Sábado, 20 de Julho de 2019
Matérias-Primas

Cotações perdem força, mas milho encerra a quarta-feira ainda em alta na Bolsa de Chicago
Campinas, SP, 16 de Maio de 2019 - Ontem, quarta-feira (15), chegou ao fim com leves altas para os preços internacionais do milho futuro na Bolsa de Chicago (CBOT) após operar durante a maior parte do dia com grandes ganhos. As principais cotações registraram valorizações entre 0,75 e 1,00 ponto.

O vencimento julho/19 foi cotado à US$ 3,69, o setembro/19 valeu US$ 3,78 e o dezembro/19 foi negociado por US$ 3,88.

Segundo análise de Ben Potter da Farm Futures, Os preços do milho enfraqueceram durante a sessão de hoje, depois de capturar ganhos saudáveis ​​durante a noite e início da manhã, mas ainda assim ficaram um pouco mais altos em algumas compras técnicas leves.

“Os preços do milho começaram a subir novamente nesta manhã após a captura de 3% na terça-feira devido a preocupações com um ritmo de plantio muito lento até agora nesta primavera. Os futuros desvaneceram-se à medida que a sessão avançava mas ainda escapavam com ganhos fracionários”, apontou Potter.

Os analistas esperam dados medíocres de exportação de milho no relatório do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) da próxima quinta-feira, prevendo vendas de milho entre 11,8 milhões e 35,4 milhões de bushels para a semana encerrada em 9 de maio.

Já a produção de etanol dos EUA na semana encerrada em 10 de maio atingiu os níveis mais altos desde o início de janeiro, após atingir uma média diária de 1,051 milhão de barris.

Mercado interno

Já no mercado interno, os preços do milho disponível permaneceram sem movimentações em sua maioria. Em levantamento realizado pela equipe do Notícias Agrícolas, as únicas praças que apresentaram desvalorização foram Luís Eduardo Magalhães/BA (1,72% e preço de R$ 28,50), Oeste da Bahia (1,72% e preço de R$ 28,50) e Campo Novo do Parecis/MT (4,17% e preço de R$ 23,00).

Por outro lado, as valorizações foram percebidas em Castro/PR (1,56% e preço de R$ 32,50), Campinas/SP (2,97% e preço de R$ 33,98), Porto Paranaguá/PR (3,33% e preço de R$ 31,00) e Dourados/MS (11,54% e preço de R$ 29,00).

A XP Investimentos aponta que o mercado de grãos brasileiro está atento à cena externa, enquanto a comercialização local segue lenta. Lá fora, a volatilidade é grande por conta da Guerra Comercial entre EUA x China e do início do período de plantio norte americano. O direcional das referências fica indefinido, visto que outros problemas, como o alastramento da Peste Suína e a possível baixa na demanda de grãos para rações em território asiático, podem causar mudanças no quadro de oferta e demanda.

Nos portos brasileiros, tradings vão arbitrando Dólar e Chicago através dos prêmios. No Brasil, o início de colheita nos estados do Paraná e Mato Grosso, as previsões de safra recorde, os elevados estoques de passagem e os leilões da Conab inibem altas significativas.
(Notícias Agrícolas) (Guilherme Dorigatti)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Sábado, 20/07
Sexta-Feira, 19/07
Caminhoneiros reagem à tabela de frete e planejam ato para segunda (10:36)
Milho: “Chove em Chicago” (08:59)
BRF começa a deixar turbulências para trás (08:57)
Quinta-Feira, 18/07
China vai inspecionar frigoríficos brasileiros por vídeo (14:16)
Demanda chinesa por carnes amplia exportações da UE (08:55)
Após divergências com a ministra, presidente da Embrapa é demitido (08:53)
Paraná deverá liderar produção de carnes, prevê especialista (07:44)
Itaú BBA aponta tendências de faturamento das carnes em 2019 (07:43)
Frango/BTG: fundamentos no curto prazo são bons; pico do ciclo pode estar próximo (00:42)
Quarta-Feira, 17/07
Zoetis destaca Magniplex na Festa do Ovo, em Bastos/SP (13:31)
Polinutri garante presença na tradicional Festa do Ovo de Bastos (11:39)
ANTT cede a caminhoneiros em tabela do frete (09:00)
Aviagen reúne representantes das principais empresas avícolas da América Latina para evento técnico nos EUA (08:16)
Custos de produção de suínos e de frangos de corte disparam em junho (08:11)
Mercado do boi gordo está perdendo força (08:07)
Mercado do milho finaliza a pregão nesta 3ª feira em campo negativo na CBOT (08:03)
Soja fecha com baixas de dois dígitos em Chicago (08:00)
Instituto Ovos Brasil patrocina 3ª edição da Corrida da Festa do Ovo (07:42)
Terça-Feira, 16/07
Yamasa participa da Festa do Ovo 2019, patrocina Concurso de Qualidade de Ovos de Bastos e Corrida da Festa do Ovo (12:04)
Boehringer Ingelheim Saúde Animal confirma presença na Festa do Ovo de Bastos 2019 e reforça seu compromisso com o segmento de postura (12:00)
Valor da Produção Agropecuária é estimado em R$ 602,8 bilhões em 2019 (11:30)
Milho: Mercado inicia sessão nesta 3ª feira com baixas em Chicago (09:34)
Plantio atrasado nos EUA estende impacto do clima sobre preço de grãos (09:22)
Mercosul acelera vigência de acordo com UE (09:19)
Levantamentos indicam que geada não comprometeu oferta de produtos (08:31)
PIB do agronegócio cresce 0,04% em abril (08:27)
Santa Catarina encerra o primeiro semestre com alta de 56% nas exportações de carnes (08:24)
Exportação de milho do Brasil no acumulado de julho já supera volume de junho (08:22)
Começo de semana parado no mercado do boi gordo (08:10)
Milho: mercado finaliza a sessão nesta 2ª feira com forte recuo na Bolsa de Chicago (08:08)
Soja fecha a 2ª feira com mais de 10 pts de queda na CBOT (08:00)