Quinta-feira, 23 de Maio de 2019
Legislação

Ministra instala Comitê Permanente do Autocontrole: “Está na hora de o Brasil virar adulto nesse jogo”
Brasília, 03 de Abril de 2019 - A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, participou nesta terça-feira (2) da instalação do Comitê Permanente de Autocontrole, integrado por representantes do Mapa e de entidades da sociedade civil, como a Organização das Cooperativas do Brasil (OCB), da Confederação Nacional da Indústria (CNI) e da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA). A ministra explicou que o autocontrole já está instituído em várias cadeias produtivas do agronegócio e que agora está na hora de mais empresários assumirem sua responsabilidade pela fiscalização dos processos produtivos de suas empresas.

“Está na hora de o Brasil andar na inspeção, na responsabilidade de cada um. O ministério precisa ter a sua responsabilidade e o empresário também, todo mundo assumindo seu papel. Está na hora de o Brasil virar adulto nesse jogo, que é importantíssimo. Se o Brasil não tiver essa maturidade, vamos ter dificuldades, pelo tamanho de nosso mercado e de nossas exportações”, disse a ministra.

Ela garantiu, porém, que as mudanças serão implantadas sem pressa e com muito cuidado. “Uma coisa tem de ficar muito clara: o ministério só vai implantar alguma coisa quando tiver certeza, confiança, de que temos todas as condições de dar suporte aos nossos fiscais para cumprir todas as etapas pelas quais o Mapa será responsável. E a iniciativa privada também, as mais diversas cadeias têm de estar preparadas para cumprir o que o autocontrole determina a cada um. Senão, não vai funcionar. Temos de ter muita responsabilidade, porque estamos mexendo com a segurança alimentar dos consumidores de nosso país e dos mais de 160 países que importam produtos do Brasil”.

Na reunião, o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) apresentou os resultados do seminário sobre Boas Práticas de Fabricação e Autocontrole no Setor Produtivo, realizado pelo ministério, com o apoio do IICA, em fevereiro. Agora, os setores envolvidos vão estabelecer cadeias produtivas prioritárias e prazos para avançar o processo de autocontrole no país. Os setores de bebidas, do leite, do amendoim, entre outros, já têm autocontrole, e a ministra acha que, à medida que os produtos sejam mais perecíveis, como a produção de proteína animal, os processos são mais complicados e demorados.

“Vamos escolher as cadeias e determinar os prazos, os protocolos serão elaborados e, depois que isso estiver pronto, temos de apresentar as nossas condições do autocontrole para os países que importam produtos brasileiros. Vamos dar todas as garantias (em relação aos processos de fiscalização). Não é uma coisa que acontece do dia para a noite, porque nós temos de dar segurança, mostrar credibilidade, dizer que temos responsabilidade com o processo. Nós temos de dar as garantias do nosso país para os países que importam”, explicou Tereza Cristina.

Algumas mudanças precisarão ser objeto de um projeto de lei que será apresentado ao Congresso. A ministra explicou que foi o tamanho do agronegócio brasileiro, das exportações brasileiras, que levou à necessidade de ampliar os sistemas de autocontrole. O Mapa não tem fiscais em quantidade suficiente para fazer frente ao crescimento da atividade agrícola com o modelo atual.

“O ministério precisa disso para ter agilidade, atender bem aos nossos empresários, diminuir o custo Brasil. Temos problemas de infraestrutura, de portos e de ferrovias, e temos problemas de (falta de) gente. Se todos fizerem sua parte e dermos garantias ao consumidor final de que estamos entregando um produto seguro e que cada um está fazendo sua parte, cada vez mais, o ministério precisará ter menos pessoas e usar mais tecnologia, mais informatização. Isso é para podermos ter menos gente, e para as pessoas serem usadas no que realmente têm de fazer, que é auditar. Em vez de ficar na linha de produção, (o fiscal) tem de fazer a fiscalização dos produtos que estão entrando e a auditoria dos produtos que estão saindo dos processos produtivos”, disse a ministra.
(MAPA ) (Assessori a de Imprensa)
Imprimir esta notícia...
|
Deixe aqui sua opinião, insira seus comentários.
O espaço também é seu!

Quinta-Feira, 23/05
Conferência FACTA WPSA-Brasil marca os 30 anos da entidade e coloca a avicultura brasileira em evidência (09:21)
CEO da Aviagen explora “Responsabilidade de Alimentar o mundo”, tema da Conferência FACTA 2019 (09:00)
ICC Brazil reforça o seu compromisso com as universidades (08:48)
Nova fórmula reduz fretes para os grãos (08:47)
Queda não será generalizada (08:46)
Queda não será generalizada (08:46)
Americanos obtêm mais carne bovina com rebanho menor (08:40)
China quer habilitar apenas mais 20 frigoríficos brasileiros (08:34)
Mercado do boi: preços seguem andando de lado (08:05)
Soja opera estável nesta 5ª feira em Chicago (08:00)
Tereza Cristina: “Vamos democratizar mais o crédito agrícola” (07:33)
Abertura do CPAgro Copacol tem a participação de 1,7 mil pessoas (07:31)
Diretor-Geral da FAO: voto do Brasil vai para vice-ministro da agricultura chinês (07:31)
SRB debate futuro dos contratos agrários com Ministro do STJ (07:30)
Oeste catarinense busca internacionalização da região (07:28)
Milho se recupera durante a 4ª feira e registra 8º dia seguido de cotações em alta na Bolsa de Chicago (07:05)
Soja fecha em alta na CBOT nesta 4ª feira (07:00)
Quarta-Feira, 22/05
SP: preços agropecuários caem 0,43% na primeira semana de maio (11:14)
5ª FAVESU: maior evento de avicultura e suinocultura do ES será em junho (11:03)
Regulamento traz organização e transparência para o Concurso de Qualidade de Ovos de Bastos (09:36)
Yes amplia equipe e anuncia novo gerente comercial para o Brasil (08:47)
Venda de participação em ativos no Oriente Médio no foco da BRF (08:27)
Mercado do boi: alterações pontuais nas cotações (08:15)
Peste suína africana na China deve dar suporte aos preços da carne nos Estados Unidos (08:10)
Milho fecha terça-feira em alta pela sétima sessão seguida (08:05)
Soja: mercado inverte movimento e fecha em queda na 3ª feira (08:00)
Matopiba deverá ser o principal fornecedor de milho brasileiro para o México (07:17)
Terça-Feira, 21/05
Marcas apostam em 'carne vegetal' no país (15:39)
Safeeds apresenta linha de conservantes na Fenagra 2019 (15:35)
Vetanco do Brasil promoverá o produto Uniwall MOS 25 no Simpósio Goiano de Avicultura (09:23)
PIB do agronegócio brasileiro mantém queda no primeiro bimestre do ano (09:15)
PIB do agronegócio caiu no 1º bimestre, diz Cepea (09:10)
SC: exportações do agronegócio crescem 7,7% em 2019 (08:00)
Boi recupera a estabilidade em SP e a mantém em outras praças (07:55)
Milho: produtores se retraem e preços voltam a subir no Brasil (07:51)
Soja segue em alta nesta 3ª feira em Chicago refletindo plantio lento nos EUA (07:50)
Soja: cotações têm forte alta no Brasil e nos EUA (07:49)
Comitiva visita Santa Catarina visando à Rota do Milho (07:29)
Controle de gastos para otimizar a produção e ajudar na negociação (07:28)
Segunda-Feira, 20/05
'Frango 4.0’: 7 milhões de frangos por ano (09:02)
Mercado do Boi: cotações podem retomar fôlego (08:06)
Soja: semana de bons negócios no Brasil (08:00)
Retaliação da China cria pânico na suinocultura dos EUA e abre brecha para o Brasil (07:53)
SC quer estimular a produção de cereais de inverno para alimentação animal (07:51)
SC busca solução para o recolhimento de animais mortos (07:50)
Ovos no Amazonas: produção chegou a 520 milhões de unidades em 2018 (07:48)
Aves contrabandeadas são sacrificadas por falta de documentação sanitária (07:47)
Sexta-Feira, 17/05
Custos de produção de suínos e de frangos de corte caem 2% em abril (16:21)
Concurso de Qualidade de Ovos tem data definida (16:14)
Evonik foca sua participação no Simpósio Goiano de Avicultura em seu portfólio de produtos para saúde intestinal (15:19)
Frango: alta no valor da carne suína eleva competitividade (15:10)
Exportadores de aves e suínos fecham US$ 148,7 milhões em negócios durante a SIAL China 2019 (15:06)
Palestra Sobre Sucessão Familiar na 5ª FAVESU (13:08)
Nelson Barbudo contra a carne de laboratório (09:35)
Com influências de plantio, dólar e até peste suína, negociações de commodities se complicam (08:27)
China frustra expectativas de frigoríficos (08:20)
Exportações brasileiras de carnes cresceram 41% em abril (08:16)
Mercado do boi: pressão de baixa perdendo força (08:12)
Soja e milho têm novo dia de altas em Chicago (08:00)
Paraná é referência nacional na implantação de Cadecs (07:09)