Terça-feira, 16 de Julho de 2019
Saúde Animal

Situação da Peste Suína na China é calamitosa, alerta Marcos Yank
São Paulo, 13 de Maio de 2019 - A China, país que produz e consome mais da metade da carne suína mundial, vem sendo devastada por uma grave epidemia de peste suína africana.

A situação é calamitosa:
1. Estima-se perda de 134 milhões de cabeças — sobre um total de 684 milhões—, gerando uma queda da ordem de 20% na produção de carne suína, que pode chegar a 35% se o pior cenário desenhado pelo Rabobank se concretizar. O problema se agrava com o grande trânsito de animais dentro da China e com o Sudeste Asiático, além do fato de um quinto da produção doméstica vir da pequena produção de “fundo de quintal”, com alta exposição ao vírus e controle sanitário precário.

2. Para o Brasil, o principal impacto negativo da peste suína se dará sobre as exportações de soja, produto que lidera a pauta exportadora brasileira e componente essencial da ração de suínos e aves em propriedades tecnificadas. Estima-se uma queda de 5 milhões a 10 milhões de toneladas no nosso volume previsto de exportações para a China em 2019/20 (cerca de 10% da previsão inicial), um cenário que pode se agravar no ano que vem, ainda que terceiros países (Europa, principalmente) terão de comprar mais do Brasil para poder ampliar as suas exportações de carnes para a China.

3. Vencida a crise, no longo prazo teremos ganhos importantes com a inevitável mudança do modelo de produção de carnes da China: maior controle sanitário, escala e profissionalização dos produtores com melhoria da genética, manejo e nutrição dos animais, o que favorecerá um maior consumo de farelo de soja.
4. Há também a possibilidade de a China se abrir mais para a importação de carnes, que hoje respondem por menos de 5% do seu consumo. Mas esse segmento não crescerá de forma automática, como alguns querem crer. Ocorre que, ao contrário de commodities agrícolas como soja, algodão e celulose —para as quais o mercado encontra-se totalmente aberto para Brasil—, nas proteínas animais o acesso se dá por meio de um processo moroso e pouco transparente de habilitação de plantas industriais, caso a caso. Apenas 62 unidades brasileiras estão hoje autorizadas a exportar para a China, um número extremamente reduzido, sendo que só três estão autorizadas a exportar carne suína. No curto prazo, quem realmente ganhará mercado são frango e carne bovina, substitutos do suíno.
5. Atualmente, a China consome 84 kg de carnes por habitante/ano. A atual exportação de carnes do Brasil para China e Hong Kong equivale ao volume de 1 kg per capita/ano na China (1,4 milhão de toneladas). Ou seja, com só mais 1 kg/hab/ano, já estaríamos dobrando a exportação.

6. Uma última questão relevante é status sanitário brasileiro. Até aqui o Brasil escapou ileso das duas principais epidemias do mundo atual: gripe aviária e peste suína. Além da necessidade de reforçar todos os controles de defesa sanitária do país, o Brasil deveria pleitear a ampla aceitação de dois instrumentos fundamentais para garantir o acesso aos mercados, mesmo que parcial.

O primeiro é a “regionalização sanitária”, que comporta, por exemplo, o nosso status de área livre de febre aftosa com vacinação. O segundo é a “compartimentalização sanitária”, que é o reconhecimento de sistemas integrados livres de doenças graças à adoção de práticas mais elevadas de biossegurança e rastreabilidade. O Brasil já possui “compartimentos” em que o controle da gripe aviária é extremamente elevado, que hoje servem de exemplo para o mundo.

Todos os pontos aqui apresentados estão ligados a “lições de casa” que precisam ser feitas neste momento: visão estratégica, melhor coordenação do setor privado, medidas suplementares de defesa sanitária e negociação qualificada com nossos parceiros no exterior.

(Autores: Marcos Sawaya Jank, especialista em questões globais do agronegócio, e Rodrigo C. A. Lima, sócio-diretor da Agroicone e especialista em temas sanitários no comércio.

(Notícias Agrícolas) (redação)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Terça-Feira, 16/07
Yamasa participa da Festa do Ovo 2019, patrocina Concurso de Qualidade de Ovos de Bastos e Corrida da Festa do Ovo (12:04)
Boehringer Ingelheim Saúde Animal confirma presença na Festa do Ovo de Bastos 2019 e reforça seu compromisso com o segmento de postura (12:00)
Valor da Produção Agropecuária é estimado em R$ 602,8 bilhões em 2019 (11:30)
Milho: Mercado inicia sessão nesta 3ª feira com baixas em Chicago (09:34)
Plantio atrasado nos EUA estende impacto do clima sobre preço de grãos (09:22)
Mercosul acelera vigência de acordo com UE (09:19)
Levantamentos indicam que geada não comprometeu oferta de produtos (08:31)
PIB do agronegócio cresce 0,04% em abril (08:27)
Santa Catarina encerra o primeiro semestre com alta de 56% nas exportações de carnes (08:24)
Exportação de milho do Brasil no acumulado de julho já supera volume de junho (08:22)
Começo de semana parado no mercado do boi gordo (08:10)
Milho: mercado finaliza a sessão nesta 2ª feira com forte recuo na Bolsa de Chicago (08:08)
Soja fecha a 2ª feira com mais de 10 pts de queda na CBOT (08:00)
Segunda-Feira, 15/07
MSD Saúde Animal marca presença na Festa do Ovo (12:34)
SP: preços agropecuários sobem 2% em junho (12:18)
Ovos: preços têm comportamentos distintos dentre regiões (11:38)
Milho: com possível recorde em 18/19, comprador se retrai (11:37)
Soja: dólar recua e afasta vendedor, limitando liquidez (11:35)
Biovet Vaxxinova participa da Festa do Ovo em Bastos (SP) (09:19)
Concurso de Qualidade de Ovos de Bastos acontece nesta quarta-feira (07:52)
Pelo segundo ano, EUA veem Brasil na liderança mundial de soja (07:47)
Milho: mercado encerra sessão desta 6ª feira com fortes valorizações na Bolsa de Chicago (07:43)
Os perigos dos antibióticos para animais saudáveis (07:41)
Soja: clima quente e seco no Corn Belt puxam Chicago na 6ª (07:41)
Vendas externas do agro em junho somam US$ 8,34 bi (07:35)
Sexta-Feira, 12/07
Cobb-Vantress promove palestra sobre otimização na cadeia do frango no Avicultor 2019 (15:04)
Vetanco mais uma vez presente na Festa do Ovo (15:00)
ABPA leva proposta de logística setorial ao Ministro de Infraestrutura (14:56)
Fábrica dedicada de Toledo da De Heus conquista certificação (10:55)
Frango: China reduz compras, mas embarques totais do Brasil ainda sobem (10:20)
Suínos: mudança metodológica do Cepea entra em vigor a partir de 1º de agosto (10:18)
China reduz previsão de uso de milho em 2019/20 em 2 mi t por peste suína africana (10:07)
Aviagen realiza 56ª Escola Anual de Manejo de Produção em Huntsville, EUA (09:04)
Aditivos ajudam produtores de Bastos a aumentarem a rentabilidade das granjas (09:01)
Disputas entre EUA e China prejudicam resultados globais da Cargill (08:40)
Naufraga a tentativa de fusão entre BRF e Marfrig (08:38)
Carnes caminham na direção oposta à inflação (08:36)
Pelo segundo ano, EUA veem Brasil na liderança mundial de soja (08:35)
Desembolsos de crédito rural cresceram 9% em 2018/19, para R$ 176 bi (08:32)
SC busca soluções para recolhimento de carcaças nas propriedades rurais e para Rota do Milho (07:47)
Soja mantém estabilidade em Chicago nesta 6ª após USDA dentro do esperado (07:34)
Milho sobe 3% na Bolsa de Chicago após novos relatórios do USDA (07:30)
Quinta-Feira, 11/07
Avicultura mineira busca mobilizar associados para a Semana do Ovo 2019 (14:35)
Cobb-Vantress realiza nova edição do Workshop da Indústria Avícola (13:15)
Laura Villarreal é a nova gerente geral da MSD Saúde Animal Chile/Argentina (10:51)
Exportações de carne suína crescem 81% em junho (09:38)
Aviagen continua em dinâmica expansão pela América Latina (09:17)
Força da avicultura de Bastos leva IOB à Festa do Ovo (09:08)
Safra recorde de grãos deve chegar a 240,7 milhões de toneladas (08:24)
Suínos: embarques aumentam 24% e receita sobe 40% no 1º semestre (08:10)
Boi Gordo: preço do bezerro absorve aumento de produtividade (08:09)
Boi Gordo: pressão na arroba paulista na volta do feriado (08:06)
Soja tem estabilidade em Chicago nesta 5ª feira (08:04)
Milho: mercado encerra pregão desta 4ª feira com ganhos na CBOT (08:00)
Quarta-Feira, 10/07
Agronegócio responde por 70% das exportações catarinenses em 2019 (12:41)
Textos oficializam divergências entre UE e Mercosul sobre freio a importação (10:55)
CARNE DE FRANGO: exportações totais crescem 64% em junho (10:49)
Preparada para o crescimento, Cobb anuncia nova liderança sul-americana e diretor financeiro global (09:48)
A força feminina no agronegócio catarinense (09:29)
Brasileiro segue à frente do Codex Alimentarius (08:10)
América Latina mostra força na exportação agropecuária (08:00)
Terça-feira se encerra com queda nas cotações do milho em Chicago (07:51)
Soja: mercado tem 3ª feira de novas altas em Chicago (07:49)
Copacol investe R$ 32 milhões na ampliação do Incubatório de Goioerê (07:37)
Brasil e Paraguai fecham acordo para fortalecer controle sanitário na fronteira (07:36)