Terça-feira, 16 de Julho de 2019
Matérias-Primas

Clima colabora e safrinha de milho deve ser recorde
São Paulo, SP, 10 de Maio de 2019 - A antecipação do plantio de soja neste ciclo 2018/19 provocou perdas de produtividade nas lavouras da oleaginosa em diversos Estados do país, mas será responsável pela maior safrinha de milho da história. Isso porque praticamente 100% da área de inverno do cereal foi plantada dentro da "janela ideal" de semeadura - que vai até o fim de fevereiro -, o que garantiu bom rendimento.

Levantamento divulgado ontem pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) confirma o que já vinham sinalizando agricultores, analistas e consultorias: a safrinha será recorde. Conforme a estatal, o volume alcançará 69,1 milhões de toneladas, quase 30% maior que o do ciclo 2017/18, quando o clima foi desfavorável e provocou quebra em diversos polos produtivos, e volume superior ao recorde atual, de 2016/17 (67,4 milhões). Em relação à estimativa de abril, a de ontem apresenta aumento de 1 milhão de toneladas.



"As estrelas se alinharam e favoreceram a safrinha", brincou Guilherme Bellotti, analista sênior de agronegócio do Itaú BBA. Afora a janela ideal de plantio propiciada pela antecipação da semeadura de soja - que, geralmente, é a primeira cultura produzida na safra por agricultores que plantam milho safrinha -, o clima tem ajudado no desenvolvimento das lavouras.

"O clima acabou favorecendo bem. Não é à toa que temos visto sucessivas revisões de produção para cima", completou Bellotti. A própria Conab sinalizou que poderá efetuar novas correções para cima nos próximos meses. Isso porque, conforme o diretor de política agrícola e informações da estatal, Guilherme Bastos, as condições de solo e umidade estão "muito boas".

Nesta semana, a consultoria AgRural já foi mais otimista que a Conab, ao projetar a segunda safra de milho em 73,5 milhões de toneladas em 2018/19, 6 milhões de toneladas acima da projeção que divulgou em abril.

Se os sucessivos aumentos das projeções dão ânimo aos produtores, por outro faz cair as cotações do milho no mercado interno. Segundo o indicador de preços do milho da Esalq/BM&FBovespa, a saca de 60 quilos do cereal recuou 15% neste ano no mercado doméstico e cerca de 20% no acumulado de 12 meses.

No mercado externo, o cenário também não é muito animador, com cotações em queda em Chicago, refletindo impasses nas negociações entre Estados Unidos e China e as boas estimativas de produção no Brasil e na Argentina. Somente neste ano, a commodity acumula queda de 4,9% na bolsa de Chicago. Em 12 meses, a desvalorização é de 9,7%.

Ontem, a Conab manteve a perspectiva de abril de exportação de 31 milhões de toneladas de milho da safra 2018/19. Apesar de representar um aumento de pouco mais de 6 milhões de toneladas sobre o ciclo 2017/18, ainda será insuficiente para balancear a oferta de 110 milhões de toneladas - 95,3 milhões de toneladas de produção total no ciclo e estoques iniciais de 14,2 milhões de toneladas. O consumo interno do cereal está projetado em 62,5 milhões de toneladas.

"O Brasil teria de exportar mais para segurar quedas nos preços do milho, mas o cenário não é favorável", ponderou o analista do Itaú BBA. De acordo com ele, a questão do tabelamento do frete segue pressionando o preço do milho direcionado ao mercado exportador.

Ele pontua que atualmente, se a tabela fosse aplicada, representaria um aumento de entre R$ 5 e R$ 6 em relação ao valor precificado pelo mercado na rota de Sorriso (MT) até o porto de Paranaguá (PR). "Mas a verdade é que não temos milho para exportar neste momento. O que sabemos é que há um compromisso de maior fiscalização do frete aplicado e isso deve pesar na formação do preço do milho", disse.

Enquanto os fundamentos de oferta e demanda pelo cereal são baixistas, o produtor pode ter esperanças no cenário cambial. O dólar comercial tem flertado com a cotação de R$ 4, refletindo questões macroeconômicos e políticas, especialmente, o andamento da reforma da Previdência, que está na Comissão Especial da Câmara dos Deputados.

(Valor) (Kauanna Navarro)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Terça-Feira, 16/07
Yamasa participa da Festa do Ovo 2019, patrocina Concurso de Qualidade de Ovos de Bastos e Corrida da Festa do Ovo (12:04)
Boehringer Ingelheim Saúde Animal confirma presença na Festa do Ovo de Bastos 2019 e reforça seu compromisso com o segmento de postura (12:00)
Valor da Produção Agropecuária é estimado em R$ 602,8 bilhões em 2019 (11:30)
Milho: Mercado inicia sessão nesta 3ª feira com baixas em Chicago (09:34)
Plantio atrasado nos EUA estende impacto do clima sobre preço de grãos (09:22)
Mercosul acelera vigência de acordo com UE (09:19)
Levantamentos indicam que geada não comprometeu oferta de produtos (08:31)
PIB do agronegócio cresce 0,04% em abril (08:27)
Santa Catarina encerra o primeiro semestre com alta de 56% nas exportações de carnes (08:24)
Exportação de milho do Brasil no acumulado de julho já supera volume de junho (08:22)
Começo de semana parado no mercado do boi gordo (08:10)
Milho: mercado finaliza a sessão nesta 2ª feira com forte recuo na Bolsa de Chicago (08:08)
Soja fecha a 2ª feira com mais de 10 pts de queda na CBOT (08:00)
Segunda-Feira, 15/07
MSD Saúde Animal marca presença na Festa do Ovo (12:34)
SP: preços agropecuários sobem 2% em junho (12:18)
Ovos: preços têm comportamentos distintos dentre regiões (11:38)
Milho: com possível recorde em 18/19, comprador se retrai (11:37)
Soja: dólar recua e afasta vendedor, limitando liquidez (11:35)
Biovet Vaxxinova participa da Festa do Ovo em Bastos (SP) (09:19)
Concurso de Qualidade de Ovos de Bastos acontece nesta quarta-feira (07:52)
Pelo segundo ano, EUA veem Brasil na liderança mundial de soja (07:47)
Milho: mercado encerra sessão desta 6ª feira com fortes valorizações na Bolsa de Chicago (07:43)
Os perigos dos antibióticos para animais saudáveis (07:41)
Soja: clima quente e seco no Corn Belt puxam Chicago na 6ª (07:41)
Vendas externas do agro em junho somam US$ 8,34 bi (07:35)
Sexta-Feira, 12/07
Cobb-Vantress promove palestra sobre otimização na cadeia do frango no Avicultor 2019 (15:04)
Vetanco mais uma vez presente na Festa do Ovo (15:00)
ABPA leva proposta de logística setorial ao Ministro de Infraestrutura (14:56)
Fábrica dedicada de Toledo da De Heus conquista certificação (10:55)
Frango: China reduz compras, mas embarques totais do Brasil ainda sobem (10:20)
Suínos: mudança metodológica do Cepea entra em vigor a partir de 1º de agosto (10:18)
China reduz previsão de uso de milho em 2019/20 em 2 mi t por peste suína africana (10:07)
Aviagen realiza 56ª Escola Anual de Manejo de Produção em Huntsville, EUA (09:04)
Aditivos ajudam produtores de Bastos a aumentarem a rentabilidade das granjas (09:01)
Disputas entre EUA e China prejudicam resultados globais da Cargill (08:40)
Naufraga a tentativa de fusão entre BRF e Marfrig (08:38)
Carnes caminham na direção oposta à inflação (08:36)
Pelo segundo ano, EUA veem Brasil na liderança mundial de soja (08:35)
Desembolsos de crédito rural cresceram 9% em 2018/19, para R$ 176 bi (08:32)
SC busca soluções para recolhimento de carcaças nas propriedades rurais e para Rota do Milho (07:47)
Soja mantém estabilidade em Chicago nesta 6ª após USDA dentro do esperado (07:34)
Milho sobe 3% na Bolsa de Chicago após novos relatórios do USDA (07:30)
Quinta-Feira, 11/07
Avicultura mineira busca mobilizar associados para a Semana do Ovo 2019 (14:35)
Cobb-Vantress realiza nova edição do Workshop da Indústria Avícola (13:15)
Laura Villarreal é a nova gerente geral da MSD Saúde Animal Chile/Argentina (10:51)
Exportações de carne suína crescem 81% em junho (09:38)
Aviagen continua em dinâmica expansão pela América Latina (09:17)
Força da avicultura de Bastos leva IOB à Festa do Ovo (09:08)
Safra recorde de grãos deve chegar a 240,7 milhões de toneladas (08:24)
Suínos: embarques aumentam 24% e receita sobe 40% no 1º semestre (08:10)
Boi Gordo: preço do bezerro absorve aumento de produtividade (08:09)
Boi Gordo: pressão na arroba paulista na volta do feriado (08:06)
Soja tem estabilidade em Chicago nesta 5ª feira (08:04)
Milho: mercado encerra pregão desta 4ª feira com ganhos na CBOT (08:00)
Quarta-Feira, 10/07
Agronegócio responde por 70% das exportações catarinenses em 2019 (12:41)
Textos oficializam divergências entre UE e Mercosul sobre freio a importação (10:55)
CARNE DE FRANGO: exportações totais crescem 64% em junho (10:49)
Preparada para o crescimento, Cobb anuncia nova liderança sul-americana e diretor financeiro global (09:48)
A força feminina no agronegócio catarinense (09:29)
Brasileiro segue à frente do Codex Alimentarius (08:10)
América Latina mostra força na exportação agropecuária (08:00)
Terça-feira se encerra com queda nas cotações do milho em Chicago (07:51)
Soja: mercado tem 3ª feira de novas altas em Chicago (07:49)
Copacol investe R$ 32 milhões na ampliação do Incubatório de Goioerê (07:37)
Brasil e Paraguai fecham acordo para fortalecer controle sanitário na fronteira (07:36)