Segunda-feira, 22 de Julho de 2019
Política Agrícola

Pesquisa inédita da CNA aponta demandas dos produtores rurais
Brasília, 12 de Abril de 2019 - Uma pesquisa inédita da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) feita com produtores rurais de todo o país identificou as principais demandas e gargalos do segmento. O levantamento mostrou que 59,93% dos entrevistados disseram que o crédito rural é a demanda mais importante para o campo.

O resultado do trabalho foi entregue nesta quinta-feira (11/4) pelo presidente da CNA, João Martins, ao secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Marcos Montes, durante o painel sobre o Selo de Integridade do Mapa, em Brasília.

Na avaliação de Martins, o levantamento é fundamental para a discussão de políticas do setor agropecuário e reforça a necessidade de um Plano Safra plurianual.

“O crédito agrícola tem ficado menor. Está na hora de ter um projeto de cinco anos para o produtor saber, no decorrer desse tempo, o que ele vai encontrar para poder dimensionar as necessidades e buscar os recursos. Nos próximos anos vamos passar de 300 milhões de toneladas de grãos e essa expansão será por tecnologia e dependerá de termos crédito”, afirmou Martins.

“Esse trabalho da CNA, indo perguntar diretamente para o produtor o que ele quer, vai nos dar um norte, um direcionamento, ao saber que o produtor rural quer crédito, mas também quer logística e segurança jurídica. A pesquisa ressalta os principais pontos. Todas as ações do ministério são feitas com as entidades e esse trabalho será avaliado na construção do Plano Safra”, disse Marcos Montes, que representou a ministra Tereza Cristina no evento.

Pesquisa
O estudo foi coordenado pelo Instituto CNA, que ouviu quase 1.282 produtores por meio de um formulário eletrônico, de 1º de março a 5 de abril. A partir das respostas, foi possível constatar um ranking das dez demandas consideradas como as mais prioritárias.

Os custos de produção estão na segunda colocação na lista de pontos mais importantes, segundo 49,7% das pessoas ouvidas, seguidos por infraestrutura e logística (40,9%), qualificação de mão de obra (36,1%) e questões ambientais (35,2%).

“O objetivo do levantamento foi saber a opinião do produtor rural que está lá na base sobre o que ele de fato precisa. Esta pesquisa vai subsidiar a CNA na proposição de políticas públicas para o agro no governo e no Congresso Nacional”, explicou o secretário-executivo do instituto, André Sanches.

A pesquisa também apontou outras necessidades e problemas do segmento produtivo segundo os produtores rurais. Segurança jurídica (22%), criminalidade no campo (21%), questões trabalhistas (20%), endividamento (15,5%) e questões fundiárias (11,5%) fecham a lista dos tópicos classificados como prioritários para quem vive e trabalha no meio rural.
O levantamento dividiu os resultados entre agricultura e pecuária. O crédito rural foi apontado como a maior necessidade para 59,1% dos agricultores e 62% dos pecuaristas. As quatro principais demandas são as mesmas nos dois segmentos. Depois do crédito, vêm os custos de produção, logística e infraestrutura e qualificação de mão de obra.

A pesquisa também repartiu as demandas dos produtores em 12 atividades, nas quais o crédito rural é a principal em oito culturas (café, cana-de-açúcar, fruticultura, grãos, bovinocultura de corte, bovinocultura de leite, caprinos e ovinos e suinocultura).

Na horticultura e na avicultura, o custo de produção é o item mais importante para os produtores. A questão ambiental é a principal necessidade na silvicultura e a qualificação de mão de obra é primeiro item da lista de prioridades na aquicultura.
Clique aqui para acessar a íntegra da pesquisa.
(CNA/SENAR) (Assessoria de Comunicação)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Segunda-Feira, 22/07
Sexta-Feira, 19/07
Caminhoneiros reagem à tabela de frete e planejam ato para segunda (10:36)
Milho: “Chove em Chicago” (08:59)
BRF começa a deixar turbulências para trás (08:57)
Quinta-Feira, 18/07
China vai inspecionar frigoríficos brasileiros por vídeo (14:16)
Demanda chinesa por carnes amplia exportações da UE (08:55)
Após divergências com a ministra, presidente da Embrapa é demitido (08:53)
Paraná deverá liderar produção de carnes, prevê especialista (07:44)
Itaú BBA aponta tendências de faturamento das carnes em 2019 (07:43)
Frango/BTG: fundamentos no curto prazo são bons; pico do ciclo pode estar próximo (00:42)
Quarta-Feira, 17/07
Zoetis destaca Magniplex na Festa do Ovo, em Bastos/SP (13:31)
Polinutri garante presença na tradicional Festa do Ovo de Bastos (11:39)
ANTT cede a caminhoneiros em tabela do frete (09:00)
Aviagen reúne representantes das principais empresas avícolas da América Latina para evento técnico nos EUA (08:16)
Custos de produção de suínos e de frangos de corte disparam em junho (08:11)
Mercado do boi gordo está perdendo força (08:07)
Mercado do milho finaliza a pregão nesta 3ª feira em campo negativo na CBOT (08:03)
Soja fecha com baixas de dois dígitos em Chicago (08:00)
Instituto Ovos Brasil patrocina 3ª edição da Corrida da Festa do Ovo (07:42)
Terça-Feira, 16/07
Yamasa participa da Festa do Ovo 2019, patrocina Concurso de Qualidade de Ovos de Bastos e Corrida da Festa do Ovo (12:04)
Boehringer Ingelheim Saúde Animal confirma presença na Festa do Ovo de Bastos 2019 e reforça seu compromisso com o segmento de postura (12:00)
Valor da Produção Agropecuária é estimado em R$ 602,8 bilhões em 2019 (11:30)
Milho: Mercado inicia sessão nesta 3ª feira com baixas em Chicago (09:34)
Plantio atrasado nos EUA estende impacto do clima sobre preço de grãos (09:22)
Mercosul acelera vigência de acordo com UE (09:19)
Levantamentos indicam que geada não comprometeu oferta de produtos (08:31)
PIB do agronegócio cresce 0,04% em abril (08:27)
Santa Catarina encerra o primeiro semestre com alta de 56% nas exportações de carnes (08:24)
Exportação de milho do Brasil no acumulado de julho já supera volume de junho (08:22)
Começo de semana parado no mercado do boi gordo (08:10)
Milho: mercado finaliza a sessão nesta 2ª feira com forte recuo na Bolsa de Chicago (08:08)
Soja fecha a 2ª feira com mais de 10 pts de queda na CBOT (08:00)