Terça-feira, 20 de Agosto de 2019
Processamento

Apesar da crise, indústria de processamento de alimentos cresce 2%

Relatório de técnicos do Usda aponta bom desempenho do setor no Brasil.
São Paulo, SP, 26 de Abril de 2019 - A indústria de processamento de alimentos cresceu 2,1% no ano passado e movimentou R$ 656 bilhões. Apesar da fraqueza da economia, é um setor que cresce internamente e eleva as importações.

Com isso, o Brasil já se posiciona entre os maiores do mundo nesse
segmento, que representa 9,6% do PIB (Produto Interno Bruto).
O Brasil é o quinto principal país do mundo em alimentos embalados, atrás de Estados Unidos, China, Japão e Alemanha.

Apesar das incertezas na aprovação das reformas econômicas, o país
continua gerando oportunidades para investimentos estrangeiros na
alimentação.

As informações fazem parte de um relatório feito pelo Escritório de Comércio Agrícola do Usda (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) no Brasil.

Os consumidores se ajustam a novos padrões de alimentação e permitem um crescimento nas importações, que atingiram US$ 2,8 bilhões (R$ 10 bilhões) em 2018, superando em 3% os valores de 2017.

As exportações dos Estados Unidos para o Brasil aumentaram 19% e
permitiram que os americanos fossem responsáveis por 11% do que os
brasileiros importaram nesse setor.

A liderança é da União Europeia, que forneceu 31% do que o país importou, seguida do Mercosul, que ficou com 27%.
Estão na lista dessas importações derivados de carnes, café, cereais, óleos, derivados de trigo, frutas e processadas, entre outros.

Apesar das incertezas na aprovação das reformas econômicas, o país
continua gerando oportunidades para investimentos estrangeiros na
alimentação.

As informações fazem parte de um relatório feito pelo Escritório de Comércio Agrícola do Usda (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos) no Brasil.

Os consumidores se ajustam a novos padrões de alimentação e permitem um crescimento nas importações, que atingiram US$ 2,8 bilhões (R$ 10 bilhões) em 2018, superando em 3% os valores de 2017.

As exportações dos Estados Unidos para o Brasil aumentaram 19% e
permitiram que os americanos fossem responsáveis por 11% do que os
brasileiros importaram nesse setor.

A liderança é da União Europeia, que forneceu 31% do que o país importou, seguida do Mercosul, que ficou com 27%.
Estão na lista dessas importações derivados de carnes, café, cereais, óleos, derivados de trigo, frutas e processadas, entre outros.
(Folha de São Paulo) (Mauro Zafalon)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Terça-Feira, 20/08
Vetanco registra presença na 60ª Festa do Ovo (12:32)
Setor de genética avícola lança marca internacional (10:35)
O Brasil que é exemplo para o mundo, por Francisco Turra (10:32)
Após conquista da carne, ovo sintético é novo horizonte (09:36)
FACTA promove curso de ambiência e bem-estar na avicultura e suinocultura em Dourados (MS) (09:34)
SIAVS ganha lançamento de vacina bivalente inativada contra salmonelas do Biovet Vaxxinova (08:37)
Falta 1 semana para o Prêmio Imprensa 2019 do IOB (08:29)
Seara lança linha completa de carne de frango orgânica (08:22)
Boi: mercado do boi com cotações estáveis (08:12)
Milho: clima e exportações americanas atuam para desvalorizar cotações em Chicago (08:10)
China eleva compra de soja em grão da Rússia (08:09)
Soja: mercado futuro encerra o pregão desta 2ª feira com fortes desvalorizações na Bolsa de Chicago (08:08)
Produtores rurais participam de palestra sobre inspeção de ovos e abatedouro de aves (08:00)
Produtores já podem ter acesso a novo programa de composição de dívidas rurais (07:58)
UNIDO e CIBiogás promovem treinamento sobre biogás (07:54)
EUA: incêndio em abatedouro derruba preço da carne bovina (07:53)
Segunda-Feira, 19/08
APINCO elege nova diretoria e comemora 40 anos de fundação (12:07)
De Heus apresenta soluções nutricionais sustentáveis no SIAVS (10:24)
Milho: queda externa pressiona cotações nos portos brasileiros (10:23)
Soja: com vendedores retraídos, preços sobem (10:21)
Milho: Semana começa com cotações desvalorizadas em Chicago (09:52)
AVES e ASES se reúnem com presidente do IDAF para tratar de assuntos voltados para os dois setores (08:49)
Milho: olho nas lavouras (08:26)
Soja: pés no chão (08:24)
Grãos e carnes movem avanço da Frísia (08:18)
Soja sobe mais de 16% em reais por saca desde maio no porto de Paranaguá (08:07)
Milho: cotações sobem 3% nesta sexta-feira, mas acumulam queda de mais de 9% na semana (08:04)
China disputa soja do Brasil com processadores locais; preços sobem 10% no mês (08:01)
Boi: Mercado futuro encerra a sessão nesta 6ª feira sem grandes movimentações na Bolsa Brasileira (07:45)
Sexta-Feira, 16/08
Frango: preço do milho cai e favorece poder de compra do avicultor (16:37)
Soja: a guerra, de novo (07:20)
ICC Brazil participa do SIAVS 2019 (06:58)
Suínos: maior volume estocado pressiona cotação da carne (06:36)
Boi: preço da arroba atravessa a 1ª quinzena praticamente estável (06:35)
Dividendo a minoritários pressiona caixa da Marfrig (06:31)
JBS amplia unidades já autorizadas a vender à China (06:28)
Setor produtivo e governo debatem medidas de prevenção à peste suína e clássica (06:22)
Boi: Mercado sustentado em São Paulo (06:21)
Milho: Após três dias com fortes baixas, Bolsa de Chicago registra leves ganhos nesta quinta (06:20)
Soja: com vendas de mais de 3 mi de t nas últimas duas semanas, preços seguem fortes (06:18)
Com aquisições e IPO nos EUA no radar, ações da JBS disparam (06:16)
Quinta-Feira, 15/08
Parceria entre ABPA e Apex-Brasil viabiliza ação de imagem internacional com jornalistas estrangeiros (12:54)
Sindiavipar comunica redução do investimento para participação do VI Workshop Sindiavipar (12:39)
Parceria Asgav/OVOS RS e Wallmart realizam 2ª etapa da promoção especial na área de comercialização de ovos (10:59)
Receita pode reconhecer integração vertical às cooperativas (10:40)
JBS lucrou R$ 2,2 bi no segundo trimestre (10:21)
Produção agroindustrial volta a perder força (08:16)
PIB do agro cresce em maio e acumula alta no ano, diz Cepea (07:58)
Agronegócio do Brasil soma US$ 9,2 bi em exportações em julho, queda de 3,4% (07:57)
Milho: baixas voltam e cotações de Chicago caem mais de 12% na semana (07:54)
Soja sobe mais de 1% nos portos do BR nesta 4ª feira e dia é de fortes negócios (07:53)
Possível abertura da Indonésia à carne bovina anima frigoríficos (07:48)
Preços do boi gordo subiram em Mato Grosso do Sul (07:47)
Ministra visitará países árabes em setembro (07:46)
Rigor total para manter as doenças longe dos planteis catarinenses (07:45)
Quarta-Feira, 14/08
Abate inspecionado de frangos caiu 1,5% em relação ao TRIM anterior (09:52)
IBGE: cresceu, em comparação ao mesmo trimestre de 2018, o abate de bovinos, suínos e frangos (09:52)
Volume de ovos cresceu 5,8% na comparação anual, aponta IBGE (09:51)
China frustra previsões do governo e de frigoríficos (09:00)
Presidente do Codex Alimentarius garante a segurança dos alimentos produzidos no Brasil (07:34)
Visita ao laboratório de análises de qualidade de ovos da Secretaria de Agricultura e Abastecimento paulista (07:33)
Valor da Produção Agropecuária deve atingir R$ 603,4 bilhões em 2019 (07:32)