (08:21)
Cooperativas de crédito ganham força (08:19)
Marfrig descarta ter que comprar ações da National Beef (08:15)
Mercado do boi ganha firmeza (08:10)
Previsão de mais chuvas e incerteza sobre produção deixa milho levemente mais valorizado nesta 4ª feira em Chicago (08:05)
Soja sobe quase 20 pts em Chicago nesta 4ª feira (08:00)